You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

20/01/2018
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Trincheira TRINCHEIRA XLVI

TRINCHEIRA XLVI

E-mail Print PDF

Realinhamento
O PMDB, através do seu principal interlocutor, o advogado Donizeu Nassarden, não anda muito satisfeito com o que tem visto em termos de condução política e se propôs a abrir um canal de negociação com vistas a se aproximar do PSD, do PR e de outras siglas partidárias para a formação de uma nova tendência. A conversa fluiu a partir de um encontro casual com Acendino Mendes e mesmo após a abertura que tem proporcionado o cenário político local, marcado por indecisões e muitas evasivas.
- As possibilidades estão abertas e seria só uma questão de enxergar um pouco adiante do nariz.
Pensamento I
Até porque, o PSDB parece rebuscar velhos filiados que andavam sumidos e que de alguma forma não representam cartas novas no baralho. Tanto, que o PSB assinalou que não quer conversa com quem seja governista. Na verdade, o que se quer, conforme expressado pelos socialistas, é a criação de um novo modelo de fazer política. O PSB se propõe a reinventar a roda em Nobres, mas isso é só até atingir o poder, e se alguém duvidar, recorte este parágrafo e guarde.
-
Entre vencer a eleição e exercer o poder existe o porém, o senão, os 'entretanto's, os todavia's e até os quás, quás, quás. Não há política sem vítima.
Pensamento II
O discurso de algumas pessoas estaria alinhado e em uníssono? Se for, não deixem de ler os discursos de Rui Barbosa, que há mais de um século atrás já pensava assim e o partido e os interesses pessoais de algumas pessoas que estão se infiltrando ao "novo" não se conjuminam com o pensamento de seus líderes. Tem gente até apresentando futuro assessor jurídico, queimando etapas. E veja quem.
- Mas, vamos ver no que vai dar.

Panorama I

De acordo com uma fonte informativa, digna de crédito, o PSB não aceitaria compor com o PSDB segundo se prega por aí. Comerciantes de peso estariam apoiando a candidatura do PSB, segundo essa mesma fonte. O PSB buscaria composição com partidos nanicos para ir à disputa após as convenções municipais. O PSC, de Hercione, estaria na composição futura com o PSB.

- As lideranças tucanas estariam dormindo no ponto. Será mesmo?

Panorama II

A leitura do cenário político é o de que, munidos apenas de experiência, alguns articuladores políticos locais, ligados ao tucanato, estariam com excesso de confiança e uma “engenharia” política, cuja edificação pode ruir por decurso de prazo. Ou será que a sondagem eleitoral e apenas isso resolveria o problema quanto ao conjunto da obra? Nesse quesito, o PSB já largou na frente e o seu virtual candidato já está nas ruas.

- Quem larga por último, ao contrário da máxima bíblica, chegará por último. “Os últimos serão os primeiros”... nem na Fórmula Um.

Gestão

O município de Nobres voltou a ser elogiado, desta vez, por técnicos da Seadtur/MT, por ser a única unidade estadual a contar com o Voucher em atividade, ainda que seja físico. Poconé e Chapada dos Guimarães estariam com a emissão em situação irregular. A proposta é a de que o Voucher seja informatizado para obtenção de coletas de dados que integrarão um banco de informações sobre a atividade turística.

- É um indicador sócio econômico referencial para o resto do estado. Melhorar é o caminho.

Nada Certo?

A suposta conversa entre PSD e PSDB não gerou nenhum acordo ou entendimento e isso pode ser avaliado a partir de uma pesquisa de opinião sobre nomes a vice-prefeito, bem antes das convenções municipais. O nome do virtual candidato majoritário do PSB aparece na sondagem para vice do pré-candidato Leocir. Aí é que o nosso globo virou de ponta cabeça. O majoritário sob análise para segundo plano?

- Vá entender isso.

Nada Certo II?

O PSD está para a política local assim como uma criança sem pai e sem mãe, em um orfanato, estaria... precisando de adoção por um cristão. Estaria em curso uma campanha ou um complô para mandar o PSD para escanteio? Com o partido nas cordas, supostamente, o nocaute é iminente. E como reagir numa situação dessas? A lógica é a de que o PSD não esteja mesmo em boa cotação quando se compara com o palanque do candidato governista em 2012, recheado de gente e farto financiamento de campanhas naqueles idos dias que antecederam as eleições, segundo alguém que esteve lá dentro.

- O PSD cumprirá o papel de não deixar rombos estratosféricos e só. Salvo se se encher de brio e se reerguer. Alguém para dar as mãos?

Nada Certo III

Mas, só para reavivar a memória: o PSDB não faz parte do atual governo? E como pode haver a separação de corpos quando todos estão sob o mesma cama (de gato)? Tem coisa de difícil entendimento, como por exemplo, estar no governo e não ter afinidade com o governo.

- Essa, nem Isaac Newton conseguiria entender, já que “O equilíbrio do universo é garantido pela gravidade” e tudo se apresenta insustentável. 

The Dream

Se ela estivesse viva, caberia aqui uma consulta com a famosa Mãe Dinah para se saber quem venceria as eleições em Nobres em 2012. A política em Nobres passará por um processo de renovação nunca antes visto..., mas daí, o sujeito acordou e o sonho ficou mal acabado. Os supersticiosos dizem que ao acordar, não se deve passar a mão no rosto, que é para não se apagar da memória o sonho. Mas, três dias sem lavar o rosto... só remelas e nada de lembrar o resto do sonho.

- Nada de novo e John Lennon dizendo: “O sonho não acabou”.

Gastando?

De acordo com a divulgação na rede social (whatsapps), um indivíduo teria sido preso dentro de uma das lojas do Atacadão, portando uma corrente de uma vítima, após roubo ocorrido em uma propriedade rural em Bom Jardim, de onde levaram um veículo, modelo Palio. Realmente, nem na zona rural há mais paz. A onda de violência chegou aos sítios e localidades rurais. E pra “ajudar”, as audiências de custódia chegam como uma benção em favor dos meliantes.

- É como aquele bloco carnavalesco de Leverger: “Seu C... que brilha” no meio da malandragem.

Tática de Malandro

Malandro passa pela rua, desliga o padrão de energia e tal ação é a senha para roubar o imóvel caso não ocorra nenhuma reação do morador ou algo que identifique se o dono está em casa ou viajando. Isso vem ocorrendo com frequência aqui na cidade de Nobres. Duas atividades econômicas atreladas fomentariam a economia no Brasil neste momento de crise: uma fábrica de armas e uma escola de tiro.

- Enquanto isso... nóis tá fu e com o c... na reta.

Arestas Aparadas?

Tudo indica que PSDB e PSD já colocaram a roupa no varal após uma conversa (olho no olho) entre as principais lideranças de ambas as siglas e após um encontro entre o líder tucano e alguns dos emplumados, porém, nem tão vistosos tucanos. A julgar pelo prestígio que detém o líder do tucanato local, é de se acreditar que a roupa ‘empoeirada’ foi lavada. De Outro lado, o PSD está vivo e sem problemas de cataratas ou de surdez.

- É bater asas e olhar (lá de cima) para quem não deseja as alturas.

Grupos Distintos

Existem duas situações distintas em política, a dos sem poder que querem o poder; e uma outra turma, a que acredita que, dependendo do “amigo” que vá para o poder, será possível lhe manipular em atenção aos pleitos desejados. Na política, é preciso conhecer as faces de uma mesma moeda tomando como exemplo o ano de 2012. No palanque do candidato que estava no poder, no último “meeting” político, faltava espaço para tanta gente. No entanto, na sessão do TCE-MT, de julgamento de suas contas, o candidato derrotado nas urnas foi julgado à revelia.

- Esse é o termômetro.

Grupos Distintos II

E tem ainda o grupo de pessoas na política que está no meio por estar, mas não consegue atinar que uma candidatura majoritária (e proporcional também), precisa de alianças políticas, do contrário, não elege nenhum vereador e menos ainda o candidato a prefeito. É preciso se candidatar e ter na companhia uma calculadora, sempre, para os cálculos sobre quociente eleitoral e ainda para somar as despesas e de onde vem o capital para investimento. Jogue fora e nem deixe a oportunidade para um “backup” a citação: “E se perder?”.

