You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

20/04/2018
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Colunas

Colunas

buy propecia Incógnita ou variável?

O ano de 2016 é reconhecidamente um ano político municipal, quando partidos e candidatos se alinham para a disputa eleitoral. No caso específico de Nobres, o cenário político sugere uma incógnita com muitas variáveis, capaz de proporcionar dores de cabeça para o respeitado matemático francês, se vivo estivesse, François Viète, o das consoantes para as incógnitas e das vogais para as constantes.

A incógnita, ainda indecifrável, o que seria uma afirmativa redundante já que ninguém sabe o resultado, é se o atual prefeito vai mesmo disputar à reeleição. Recentemente, em Nobres, o deputado federal Fábio Garcia, esteve com o prefeito Gilmarzinho da Ecoplan no gabinete institucional, antes de participar de uma reunião política do seu partido (dele, Fábio Garcia).

Fábio Garcia deixou de comparecer a uma reunião política em Nobres quando o prefeito Gilmarzinho e seu grupo pretendia deixar o PSD. Simplesmente, não veio, pressionado, supostamente, por um grupo político doméstico.

Quando veio, indisfar√ßadamente, veio para ‚Äúpescar p√©rolas‚ÄĚ e n√£o deixou de perguntar se o prefeito ia √† reelei√ß√£o. Ao saber de uma negativa do prefeito, cal√ßou-se, com a informa√ß√£o, para a reuni√£o com outro grupo, o de seus partid√°rios.

Só aí, temos duas incógnitas: o convite do deputado federal para que o prefeito Gilmarzinho se filie ao PSB foi sincero? O prefeito não vai mesmo disputar um segundo mandato?

Entre inc√≥gnitas e vari√°veis, o prefeito Gilmarzinho da Ecoplan tem sido pressionado para que dispute um segundo mandato, mas tem declinado do convite (e tamb√©m da livre e espont√Ęnea press√£o).

Sem o prefeito na disputa, cria-se o conceito abstrato de que seja f√°cil a disputa ao cargo majorit√°rio. Mas, √© preciso avaliar numericamente as possibilidades de uma elei√ß√£o, longe de ter como par√Ęmetro a sondagem eleitoral calcada na venda de cadernos de pesquisa em que as vari√°veis apresentadas levam a uma inc√≥gnita... todos bem representados numericamente na sondagem. ‚ÄúTodos‚ÄĚ est√£o representados como uma inc√≥gnita ao adquirir uma sondagem agrad√°vel aos olhos de todos, em que dois e dois s√£o cinco.

Mas, a maior incógnita está mesmo na decisão do prefeito Gilmarzinho da Ecoplan, se vai ou se fica em campo para o segundo tempo. A variável se apresenta com a sua decisão de não disputar, como tem se posicionado, apontando que já deu a sua contribuição política e vai abrir a vaga para um companheiro.

Ao equacionarmos essa inc√≥gnita, todos os dados convergem para o apoiamento a um nome, que seria do PSDB. Especula-se sobre o nome do ‚ÄúVelho Chico‚ÄĚ, o Chico Valandro. H√° anos vemos outra inc√≥gnita rondar os c√°lculos matem√°ticos, para tudo terminar na representatividade zero. √Č o nome do empres√°rio Leocir Hanel, que surge a cada quatro anos como a uma topologia alg√©brica... embora n√£o vis√≠vel e nem poss√≠vel para demonstrar que uma caneca seja a deforma√ß√£o de um aro.

Bem, Isaac Newton nos deixa como resposta que: ‚ÄúSem o c√°lculo seria imposs√≠vel medir precisamente o volume de objetos curvos ou calcular a velocidade de objetos em acelera√ß√£o‚ÄĚ.

Qual o nome com capacidade para reverter as incógnitas e se tornar uma opção clara e calculada ao eleitor?


Bem, isso ainda é uma equação linear, quando não quadrática. Vamos ver no que vai dar.

 

Sobre o muro

Elias Queiroz Carvalho

O muro √© uma constru√ß√£o, comumente usada para separar quintais e estabelecer privacidade. √ā¬†E tamb√©m serve como prote√ß√£o em caso de algum vendaval futuro. Mas tamb√©m pode ser utilizado (politicamente falando) para algu√

Last Updated ( Wednesday, 24 February 2016 19:07 )

TRINCHEIRA XLV

Conjeturas Políticas

O vereador Joel J√ļnior (PSC) acredita que a somat√≥ria de esfor√ßos entre os partidos pol√≠ticos PSDB, PSD, PSC, SD, PR, DEM e PMDB garantiriam uma elei√ß√£o tranquila, principalmente se o PSC estivesse na cabe√ßa de chapa com r





Last Updated ( buy kamagra Friday, 08 April 2016 19:46 )

Velhos clichês em desuso

Os bons exemplos, quando eles ocorrem de cima para baixo, acabam gerando bons frutos, mesmo em situa√ß√Ķes e cen√°rios onde a cultura ainda √© arraigada e com forte apelo √† mesmice. Nos munic√≠pios mato-grossenses e em algumas cidades onde os h√°bit

O papel do Legislativo

Muitos questionam a atividade parlamentar nos munic√≠pios, onde se diz que o ‚Äúvereador n√£o faz nada‚ÄĚ. Certa vez, durante reuni√£o de fundo quintal, um parlamentar estadual, hoje federal, disse que a atividade do parlamentar ‚Äú√© um mal necess√°

O começo do fim?

A atual administra√ß√£o municipal, que teve in√≠cio em janeiro de 2013, est√° chegando ao fim. 2016 √© o √ļltimo ano do come√ßo de uma administra√ß√£o que enfrenta os sobressaltos econ√īmicos estabelecidos a partir da economia mundial e pelos rescald









Elo de solu√ß√Ķes

Os interesses de Rosário Oeste e de Nobres se confundem e há muito mais coisas em comum que esses dois municípios precisam compartilhar em face da proximidade e pela relação de vizinhança. Uma política de boa vizinhança vem sendo pregada pelo

buy clomid online Obra paralisada e descaso

Já passava da hora de o prefeito Gilmarzinho da Ecoplan tomar uma atitude em relação ao descaso com que o Ministério do Turismo vem tratando a administração municipal de Nobres. Tantos os empecilhos para o resgate de um convênio formalizado na








Respeito ao povo rural

priligy online As a√ß√Ķes desenvolvidas na zona rural, no que dependa da participa√ß√£o do setor p√ļblico municipal, est√£o dentro dos par√Ęmetros estabelecidos pela administra√ß√£o municipal. Nunca o setor rural recebeu tamanha e tanta aten√ß√£o de uma gest√£o p√ļ

Page buy clomid 5 of 36

TRINCHEIRA LIII

Forquilhando Eleito pela Forquilha do Rio Manso para representar aquela regi√£o e Ros√°rio Oeste como um todo na C√Ęmara de Vereadores, Tito da Forquilha n√£o tem poupado cr√≠ticas √† administra√ß√£o de Nobres. A√≠ √© que ningu√©m consegue entender qual √© a do Parlamentar que alega pedir uma ponte e

Jogo de xadrez

O trade tur√≠stico vive uma situa√ß√£o ilus√≥ria, onde querer n√£o √© poder. Ou seja, o desejo de melhorar as instala√ß√Ķes, de se adequar melhor cada receptivo sempre esbarra num velho problema, a falta de comprova√ß√£o da propriedade para poder contrair financiamentos. Sem a titula√ß√£o, vivem-se