You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

23/11/2017
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Colunas

Colunas

TRINCHEIRA XLVII

Bola Fora

A contratação de um narrador esportivo para abrilhantar o evento esportivo municipal em Rosário Oeste causa preocupação. O narrador esportivo trabalhou com a equipe de esporte anterior e recebeu direitinho. O último secretário de Esporte deixou a pasta para ser pré-candidato a vereador e ninguém mais teria falado no pagamento dos serviços prestados. Isso pega mal e o correto seria pagar para evitar de ir ao ar a reclamação. É claro que o bom radialista não faria isso, mas evitar de chutar contra o patrimônio é bem melhor.

- Quem mexe com a bufunfa aí em Rosariowood? Isso já poderia ter sido evitado, mas o tal do “enrolation” é soda?

Gol de Letra

Se providências não forem tomadas, a cobra vai fumar. Os moradores do Residencial Jardim das Palmeiras estão na bronca e se soluções não forem tomadas, o bicho vai pegar. Consta que os imóveis apresentam rachaduras e o tráfego de carretas e de caminhões pela via lateral das casas estaria colocando em risco a vida de crianças e adultos. Mas, os problemas maiores estariam nos imóveis, que apresentariam defeitos estruturais. Eles (os moradores) vão atrás do prejuízo.

- Terá sido melhor o remédio que a doença... que tal a receita? Todo cuidado terá sido pouco. Cadê o Centro-Avante?

Conversa Afiada

Uma figura conhecida em Nobres conversava sobre política e dizia, em boa alfinetada, que o prefeito Gilmarzinho conduz a sua gestão de modo “engessado”, sem querer ousar. São mais de duas dezenas de projetos e ao menos uma dezena deles como obras em andamento depois de pagar dívidas herdadas do seu antecessor que ousou (até demais!) ir à reeleição. Palanque cheio e estrutura de campanha ousadérrima, com quase todos os candidatos esbanjando poder financeiro em 2012.

- Resultado dessa ousadia: fratura exposta nas finanças públicas.

Conversa Afiada II

Com o caixa da prefeitura com várias “fraturas”, muitas delas expostas, nada como o “engessamento” para curar essas “quebraduras” deixadas. Ainda que leigos, não podemos acreditar que, mesmo vendo as fraturas na estrutura financeira da Prefeitura de Nobres, a “vítima” ainda foi abandonada, com demonstrada omissão de socorro até 31 de dezembro de 2012, e a “figura” ainda fala em engessamento. Será que perdeu o olfato também?

- Fraturas econômicas não se curam com “benzição”, não é mesmo?

Ilusão de Ótica

Em um certo grupo político na rede social (wathsapps) o pré-candidato pede para que “sufraguem” o seu nome na enquete. Realmente, é como pedir que lhe atirem uma bóia porque o barco ameaça fazer água. Enquete, onde vai desaguar essa coisa. Pesquisa de opinião pública, aí sim, dependendo do método utilizado e de quem manipula os dados, considere-se como sendo uma avaliação cientificada por dados matemáticos.

- Realmente, uma enquete é como tirar coelhos de cartolas... piolhos de chapéus seria mais crível.

Ilusão de Ótica II

Em plena era da visita ao Planeta Júpiter, alguém esperar uma avaliação segura através de enquete em que uma mesma pessoa pode votar quantas vezes quiser, francamente, é gostar muito de algodão doce. Isso ocorre tanto em Nobres quanto em Rosário Oeste, o que frustra qualquer eleitor. Vamos aderir à campanha e mostrar proposta ao eleitor. Esse negócio de enquete é de doer.

- Mas, se você prefere se deixar iludir, fazer o quê?

Imitação Barata

Um “comitê(zinho) da maldade” já está sendo descoberto em Rosário Oeste. Consta que seria um pessoal especializado e experiente nessa área da informática, os criadores de informações falsas e já se sabe até a serviço de quem estaria esse pessoal. Tudo estaria sendo catalogado e devidamente guardado para, no devido momento, ser apresentado a quem de direito. Já é possível sentir o cheiro indefectível dessas personalidades anônimas que permeiam na falsa informação.