- Aliança rima com confiança e com mexer na poupança.

Imaculados

O então senador Pedro Taques, de tamanho prestígio na política, imaginou uma candidatura ao governo do estado com aliados políticos imaculados; e não conseguiu; e apesar de conquistar o poder político em MT, hoje, não detém mais o mesmo prestígio com que assumiu o governo. Primeiro porque não há como negar a origem de alguns dos citados na Operação “Rêmora”, que são tucanos envelhecidos pelo tempo. Alguns deputados se mudaram para o ninho ou para próximo deste por conta de um processo de adoção, por absoluta orfandade.

- De plumagem nova, só mesmo o Zé Pedrinho.

Imaculados Paroquianos

Em Nobres, nos tempos de outrora, só quem segurou a peteca foi Beto Valandro, que recebeu em seu gabinete enquanto presidente da Câmara de Vereadores, o apagado Nilson Leitão, candidato a deputado federal, que hoje é reconhecido nacionalmente. E verdade seja dita, muitos adesivos tucanos já começam a ser vistos por aí, por certas aves de arribação. É bom saber que no tucanato local há liderança e não há como enganar na citação de que as aves estão de volta, em revoada, ao contrário da desdita de que aquele voa no “cardume” não é ave...

- ...podendo ser um bagre “envaselinado”.

Pensamento Equivocado

Tem um grupo de pessoas que prega a divisão territorial de Nobres para criação do município de Bom Jardim. Esses seriam contra o partido no poder em Nobres. Sem receita pública, sem as terras que pertencem a União, sem argumentos para acelerar o processo de titulação de áreas ocupadas, tem gente querendo dividir o que não é seu. Mas, se alguém conseguir convencer, por etapas, o Incra, a Sema, a CGU e quem sabe a Polícia Federal, esta em último caso, que faça a carruagem andar.

- Até lá, caros divisionistas.

Ditos Populares

“É cobra engolindo cobra”, “tirando o seu da reta...”, são citações populares de duplo entendimento que muita gente não entendia. Hoje, ficou mais fácil entender através dos exemplos surgidos a partir da Lava-jato. Por exemplo, a delação premiada da figurinha carimbada da Transpetro, Sergio Machado, soa como um processo em que a espécie come a própria espécie, ou seja, ao gravar e delatar os amigos do PMDB, Machado estaria comendo os colegas e ainda tirando o seu c... da reta.

- Bem assim.

Ditos Populares II

A delação de Sergio Machado joga fezes para todos os lados e enlameia Dilma e Lula na conversa com Sarney, quando o poderoso maranhense diz que a então presidente Dilma mandou pagar o marqueteiro João Santana através da empreiteira. Em gravação, Sarney diz que Lula estaria depressivo e que Dilma não foi solidária com João Santana.

- É cocô para todos os lados e quem deve mesmo perder os amigos é o Sergio Machado... o maior revelador de segredos tupiniquim.

Segredos Suspensos

Aqui em Nobres, tem segredos que já voaram, sobre os bastidores da campanha de 2012 do candidato governista. Cheque salário ia direto para mão de candidato. Teve um deputado que disse: “Ajudei o sujeito e ele me fez o favor de perder as eleições”. Se a gente soubesse que ia terminar matando cachorro a grito, teria sido melhor mudar os planos e ir pescar.

- E não foi por falta de avisos premonitórios.

Segredos Suspensos II

Em maio de 2012, um desses parceiros do governo já espalhava: “O Zé não ganha a eleição”. O que ninguém sabe é se a acertiva veio através de mensagem psicografada ou alguém baixou naquele terreiro e cantou a pedra. Na mosca e ninguém pediu ao “espírita” os números da Mega Sena daquele maio de 2012. Era fornecer e o cara bamburrar. Vai aqui uma perguntinha básica para este ano: “Quem não vencerá?”.

- Por onde andará esse paranormal?

Curiosidade

Tem gente se roendo, digo, as unhas, para saber o que foi tratado na reunião informal entre a principal liderança tucana em Nobres e o prefeito Gilmarzinho, ontem. A curiosidade é aumentada a partir da conversa entre os tucanos, realizada hoje (em andamento). Ao menos um assunto é pontual, a ideia de alguns tucanos de achar que o PSD poderia ser objeto descartável, de acordo com o que se ouviu de opiniões isoladas de uns e outros.

- Ninguém se transforma em mosquito da zyka para ouvir conversa dos outros.

Curiosidade II

Quem está fora do poder e quer entrar, ainda se dando ao luxo de escolher aliado, realmente, não aprendeu com os anos. Na última reunião do então candidato Zé Carlos, realizada em 2012, na divisa dos bairros São José e Carolina, teve um que assistiu a reunião a 10 metros do “meeting”, toda a reunião política, e sequer esboçou reação em ir ter com o povo.

- Será quem? É hora de embaralhar e distribuir as cartas.

Peixes e Periquitos

A rivalidade entre Palmeiras e Santos chegou ao jogo de truco e foi parar no Cisne Branco. Dia desses, por conta de uma derrota de um santista, no truco, por 4 a 0, teve palmeirense soltando rojão lá no CR Cisne Branco. Ocioso dizer que o santista não gostou e sumiu do truco após a goleada para um certo flamenguista famoso. Olha, deixa de lado essa briga pela presidência do clube, vamos trucar juntos, de novo.

- Já faz tempo que o Flamengo não ganha e quando ganha, provoca até guerra de adversários.

Truqueiros

Entre os craques do truco tem um corneteiro, o maior deles, literalmente, no tamanho e na língua, que sugeria, domingo (22/05), a troca da cor da ponte lá do Cisne. Ah! Mas não tem tinta preta. Mas, pintar a Ponte para Preta? Com essa briga de “guris” da terceira idade, a dupla Itaipava & Bavaria já não canta mais e tá pintando carreira solo, sem a segunda voz de Bavaria.

- Adivinha onde se encontra mais fofoqueiro por mt2?Melhor dizendo, corneteiro, porque fofoqueiro é feio.

Bons Ensaios

Durante a realização da Semana do Bebê na Escola Municipal Marechal Rondon, dia 19 de maio, a tarde, o que se viu foram boas apresentações teatrais e muita gente que não faria feio no teatro, desde que tivesse bons professores e uma oficina para atores amadores. E também a população infanto-juvenil está grande no PA Coqueiral/Quebó, o que demonstra que a densidade populacional tende a crescer nos próximos anos na região do Distrito.

- E tem mais, uma gente bacana, educada e antenada com a modernidade.

Bons Ensaios II

Já no mundo político, algumas rasteiras já estão sendo ensaiadas. Eis aqui, uma repetência dos fatos, de como contar com o ovo no c... da galinha. Tem gente já distribuindo secretaria em conversa informal, muito antes das convenções municipais. A carroça não anda a frente dos burros e o cachorro é que balança o próprio rabo, não sendo visto por aí o rabo balançando o cachorro, mesmo quando o seu dono chega.

- Político bom é aquele que é capoeirista.

Eleição Decidida

Já temos o eleito em exposição pública, cotidianamente, aqui em Nobres. Se essa forma de campanha continuar após as eleições municipais, a popularidade do virtual candidato vai bater, tranquilamente, a cédula de R$ 10,00, substituta daquela de R$ 1,00, que hoje não serve nem para troco ante a inflação galopante. Enquanto uns se expõem demais, outros não deixam o casulo nem para tossir fora.

- De certa forma, vale o dito popular: “Quem não é visto não é lembrado”.

Visto e Revisto

O carioca vê Carlos Drummond de Andrade, sentado, imóvel na praia, mas muitos nem conhecem o seu DESEJOS:Desejo a vocês... Fruto do mato; Cheiro de jardim; Namoro no portão; Domingo sem chuva; Segunda sem mau humor; Sábado com seu amor; Filme do Carlitos; Chope com amigos; Crônica de Rubem Braga; Viver sem inimigos; Filme antigo na TV; Ter uma pessoa especial; E que ela goste de você; Música de Tom com letra de Chico; Frango caipira em pensão do interior...”. 

- Nem tudo é poesia.

É Golpe?

Já estava orçado nas contas públicas de Dilma, com valor estimado e tudo, a volta da CPMF. Há um golpe mais efetivo que esse... o de contar com o ovo no “fiofó” da galinha? E ela foi destronada e agora avaliam o rombo nas contas públicas, mas a presidente Dilma diz que vão superestimar o rombo. Um rombo vai ser sempre um rombo, agora, a quantidade é que precisa ser avaliada, mas é certo no que vai dar no lombo de quem paga impostos.

- Nos olhos dos outros, spray de pimenta é colírio.

Alvo Certo

O PSD seria o partido a ser batido nas próximas eleições municipais em Nobres. Pena que o prefeito não vai à reeleição. Tem tanta gente querendo “derrubar” a atual situação, o que é perfeitamente compreensível. O PSD tem sido vítima até de fogo amigo, mesmo sendo considerada uma “árvore seca”, portanto, sem frutos, segundo pensam algumas pessoas. Tem gente que está na política há pelo menos duas décadas e hoje se apresenta como fato novo, movendo as pedras no tabuleiro através de um biombo.

- Já faz algum tempo que alguém muito importante em nossa história dizia que: “Ninguém deita remendo de pano novo, em veste velha, porque semelhante remendo rompe a veste e faz-se maior a rotura” Mt 9:16.

Faro Fino

A política por aqui está como a um brechó, onde as roupas velhas são customizadas e apresentadas como aproveitáveis. Tem gente pregando distanciamento do PSD, como forma de se apresentar sem desgastes para o público. Já outros, dizem que nem PSD e nem PSDB seriam boas companhias. Em Nobres, em tempos tais, os maiores e melhores aliados são conquistados em etapas distintas, sendo na primeira fase o cheiro indefectível do dinheiro; para, em seguida, o contato direto com “la plata” e assim por diante.

- E Raul Seixas já dizia: “Como as pedras imóveis na praia; Eu fico ao teu lado sem saber... vendo as pedras que choram sozinhas no mesmo lugar”.

Fogo Amigo

Uns e outros, antigos no nosso convívio político, pregariam a desvinculação do governo atual. Mas quem seriam esses? Será que o governo anda tão mal assim, mesmo com espaço para alguns tucanos? Algumas pessoas que estiveram na gestão de 2011 a 2012 já começam a buscar uma brecha na composição que está se formando e ainda dando as cartas, quando o natural seria “entrar de fininho”. Tudo bem, a política é feita de “vendetas” e de interesses contrariados, o que recomenda cautela com bom caldo de galinha.

- Vamos lá... mas, de bico calado.

Sem Fósforo

O fósforo, não o de provocar chama, mas o que contribui para ativação da memória, anda meio fugidio da cabeça das pessoas, mas não custa perguntar: “quem foi mesmo o autor daquele panfleto, denominado: “A Cegueira Nordestina?”. Outra pergunta: “qual o primeiro nome sugerido como autor do panfleto?”. Elementar a dedução, o nome apontado seria o de uma pessoa astuta, supostamente. E quem haveria de pensar numa pessoa que andava flertando com o governo, mas não tinha espaço. A senha para ingressar no poder seria a panfletagem e o consequente alijamento do grupo que conduzia o “cego”, até 09 de janeiro de 2011.

- Quem foi mesmo, ‘Jusé?’. Me avia um fósforo aí.

Sem Fósforo II

Desmemoriado procura saber quem dizia, em 2012, que Zé Carlos não ganharia a eleição? Para várias pessoas era dita a mesma frase: “O Zé Carlos não ganha a eleição”. Ora, se a pessoa era contra e tinha essa percepção (extra sensorial) e se apresentava com dons de paranormalidade, o jeito mais conveniente de tirá-lo desse transe seria a demissão. Para um secretário, à época, isso, de demissão, seria tardio.

- Pois não é que o danadinho tava certo. Quem mesmo dizia isso, ‘Jusé?’.

Sem Fósforo III

A propósito, será que essa pessoa, com dons mediúnicos, já sabe quem vai ganhar as eleições em Nobres, este ano? Se sabe, já deve estar do lado de quem vai ganhar. Pena que nós não saibamos quem tinha essa paranormalidade, senão ia ficar coladinho nela ou nele... sabe-se, lá, quem? Como será o título do futuro panfleto, bolado por alguém acima de qualquer suspeita? Sugestão: “Olhos de águia encosta no candidato vencedor”.

- Até nóis, que é cego do Mato Grosso, sabe que o pior cego é aquele que finge não ver.

Sem Fósforo IV

Quem não é chique, é da cor marrom e clama pela cota racial na rede do “be-a-bá”, esse é o primeiro suspeito na panfletagem. Quem é “vip” e não tem cara de panfleteiro, já pensa logo em uma secretaria, não importa o governo e nem o que se vai fazer... o importante é estar lá. Como diria aquele homem, de ideias muito além do seu tempo, Nicolau Maquiavel: “Não é necessário, a um príncipe, possuir todas as qualidades, mas é preciso parecer ser piedoso, fiel, humano, íntegro e religioso já que às vezes é necessário agir em contrário a essas virtudes, porém é necessário que esteja disposto a modelar-se de acordo com o tempo e a necessidade”.

- Nem todas as mamonas são assassinas... tem aquela com trocadilho: “Minha Biz Azul...”, ao invés de minha Brasília Amarela.

AL Itinerante

Na sexta-feira, por sinal 13, a noite, durante sessão itinerante da AL-MT, realizada no Plenário de Eventos do Senai, no bairro Cristo Rei, o deputado Pery Taborelli e Jaime Campos trocaram ironias. De um lado, o parlamentar estadual dizia que já havia destinado mais de 1 milhão de reais em emenda para VG e apontou suposto descaso da gestora Lucimar Campos quanto ao interesse por recursos para uma academia ao ar livre. Pela ordem, Jaime Campos solicitou a palavra e disse que desconhecia qualquer valor em emenda repassada em nome de Taborelli ao município.

- E foi assim, o primeiro round.

AL Itinerante II

Por questão de ordem, o deputado solicitou tréplica e disse que, por não estar no governo, Jaime Campos não sabia de muita coisa. Na condição de “marido de prefeita”, essa foi uma chinelada em JC pela tentativa de dar palpite naquilo que não é a sua função já que se encontra sem função pública. O ex-senador da República, falou aos presentes durante a sessão itinerante como representante da prefeita Lucimar, aliás, o que tem feito em todos os eventos em que a Prefeitura de Várzea Grande tem participação.

- Bateu, levou.

AL Itinerante III

O ex-senador, obviamente, sentindo a carência de público, falou em nome da prefeita e durante a sua fala foi repetitivo, se utilizando das palavras “todavia” e “sobretudo” por diversas vezes. JC falou do momento econômico e político que o Brasil vive atualmente e complementou com as palavras “crise econômica sem procedência”. Quis dizer “sem precedentes” e trocou as palavras, mas, “procedência” tem e está nas pedaladas fiscais e na roubalheira institucionalizada através da estatal Petrobrás.

- Chama o Pery aí...

Incompreensível

O mesmo Michel Temer que ainda ontem foi um aliado de primeira hora, com confiança total do governo, hoje é defenestrado pelos petistas sob a alegação de que “só” a presidente Dilma obteve 54 milhões de votos. Sem Temer e sem o PMDB, o PT, sozinho, venceria as eleições de 2014? Se tivesse esse cacife eleitoral todo, nem precisaria passar por esse constrangimento que aconteceu com o anúncio oficial de que Dilma vai para o banco de reservas nos próximos seis meses.

- Mas... não seria na alegria e na tristeza?