- clomid online Se tiver cacife para segurar a barra, sigam “adelante”.

Será, Mesmo?

A troco de quê ou por que, eles estão partindo para o ataque? Essa é a pergunta que se nos parece óbvia. Mas a resposta é também óbvia, alguém financia os detratores. A malhação é uma arapuca que pode pegar aquele que a armou. Tem “Dia” que pode virar noite, mesmo sob sol escaldante. Isso, de ir para o tudo ou nada, só sobra para quem não tem nada a perder. A “pasta” já está com alguns recortes daquilo que se caracteriza como uma notícia plantada.

- Vamos aguardar, porque em Rosário Oeste sempre foi assim. O Marco Regulador da Internet e uma perícia levará ao pessoal.

O tempo dirá

Em Rosário Oeste, o clima político subiu, e está estabelecida uma “guerra” de informações, algumas verídicas e outras nem tanto. Tem gente disputando até para ver quem “cisca” mais longe, querendo dar um passo maior que a perna. Se para vereador não emplaca, imagine para um cargo maior. Mas vamos dar tempo ao tempo, sempre acreditando que o único que tem razão nessa história toda é o eleitor, que não tem nada de bobo.

- Passos maiores que a perna... dizem que causa estiramento muscular.

O tempo dirá II

Gostaríamos de estar errados, mas, por via das dúvidas, fizemos um “print” da matéria para guardar e reavivá-la na hora certa. Política é quase igual jogo de futebol... quando as pernas não obedecem, larga mão. Se o eleitor não quer votar no sujeito e ele insiste em se candidatar, larga mão. Em Rosário Oeste, tem certos insistentes que se julgam ainda “bons de votos”, mas na urna esses votos não aparecem. Se o eleitor não quer, pôxa!, pra que insistir.

- Não confundir enquete com croquete.

Em Nobres

Pré-candidatos continuam a passear em eventos públicos em locais públicos. Até dão pitacos. Nem aí para a legislação eleitoral, pelo menos até que alguém não resolva contar para o TRE. Já tem gente até pedindo votos e na mira dos “paparazzos” amadores. Isso ainda vai dar muito o que falar.

- Vamos ver.

Circo em Chamas

A pré-campanha em Rosário Oeste está pegando fogo e os ataques já chegaram primeiro que a definição dos nomes à sucessão municipal. Fontes ligadas ao PSDB de Rosário já identificaram alguns aprendizes de feiticeiros que estão tentando baixar o nível da campanha e a resposta vai ser imediata. Quem financia esse tipo de revanchismo político? Filósofos de plantão dizem que não se atira pedras em árvores secas.

- Sendo assim, os ataques terão respostas.

Recorde de Acessos

A publicação de matéria falando da provável vice do PSDB nas próximas eleições, para os padrões locais, foi surpreendente a quantidade de acessos para leitura da matéria. Isso equivale dizer que o revanchismo chegou com resposta e já se sabe quem seria o autor da “mandinga”. Em Rosário Oeste, o clima de campanha sempre foi tórrido, só que o pontapé inicial aconteceu antes do juiz autorizar o começo da partida. O nome de dona Vilma foi tão surpreendente quanto os acessos para leitura do texto. Daqui pra frente, muita Maracugina e também chá de alecrim que é para acalmar os nervos. Como diria o Pai-de-Santo que não é nenhum santo: “feitiços se voltam contra os feiticeiros”. Será?

- É armar a rede, balançar e esperar.