Trairão Brasiliense/Paulista

Por aqui, já temos o trairão do Arinos, e lá em Brasília, acaba de ascender ao poder o “Trairão Brasiliense”. Michel Temer está para o PT assim como um crucifixo estaria para o Conde Drácula. A vampirização do vice é a própria imagem do bem que se tornou mal. Amigo ontem, enquanto calado esteve... quando o coadjuvante resolveu protagonizar, foi satanizado.

- Pobre cenário político brasileiro.

Vem... Vamos Embora

E pra não dizer que não falamos das flores, um polêmico articulista político já prevê que Bolsonaro pode se apresentar para uma possível candidatura a presidente. Seria como prever que o Íbis, do Pernambuco, possa disputar a Copa dos Campeões da Europa contra o Real Madri. “Há soldados armados, amados ou não; quase todos perdidos de armas na mão; nos quartéis lhes ensinam uma antiga lição; de morrer pela pátria e viver sem razão...”.

- “Os amores na mente, as flores no chão; a certeza na frente, a história na mão...”.

Movimento Separatista

Mesmo sem ser proprietário da área que ocupa e onde fatura alto, um certo empresário anda pregando a divisão territorial de Nobres. Esse sentimento está refletido na vontade daquele empresário, ainda que os procedimentos burocráticos continuem a emperrar a titulação das terras em Bom Jardim. O momento recomenda cautela quanto ao posicionamento da Controladoria Geral da União no que se refere aos apontamentos sobre a posse de terras da reforma agrária por empresários, funcionários públicos e políticos.

- Tem gente que pensa pouco e desconhece que essa proposta pode emperrar ainda mais o processo de titulação de terras.

Movimento Separatista II

Os apontamentos da CGU são graves e podem colocar a fiscalização sob direcionamento da Polícia Federal, cuja possibilidade não pode ser descartada. Quando não se é dono de nada, qualquer movimento separatista pode representar um tiro no próprio pé. Uma coisa é não gostar do governante atual, outra bem diferente é dividir o que ainda não é seu. Terras públicas ocupadas por empresários e políticos, o que foge do perfil da reforma agrária. Não bastasse isso, ainda há a farta comercialização de áreas públicas.

- Falar menos e ouvir mais, eis uma boa postura.

Equívoco

E tem gente que prega nas redes sociais que a Prefeitura de Nobres tenha que doar áreas públicas que não lhe pertencem. A ganância tem levado muita gente a pretender ter muito e muitas propriedades para depois comercializá-las para segundos, terceiros e voltar a participar de outra invasão. Não se conhece nenhum empresário fazendo distribuir almoço e janta para turistas, de graça. Logo... não se dá o que não se tem.

- Cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

Experiência

O professor Cristovam Buarque (PDT) deu show em seu pronunciamento agora a pouco em favor da admissibilidade da denúncia. O posicionamento do iminente senador ex-pedetista soa como um tapa com luva de pelica sobre os rostos de muitos de seus colegas partidários do mesmo PDT, partido a que ele pertenceu e agora está no PPS. Carlos Lupi deve ter mordido os beiços com o pronunciamento de Cristovam Buarque, um dos políticos mais experientes e eloquentes naquela Casa.

- Como é bom ouvir grandes oradores.

Lá e Cá

Os aliados do governo do PT não querem que olhem para 2015 e apenas para o ano de 2014, a título de que o Tribunal de Contas da União não julgou (ainda) as contas de 2015. Para os leigos, esse hiato entre 2014 e 2015 é como a violência contra a mulher – a vítima denúncia, mas as autoridades em segurança não interveem, porque o crime não foi perpetrado. Mas quando a mulher é assassinada, aí sim, as autoridades entram em campo. Houve crime de responsabilidade fiscal ou não, mas 2014 é a fronteira entre o certo e o errado. Por que não olhar para esse “futuro” que já é passado?

- A sabedoria popular ainda merece considerações.

Bamo Prosea?

Parece que PSB e PSDB estariam prontos a ter um dedinho de prosa aqui em Nobres com vistas ao outubro de todas as cores. Consta, segundo se apurou, que o papo giraria em torno do veto de alguns nomes para um futuro secretariado. Mas, como assim, se nem as convenções e nem as eleições aconteceram? Secretário municipal, por aqui, estaria que nem jogador do Flamengo, se não cabecear a chuteira do adversário... pode subir na barca.

- Ah! Meu Santo Expedito.

Sujeito a Trovoadas

Depois dessa paulada que veio do TCE-MT, por conta da citronela e da bomba d’água, o que mais pode vir por aí? Se essa rua, se essa rua fosse minha, eu mandava ladrilhar... essa também é uma questão que está no ar e pesaria sobre a tal aproximação entre as duas siglas. Como aqui em Londres City a política passa pela benção de “Queen Elizabeth”, vamos ver no que vai dar.

- Caminhando e cantando...

Figura Folclórica

Por uma “cagada” política homérica, eis que um deputado federal quase anônimo, vira celebridade da noite para a madrugada. Virou piada na internet e as citações pejorativas vão de “cara de sanfoneiro de zona” até juiz supremo, capaz de anular o resultado de Alemanha 7 x 1 Brasil. Ele foi contra o impeachment na votação na Câmara dos Deputados, mas jurou fidelidade a Eduardo Cunha. Que figura, esse deputado federal de três mandatos, o Waldir Maranhão.

- E pensar que o palhaço seria o Tiririca.

Figura Folclórica II

Waldir Maranhão votou contra o impeachment e depois tentou anular a própria votação e dos mais de 500 colegas através de uma decisão pessoal sua, orientado por José Eduardo Cardozo, da AGU. E a Dilma, alegre, disse que não sabia do que estaria ocorrendo, pedindo cautela... e pouco caldo de galinha. Afinal, para que um governo desses, que ninguém sabe de nada... nem daquilo que é tramado na calada da noite?

- E por falar nisso, qual a diferença entre Delcidio do Amaral e Waldir Maranhão. Fora os estados de origem, ambos se apresentam como “paus mandados” assumidos.

Políticos

Para quem pensa que o cenário político está inamovível, pensou errado, as reuniões políticas e o papo temático acontecem, até mesmo onde rola wisqui de boa qualidade. Há quem fale em apenas duas candidaturas e uma reviravolta entre os vices, daquela em que alguém tem que segurar o queixo. Difícil de acreditar, mas tem gente prevendo isso. Nada que uma boa bacalhoada não resolva. Aviso, não vale ‘pescar’ no terreno alheio... sob risco de o pescador ser fisgado.

- Nada de pruridos antecipados, vamos aguardar. Se for boato, fica pra todo mundo; se for fato, aí vai para a boca maldita.

Articulista Desarticulado

Aquele cientista político que sonhava com uma candidatura depurada, digna de uma escalação rebuscada num mosteiro de beneditinos, parece que já vai sair de cena. Se os boatos que estão espalhando por aí virarem fatos, a ciência cederá lugar para o entendimento popular... como nos tempos da vovó, quando se curava gripe com chá de alho e não com remédio de laboratório.

- Se até no Vaticano acontecem conspirações... ó meu cavaleiro templário.

Areia Movediça

O terreno inseguro em que pisam Dilma e Eduardo Cunha os leva para baixo a cada alfinetada que sai, de um a outro e de outro a uma. Dilma falando sobre Cunha durante ato em Belo Monte, cujas obras aparecem no esquemão. Depois, em ato do Minha Casa, Minha Vida, ela volta a atacar Cunha e Temer, supondo que ambos sejam cúmplices. Entrando em xeque, a ex-presidente ainda tenta, desesperadamente, inverter o invertível. Se bem que Michel Temer não seja nem um anjo, mas está melhor que Dilma.

- Na areia, correr como?

Navio Afundando

A notícia está inserida em muitos sites de notícias e fala da devolução de R$ 107.000,00 pelo ex-prefeito de Nobres, José Carlos da Silva. O valor refere-se ao intrincado caso da citronella, com bomba d’água, enxada e até terra preta adquirida com dinheiro público. O ex-prefeito José Carlos da Silva, nesse navio, parece ter entrado de gaiato e quem teria usufruído disso tudo não aparece na fita. É isso mesmo? A sindicância apontaria nomes, mas, como o então prefeito não agia como o Lula, que diz que não viu e não sabe de nada, vai pagar o pato.

- E olha que não foi por falta de aviso.

Terra Preta

Ali no Assentamento Bonanza pode não ter água, mas terra preta tem em aBUNDÂncia. Segundo o relatório do Caso Citronella/Bomba d’Água, parte do dinheiro teria sido usada para “adquirir” terra preta. Oh! Mon Dieux. Comprar terra preta onde ela dá... mais que ‘muié’ com periquita em chama. Francamente, “nóis é besta, mas não é um tantão assim”. E a bomba d’água? Se você tivesse comprado algodão doce... demoraria mais na água que a tal bomba.

- Difícil agora é separar justos de pecadores.

Bomba, Bomba, Bomba

É de se acreditar que essa “bomba” tenha sido emprestada para aquele gordinho (chato pra cacete!) lá da Coréia do Sul, o Kim Jong-un, que todo dia amanhece com a pá virada e ameaça soltar a bomba. Outro sujeitinho afrescalhado é esse tal de Bashar Al Assad, da Síria, que todo dia manda matar uns 100 e por vezes até 1.000. Esses dois num desfile gay na Avenida Paulista, ninguém seguraria as “meninocas”; maldosas que nem Nero. “Elas só pensam em fogo”; em cessar esse pizeiro, “jamé”.

- Ah! Como elas são bandidas.

Foto Trocada

Em todos os sites onde está inserida a mesma notícia, tudo está como nos apontamentos feitos pelo TCE-MT. Apenas o site 24horas insistia, até a bem poucos minutos, em manter a foto do atual prefeito em lugar do ex José Carlos da Silva. Se fosse um site de pequeno porte, seria um drama esse equívoco. Menos mal que o redator Jonas Jozino providenciou a troca. Nesse caso, tamanho é documento.

- Apesar de falível, isso não é normal para um site bastante acessado.

Equívoco Passado

Nas eleições do ano 2.000, um certo jornalista publicou no jornal “Folha do Estado” que o então candidato Devair Valim estaria fora da disputa, mesmo não estando. A notícia veiculada prejudicou o candidato, à época, e a empresa teve problemas com a justiça. Quem mesmo seria o jornalista que publicou a matéria?

- Um lápis por um lapso.

Reintegração de Posse

Tem gente acima daqueles que estão especulando sobre áreas públicas em Bom Jardim. Na chegada da vila, uma área foi grilada e alguns lotes já foram repassados a terceiros, segundo se informou. Do lado direito, sentido trevo/Vila Bom Jardim, uma área estaria sendo invadida e a Prefeitura de Nobres vai ingressar com ação de reintegração de posse. A especulação e a comercialização de lotes grilados põe em risco a reforma agrária e revela um comércio paralelo de lotes públicos.

- Aliás, quanta redundância há nesse quesito em Bom Jardim.

Sumidos

As eleições municipais deste ano serão mesmo atípicas, tamanha é a falta de dinheiro. Até mesmo os cientistas políticos andam quietinhos, sem criar nada de novo. Tem gente, por outro lado, aguardando o tilintar das moedas para escolher o “parceiro” certo, que seja portador destas. Como no mundo do futebol na Europa, a janela de transferência ainda não foi aberta. Transferência, não de partido, mas de gosto por um ou outro lado.

- Leia-se, sem “enrolations” e com “coligations”.

Tamo “Fu”

Quem vai substituir Temer, que substituirá Dilma? Eduardo Cunha pulou. O tal do Maranhão e pau de galinheiro são confundíveis. Temer está com direitos políticos cassados. Renan, nem pode ouvir falar em lavagem de carro que já pensa ser lava jato. Na verdade, só Jesus na causa para expulsar os mercadores do templo das picaretagens em que se tornou o Congresso Nacional. Obviamente, nem todos respondem por aqueles que fazem mau uso do mandato eletivo.

- Que país é esse?

Libelo

O senador Magno Malta, um político multimídia, ao defender o processo de impeachment, posicionou-se em favor de muitos prefeitos brasileiros ao dizer que conhece, pelo Brasil afora, prefeitos que não tem conta no exterior, são honestos, mas que tiveram que responder por conta do uso errado do orçamento público municipal. Malta comparou os prefeitos a situação de Dilma, que mentiu durante a campanha política, ancorada num orçamento fictício e manipulado, e agora alega que é vítima de golpe.

- Trocado em miúdos: os prefeitos não podem, mas ela pode. Só se há dois brasis.

Delcídio Mentiroso?

Se o senador Delcidio do Amaral seria mentiroso contumaz, por que ele ocupou cargo de tamanha relevância de líder do governo no Senado Federal? Seria como um cão de guarda, se não for fiel ao seu dono, come osso? A comparação é esdrúxula, mas um político que ocupa cargo de tamanha envergadura, não pode ser comparado a um “absorvente” e descartado quando está “cheio”.

- O ainda senador caiu em desgraça e leva todos os “amigos” no seu afogamento. Feito Pedro, Dilma diz desconhecer e nega-o, peremptoriamente.

Magno “Borduna”

Mesmo não sendo mineiro (se é que não seja), vai comendo quieto e rufando o bombo contra o governo. Irônico, chutava a canela do senador Lindberg Farias e depois assoprava, dizendo-se amigo e admirador do jovem destemperado. Magno Malta fez a festa e botou o advogado geral da União, José Eduardo Cardozo, no bolso. Magno pergunta a Cardozo se Dilma mentiu ou não mentiu na campanha eleitoral? Para Malta, ao barganhar os votos contra o impeachment na Câmara dos Deputados, Dilma se portou como quem compra pela internet – paga e recebe, em casa, um tijolo. Ela esperava pelos votos e o governo recebeu tijoladas, conforme o senador Magno Malta.

- “Eu respeito muito os senhores que defendem a Dilma, quanto a mim, fiz dois vestibulares e infelizmente, não consegui passar. Quis muito ser advogado”, disse Malta.

Tom de Despedida

O prefeito Gilmarzinho da Ecoplan tem pontuado a sua fala num tom de quem já fez a sua parte e vai concluir o mandato com dignidade, concluindo as obras em andamento e garantindo o encaminhamento de outros projetos para o futuro gestor. Durante ato cívico, domingo, 01 de maio, o gestor municipal falou em dever cumprido e a certeza de que sempre esteve no comando amparado pela equipe que ele considera ser do seu agrado.

- Sendo assim, esse vai ser o mantra daqui pra frente.

Praça Concluída

A Praça “Idemar Rui Riedi” homenageia o fundador do Grupo Copacel em Nobres. Sendo a praça em homenagem às indústrias de minérios, não poderia conter ali penas de ganso importadas, isso até quem nasceu semana passada saberia. Com a obra conclusa e a sua inauguração, enfim, muita gente passou a entender o porquê daquele ambiente diferenciado. O nome que ali denomina o espaço público é de peso e garante a credibilidade da praça que homenageia as indústrias e seus colaboradores.

- Enfim, montado o quebra-cabeças.

Bairro São José

O maior bairro da cidade, o São José, está “tchique, no úrtimo” com a sua Unidade Básica de Saúde inaugurada. E lá se vão pouco mais de 16 anos, desde a instalação da estrutura anterior que foi totalmente demolida para dar lugar à edificação que doravante atenderá a comunidade do bairro. E o prefeito lembrou que de nada adiantaria uma unidade de atendimento banhada em ouro se as pessoas forem mal atendidas ali.

- Sendo assim, é preciso encaminhar os pleitos à Ouvidoria Municipal e se tivesse uma ouvidoria específica à saúde, melhor ficaria.

Discussão Infrutífera

Se o governo do Estado dá bons exemplos de desapego material, a Assembleia Legislativa parece estar na contramão. Os deputados não falam em outra coisa a não ser na sucessão à presidência e sobre a divisão de 100 milhões de sobras em dinheiro. De outra parte, os aposentados e pensionistas da AL-MT vivem o mesmo drama de sempre... são os últimos a ver a cor do pagamento. Senhoria e senzala são os mesmos personagens de outrora.

- Desapega, gente.

Bicho Pegando

Na noite de 28 de abril, segundo moradores dos bairros Jardim Paraná e Santa Clara, foram ouvidos disparos de arma de grosso calibre, provavelmente, pistola. Foram ouvidos cerca de 16 estampidos na noite. Os roubos naqueles bairros de classe média se tornaram uma constante e os tiros podem ter sido para alertar os meliantes. Se é que essa versão seja a correta e se não foi inversa, que é quando o bandido alerta que tá na área.

- O olho gordo sobre o patrimônio familiar é realmente digno dos dias medievais.

Pé No Freio

Olha, alguém precisa dar um empurrãozinho no pessoal da Terranorte Engenharia. As obras parecem aquele produto feito de rapadura, o “puxa-puxa”... ou, se mau comparado, à pele do prepúcio... vai e vem. Ora dá uma acelerada, ora dá freada e a cabeça da p..ca vai ficando daquele jeito.

- O cidadão perde até o tesão por ver esse marasmo. Será que tem o Viagra/trabalhador?

Desemprego

Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que a população desocupada chegou a 11,1 milhões de pessoas, aumentando 22,2% (2 milhões de pessoas), em relação ao número de desempregados do período imediatamente anterior (outubro a dezembro de 2015). Tanta gente coçando saco e outras partes, e fábricas fechando, gerando desemprego, caos econômico e social e a dona falando que é golpe. A política econômica até antes das eleições era de uma qualidade e após o resultado das urnas, os números tombaram e o país virou de ponta cabeça.

- O empresariado sofreu duro golpe e por consequência o desemprego e os seus desempregados. É o efeito da dupla eleições/Copa do Mundo.

Ano Inesquecível

O ano de 2014 será um período da história a ser lembrado, tão ou mais devastador que o romântico ano de 1950, quando o Brasil perdeu a final da Copa do Mundo para o Uruguai. Os 7 a 1 contra a Alemanha nem de longe lembra o desastre das obras realizadas antes, durante e depois da copa, de resultados financeiros lamentáveis. Em Cuiabá, o VLT, o COT e a Arena Pantanal são retratos fiéis dessa orgia patrocinada com dinheiro público. Para mais tarde descobrirmos que o Secretário Executivo da Fifa, Jèrome Valcke é também um grande picareta junto com Joseph Blatther et caterva.

- As nossas malinhas daqui “lavam sem pressa”, ao contrário dos que lavam a jato. A bandidagem está no DNA dos brasileiros, salvo lá, suas exceções.

Saneamento Básico

Com a sede do município se apresentando como uma das mais problemáticas em termos de saneamento básico, pouca gente compareceu à sede do Parlamento municipal para ver o que se prepara para o futuro com relação ao lixo, esgotamento sanitário e drenagem pluvial. O frio e o desinteresse se somaram em favor da ausência de muitos, até mesmo da maioria absoluta daqueles que representam o povo. O Plano Municipal de Saneamento Básico vai virar lei após o diagnóstico e o prognóstico em torno do assunto.

- Como se vê.

Saneamento Básico II

Engraçado como as comunidades rurais se interessam mais pelas propostas de melhorias que os “sabidos” da cidade. Em Bom Jardim, o interesse foi bem mais expressivo pelo PMSB (Plano Municipal de Saneamento Básico), principalmente quando se falou da água e do desperdício, da água que falta para quem não tem grandes reservatórios e ficam em “stand by” até que todos os grandes consumidores resolvam os seus problemas.

- Muitos se acreditam auto suficientes em recursos próprios que nem ligam para as ações coletivas. 

Vacinação

Acontece no sábado, dia 30 deste mês, o Dia “D” da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus da gripe influenza em todo o Brasil. Em Nobres também a campanha terá início a partir das 08:00 horas da manhã nos postos de saúde dos bairros e na área central da cidade, onde também a população do bairro São José será atendida. A expectativa é de vacinar o maior número de pessoas do público alvo. Quem for vacinar terá que levar o Cartão de Vacinação.

- Então, é imunizar-se e evitar maiores consequências.

Pregando a Paz

A presidente Dilma realmente já usou de todos os argumentos e repertórios possíveis para tentar salvar o seu agonizante governo. Foi ao Nordeste e lá pregou a convivência política pacífica, justamente ela, que nunca deu tanta bola assim para o seu vice presidente. Tem sido tão repetitiva no tal “golpe”, que mais parece uma judoca frustrada após ser surpreendida com um ippon.

- Cheia de si... pode ter a sua queda confirmada em abril.

Sem Milagres

É perguntar e a resposta vem. A presença física do virtual candidato do PSDB à sucessão municipal deste ano em Nobres, empresário Leocir Hanel, estava sendo reclamada por muita gente. E eis que ele reapareceu e já começou a dialogar com setores da sociedade civil. Esteve em visita à sede deste jornal, onde conversou demoradamente com a direção e destacou que assume a pré-candidatura com vontade expressa de fazer alianças e construir um caminho que satisfaça aos interesses da população de Nobres.

- Dessa forma, a sua aparição, doravante, será constante e com muito diálogo.

Sem Milagres II

De acordo com Leocir Hanel, o PSDB deverá lançar nota do partido destacando o seu aceite como pré-candidato pela sigla. O empresário afirmou que não é político e tem muito a aprender, diferentemente do que é a sua atuação empresarial, conhecida de todos pelos empreendimentos imobiliários, de transporte e execução de obras viárias. Dará preferência a ouvir muito e falar pouco nessa sua incursão pela política, segundo anunciou Leocir.

- Ecce homo.

Desconfiança

Quem compra a Tele Sena fica perguntando por que se registra muitos ganhadores em São Paulo. A resposta é óbvia, é onde se registra maior número de vendas e onde o SBT tem grande audiência. Mas, se alguém perguntar por que uma aposta da Mega Sena acumulada sai para um município desconhecido de muitos, quase imperceptível no mapa brasileiro, aí, a resposta não será tão óbvia assim. Muitos desconfiam de truta, mas não se prova isso e tudo o que circula pela rede (internet) nem sempre é confiável.

- Por exemplo: o sítio em Atibaia não é meu, dizem que é do Lula.

Perguntas

Se o poder é transitório, buscar perpetuar-se no poder enquanto o país arde em chamas... isso também não seria um “golpe” contra os interesses do povo que sofre com o desemprego, inflação galopante, perda do poder de compra e pa-ta-ti pa-ta-tá? Estamos “refugiados” em nosso próprio país, com a economia sucumbindo e as notícias da Lava-jato e Mensalão a martelar a cabeça das pessoas.

- Não seria o momento de um contragolpe?

Pesquisa

Uma pesquisa está nas ruas de Nobres e aponta para sinais claros de tendenciosidade. A avaliação questiona apenas o nome do prefeito e sobre o que a população acha do sistema de saúde pública. A avaliação coloca em xeque todo o sistema que envolve os profissionais da saúde e se algo vai mal, nesse quesito estão os trabalhos de médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem, atendentes, principalmente se se considerar que os salários estão em dia, ao contrário do Rio de Janeiro. Se o interesse for político, justos pagarão por pecadores e vice-versa.

- Quanta imaginação.

Espetaculosa

Pensemos juntos: se a presidente Dilma é a pessoa que sozinha obteve 54 milhões de votos e se pensava assim até antes das eleições de 2014, por que, cargas d’água, se aliar a Michel Temer? Se o PT era detentor de 54 milhões de votos, para que a aliança com o PMDB, por duas vezes seguidas? Com esse total de votos, até o PSL seria um bom parceiro. É que até as vacas do presépio resolveram sassaricar, por aí. Já não se faz mais presépio como antigamente. Como diria Tancredo de Almeida Neves: “Não há política sem vítimas”.

- Após uma noite de (domingo) de choro, a alegria não vem pela manhã; pelo contrário, vai... ao Senado, para Renan Calheiros exercitar a sua astúcia de como servir a todos os senhorios.

Maguilla

E a imprensa que ironizava o boxeador Adilson Rodrigues Maguilla por mandar, pela tevê, abraços para mamãe, papai, irmãos, papagaio e cachorro, no domingo, durante a votação do sim ou não pela tevê, deputados federais plagiaram e estenderam os abraços para aquela tia que me criou, para o cachorro que lambia a minha cara após uma noite de muita caipirosca; para o pai, a mãe, o avô e o filho que ainda não veio... eu sou, eu fui... o princípio e o meio... termo, feito Jean (Rural) Willys. 

 - E pensar que só jogador de futebol que aplica cusparada na cara do adversário.

Visibilidade

Eis que a feira volta a ser uma vitrine política importante. Ao invés de comprar, alguns vão ali “vender o seu peixe”. Mas, em tempos de crise, o feirante quer é vender ao invés de comprar. Sendo assim, é sempre bom ir à feira e levar pra casa ao menos um pacote contendo quiabo... que, sem ser limboso, vai bem com carne moída. As relações de comércio estão mesmo mudadas e aquele que ‘vendia’, hoje tem que comprar o “peixe”.

- Vai um bagre aí?

Santa Maria...

Tem priligy online gente já acreditando que o fenômeno da Virgem Maria e suas aparições também esteja ocorrendo em Nobres. Só que, por aqui, as aparições de um virtual candidato demoram muito mais e isso está deixando muita gente ‘devota’ meio preocupada. Enquanto uns vendem seu peixe na feira, na fila do supermercado e naquela loja, as miraculosas aparições do outro são mesmo fenomenais.

- “A fé, se não tiver obras, é morta em si mesma.” (Tiago, 2:17.).

Segurança Insegura

Esse arrocho financeiro total tem feito com que os cidadãos fiquem muito mais à mercê da sorte que propriamente sob a proteção dos organismos da segurança pública. As ações marginais seguem de vento em popa e quem quiser que ore pelo seu santo protetor e tenha muita fé em Deus. Já os impostos, estes são pagos religiosamente, e a impunidade é que abre caminho para a crença de que o patrimônio do cidadão e daquele que tem pode ser dividido com Robin Hood. Mesmo tendo “kuduro”, o contribuinte não escapa da mordida do Leão e o pouco que resta, vai para o “fundo de reserva” dos meliantes.

- Preces restritas ao nosso santo protetor... “São Eduardo Cunha”.

Hipocrisia

Votar pelo “sim” no impeachment seria hipocrisia, segundo os aliados do governo, por conta de Temer e Eduardo Cunha. Ter Michel Temer como vice por duas eleições seguidas como vice seria o quê? Para se eleger presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha não teve um só voto de deputado do PT? Até no Vaticano tem trairagem, imagine na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, num país, cujo DNA da população é formado por presidiários portugueses que foram trazidos ao Brasil para povoar a nação descoberta pelos navegadores portugueses.

- Hipocrisia elevada ao quadrado.

Mania de Perseguição

O PT comprometeu um dos mais respeitados currículos do país ao fazer envolver o advogado criminalista e político de vários mandatos, Luiz Eduardo Greenhalgh, no Caso Celso Daniel, para atestar crime comum a um crime político. Depois, vem Eduardo Cunha e outro Eduardo Cardozo ministro que virou advogado geral da União. É muito Eduardo na vida de um partido só. Só faltou, mesmo, o nome da figurinha ser “Luiz Eduardo Lula da Silva”, o rei das bravatas e das cachaças.

- Falou em Eduardo, o PT já toma tenência. O traidor só é bom e admissível enquanto não deseje protagonizar... nada a ‘temer’. 

Trabalho Duro

A Prefeitura de Nobres, através da Secretaria Municipal de Fiscalização Tributária, conseguiu reverter uma situação negativa para bem próxima de positiva no que se refere a créditos através de fretes para transporte de produtos com saída de Nobres. O Conhecimento emitido para transporte de calcário melhorou significativamente através da ação fiscalizadora municipal a partir de 2014 e nos últimos dois anos os fiscais tem atuado firme para melhoria da receita municipal.

- É como dizem: “Deus ajuda quem cedo madruga...”.

Só Bastidores

O buy propecia cenário político paroquial anda silenciosamente misterioso, como que, numa mudança de tática, após uma euforia incontida até a bem pouco tempo atrás. Estabeleceu-se um biombo entre os atores e os vazamentos de conversas para o público. Será que alguém ingeriu ‘pedra ume’ dissolvida em água, a ponto de “fechar” a garganta profunda? É como diria um admirável repentista sertanejo: “O sinhô faz mais barulho que periquito no milharal, mas não come nada... e nem ninguém”.

- Psssssiiiiiuuuuu!!!!!!!.

Achados de 2013

“Ao descobrir que alguns sócios na roubalheira estavam embolsando o dinheiro que deveria desaguar exclusivamente nos cofres do PT, Celso Daniel comunicou que denunciaria o desvio do desvio. Antes que cumprisse a ameaça, foi eliminado a mando de ex-parceiros que orbitavam em torno da estrela vermelha. Faz quase 12 anos que a força-tarefa coordenada por Gilberto Carvalho tenta transformar em homicídio comum um crime político. Não conseguiu. Nem vai conseguir, alerta a ofensiva do Ministério Público que já conseguiu a condenação de vários acusados e agora fecha o cerco em torno de Sérgio Gomes da Silva, o Sombra”, diz em palavras esse texto do colunista Augusto, de novembro de 2013.

- Pois é, o Sombra está preso e com problemas de saúde; e agora, quem foi preso foi Ronan Maria Pinto, aquele que sabia de tudo e levantou um troco com a ameaça de abrir o jogo. Coisas da Lava-jato.

Será Mesmo?

Nem tudo o que cai na rede é real. Circula uma notícia que a viúva de Ernesto Che Guevara receberia uma pensão mensal de R$ 9.800,00, em Cuba, onde reside, com o valor enviado através do governo brasileiro desde o mandato do presidente Lula. Há muitos desmentidos sobre essa informação que viralizou na internet e diz-se que Aleida March de la Torre não recebe nada, nem pelo INSS e nem de modo algum.

- Essa seria mais uma “pá” para cavar o buraco para sepultamento da dupla Lula/Dilma, segundo dizem por aí.

Código Desnudado

De acordo com levantamentos feitos pela Polícia Federal e divulgados pela imprensa, o uso de código e de alcunhas para identificar o pessoal a quem os valores eram enviados, diz uma notícia que “além do "alcoólico", denominação dada ao ex-senador Jim Argello, “a PF já identificou ao menos 11 diálogos no celular de Ricardo Pessoa, da UTC, que envolvem conversas cifradas e apelidos e que estão na mira dos investigadores. São desde menções a "bovino religioso", "descobridor", "JVN" e até apelidos como "nazista" e "alemão", que a força-tarefa da Lava Jato tenta descobrir o verdadeiro significado.”

- João Vaccari Neto seria o JVN. Nem ouso pensar que “descobridor” seja Cristovam Buarque.

Bamo, Tchê!

Um vídeo que está nas redes sociais aponta a sinceridade e a humildade do gaúcho Edegar ao falar sobre as obras de infraestrutura turística. O gauchão é de fibra e já teve outras participações pelo bairro Jardim Paraná na gestão do ex-prefeito Flávio Dalmolin. Edegar lutava, à época, contra o problema do lixão no bairro. Se fosse candidato a vereador e se eleito fosse, seria um parlamentar de luta e de muita “briga” pela sua cidade.

- Que tal a ideia?

Bamo, Tchê! II

Edegar tem a qualidade de não mandar recado e a postura muito melhor que alguns que querem, mas não tem aceitação popular. Ocorre que tem muita gente querendo, mas sem conhecer o papel que terá a desempenhar. E tem mais, se não tiver cacife financeiro, muitos ficarão pelo caminho. O eleitor, nem todos, é que criam esse cenário, de “pedir” para depois ficar sem razão para reclamar do candidato eleito vereador.

- Vai que o gremista aceita.

Lenda ou Realidade?

O solo da cidade de Nobres, bastante arenoso e com pedras calcáreas entremeadas, geram muitas informações sobre os tais “sumidouros”, para onde escoam a água das chuvas. Na avenida Mal. Rondon, com a chuva da madrugada deste dia 12 de abril, abriu uma cratera no cruzamento com a rua Niva Matos, causando fissuras no asfalto e ameaçando calçadas. A intensidade da chuva e a brecha encontrada na pista, desestabilizou o terreno e manilhas já implantadas na avenida se deslocaram do seu alinhamento.

- Chuva de surpresa e uma certa morosidade nos trabalhos naquele trecho é que causaram o problema. E que problema.

Realidade

A Prefeitura Municipal de Nobres, por seu setor competente, já vai ter que notificar os proprietários de imóveis que porventura estejam com situação irregular em relação a muros e calçadas na av. Mal. Rondon. Após as escavações e a implantação da drenagem pluvial, vem o pavimento asfáltico e até lá, a situação já terá que estar regularizada.

- Sendo assim... é pra já.

Hibernando

Depois do anúncio da virtual candidatura de Leocir Hanel pelo PSDB, parece que o clima político foi a zero grau e só o PP é que realizou ato político no dia 02 de abril. As outras siglas andam recolhidas a um silêncio digno de um mosteiro. Ao menos aparentemente, não se ouve vozes e ninguém ousa quebrar o silêncio. Óbvio, o jogo é de xadrez nesse caso, o muito falar prejudica o enxadrista e o seu próximo lance.

- Salvo alguns “peões” boquirrotos, não há movimentações de torre, cavalo, bispo e a rainha vai bem, obrigado.

Dormindo clomid online com o Inimigo

A história é a mesma de sempre, com o mesmo final e ninguém sabe interpretar o sonho. Era uma vez, duas pessoas que se uniram para realizar um “casamento”, com todos os sinais de incompatibilidade de gênios, mas a união é obrigatória e bonita aos olhos dos que veem. Como em todas as outras histórias, a de Dilma Roussef e Michel Temer não é diferente; e chega ao fim o romance com final semelhante e previsível, de um divórcio litigioso e desgastante, com muitas acusações de traições, conspirações e maldades.

- O coadjuvante quer protagonizar, sempre.

Exceção à Regra

Em 2.008, depois de uma prévia tranquila para sugestão do vice do então candidato José Carlos, Ismael Baraviera foi o vice escolhido, deixando para trás os nomes sugeridos do então vereador Vidal, de Pedro Galo e outros. Ismael Baraviera madrugava e levava o nome do candidato a prefeito por toda a zona rural. No dia da posse, uma grande anedota foi ouvida nos primeiros momentos no gabinete do empossado: “Ismael, quero governar junto com você”, teria dito o prefeito. A frase guarda muita semelhança com aquela: “na saúde e na doença”; meramente uma frase de efeito.

- A simplicidade do fazendeiro foi “engolida” pela astúcia daqueles que idealizavam um segundo mandato. “Unhappy Ending”.

“Páginas Viradas”

Numa reunião política realizada em Bom Jardim, em 2.008, um dia após a reunião da então candidata Dona Maria, ficou a informação que o então candidato José Carlos contratara uma equipe de bastidores por quantia astronômica para produzir o seu programa de rádio e o assessorar no palanque. E qual foi à reação do prefeito? A mesma tomada em relação ao seu vice... 

- buy kamagra online ...se é por falta de adeus... até logo, “marajá”. Reminiscências políticas de páginas viradas.

Replicância

Já se ouve falar por aí na possibilidade de reedição da parceria política entre “O Doutor e o Fazendeiro”, não nos mesmos moldes daquela ocorrida em 2008. Tem gente que estaria espalhando essa virtual chance de reedição embora não com os mesmos personagens de outrora, de resultados lamentáveis, em que o da cidade engoliu o homem do campo e o escanteou após uso eleitoral do seu prestígio.

- Como o arauto não é de muita credibilidade, não há pressa para acreditar.

Chama a Atenção

A proposta sugerida pelo vereador Joel Júnior (PSC) é de tirar o sono (até de Victório Galli). JJ sonha com uma candidatura de consenso em torno do seu nome e com uma candidatura única, como se fosse o Sol e os demais partidos gravitando ao seu redor. Caso semelhante pode ter ocorrido em Nova Marilândia, onde Cidinho é o dono da city e lançou o nome do irmão a uma espécie de plebiscito. É muita união e muita gente em torno de uma candidatura que ninguém sabia e que anunciamos em primeira mão.

- Não seria mais fácil ‘convidar’ o estado islâmico e o governo sírio para uma rodada de pizza na França?

Sombrias

As levitra online perspectivas de melhoria econômica são cada vez mais sombrias e o caos econômico deve demorar pelo menos uns dois anos, segundo estudos realizados por uma determinada empresa de consultoria de renome nacional do setor. Desemprego e menor poder de compra foram os focos da pesquisa e mais de 80% dos entrevistados estão pessimistas. 90% acreditam que estão todos vulneráveis ao sombrio momento político, econômico e social em que o país está mergulhado nele.

- Não há golpe maior que esse, contra o povo. E o PT se agarrando ao poder com unhas e dentes como se fosse o dono do Brasil.

Lá e Cá

A barganha do PT de Lula para se manter no poder tem alto poder de fogo, centrado sobre 600 cargos, que vão de ministros a diretores de estatais, fundações e autarquias. E os salários, bem, estes vão de 13.000 a 30.000, segundo a Revista Veja em circulação. E ainda tem 15 milhões de reais em emendas a cada parlamentar, preço que o povo brasileiro paga pela crise estabelecida, chamada de golpe... mas nunca contra o povo e sim contra o poder.

- La Dolce Vita.

Novidade buy clomid online à Caminho

Em Cuba, onde a educação é considerada a melhor da América Latina, professor ruim é despedido. No Brasil, de acordo com o articulista de uma grande revista, o professor do sistema público não aceita avaliação sobre o seu desempenho. A proposta resumida desse debate colocado é o de se buscar conhecer as forças e as fraquezas de cada professor. De acordo com o colunista de Veja, Cláudio de Moura Castro, “Pesquisas da fundação de Bill Gates, agora reproduzidas no Brasil pelo Positivo, sugerem que o terreno é fértil”.

- O tema é palpitante e polêmico.

Pagar o Pato?

Cerca de 500 sindicatos bancaram cinco páginas na Revista Veja para anunciar que “Chega de Pagar o Pato” e cobram dos deputados de que lado eles estão - “nãovoupagaropato.com.br” está na internet e anuncia seu interesse em favor do “impeachment já”. O voto de cada parlamentar vai ter consequências futuras. Engraçada, mesmo, é a postura do deputado federal do PC do B, o mesmo que comprou tapioca se utilizando de cartão corporativo, ao sair em defesa do governo. Orlando Silva é contra o impeachment e fala em golpe.

- Contra a economia e o desemprego não há nenhum golpe, né?

Last Updated ( Wednesday, 08 June 2016 18:39 )  

TRINCHEIRA LIII

Empurro(terapia) A mídia da capital, com bastante frequência, comenta sobre as ambulâncias que levam pacientes para Cuiabá, denominando isso de “empurroterapia”. Na maioria das vezes, sem razão, porque nos municípios não há como realizar exames de média e alta complexidade, daí a transf

Hora de definição

A administração municipal de Nobres, através do prefeito Leocir Hanel (PSDB), terá que se alinhar politicamente a partir do ano que vem; que é quando haverá essa necessidade, de apoiar nomes e quadros políticos que estarão na disputa majoritária em 2018. Será a hora da decisão para qual r
Banner
Banner
Banner
Banner