Xenofobia

O que seria esse palavrão? Tem a ver com os médicos cubanos, discriminados, enquanto que a naturalidade brasileira seria garantia de que uns podem e outros não. Seria essa a forma de ver de alguns cidadãos? Quem ocupa cargo de confiança em órgão público não pode adotar essa prática, de segregação por nacionalidade. Antes de qualquer profissional ou de qualquer atividade profissional estão os seres humanos e o respeito é apenas uma questão de princípios, seja na Bahia, em Mato Grosso... do Arroio Chuí até os confins de Macapá.

- Vamos prestar atenção à xenofobia.

Queda de Braço

De um lado o Governo do Estado e de outro o Sintep/MT, que responde pelos profissionais da Educação em greve e ambos travam uma luta que atinge a milhares de estudantes. O slogan do mago João Santana, marqueteiro do PT que seria uma segunda fase do governo Dilma, denominado de “Pátria Educadora” foge de todos os princípios lógicos e soa como uma metáfora diante do cenário que a educação brasileira tem hoje. Sem uma escola verdadeiramente atrativa, esse hiato entre o ano letivo e a greve duradoura é qualquer coisa desestimulante.

- Nas escolas da rede estadual e nas faculdades, essa longa espera é desestimuladora e tudo indica que 2016 já está comprometido.

Queda de Braço II

A questão não está em quem tem razão, mas no cenário macro da educação, a greve e o embate entre governo e profissionais da educação chega como uma frenagem brusca ou um processo de desaceleração quando os estudantes começavam a atingir o aclive. É uma marcha ré forçada ou um estacionamento por conta de um congestionamento de imposições. O governador Pedro Taques e suas frases de efeito enfrenta uma gente que não está para ceder. Isso, para os níveis desiguais da educação brasileira é como saltar no vazio e o paraquedas não abrir.

- E nem adianta chamar Dalila, porque Sansão já perdeu todos os cabelos que tinha. Nessa guerra contra os Filisteus, a cabeça do burro fica mais burra ainda.

Queda de Braço III

De sorte que, contra o professor universitário, ex Procurador Regional da República e atual governador, aquela frase surrada não funciona: “Pau que bate em Tchico, bate em Francisco...”. Por aqui, isso era repetido à exaustão, como nos velhos tempos da vitrola, de onde vinha um som da cantiga de um grilo. E os estudantes, cansados de guerra, em meio ao tiroteio.

- Ne pas.

Acordo Fechado

Informações de agora a pouco, fresquinhas da hora, dão conta de que a líder rural dona Vilma, do DEM, deve ser a pré-candidata a vice da chapa encabeçada pelo PSDB em Rosário Oeste. Dona Vilma já residiu em Nobres e em 2012 o seu esposo, Nereu, por pouco não se tornou candidato a prefeito pela mesma sigla em Rosário Oeste. Ela é mãe da empresária que atua com agência de turismo em Nobres, Nerildes, a Nêga. O empresário Alex da Farmácia é o pré-candidato pelo PSDB e deve enfrentar o prefeito João Balbino nas eleições de outubro. Mas, tudo passa pelas convenções municipais.

- Se assim foi dito, assim foi escrito.

Acordo Fechado II

O PSDB deve se alinhar na majoritária com o Solidariedade, PSB, PSD e agora com mais o DEM que concederá a futura vice. Uma pesquisa eleitoral deverá ser feita e registrada para avaliação desse novo cenário político em Rosário Oeste. Além do pré-candidato Alex, do atual prefeito João Balbino, outros nomes devem disputar a sucessão municipal. Mas vamos aguardar as convenções para saber quem mesmo polarizará as atenções do eleitorado.

- A partir do dia 20 de julho as convenções começam a acontecer e vão até 05 de agosto, conforme a Lei Eleitoral.

Companheirão

O deputado Nininho (PSD), mesmo sabendo que não teve apoio do prefeito de Rosário Oeste, vem tendo papel importante na solução de alguns problemas da cidade e na cidade. Provavelmente, deve ser em respeito ao apoio da Família Loureiro e de outras lideranças locais. O candidato Altenir Pereira, irmão do deputado Valtenir, foi apoiado pelo prefeito primo João Balbino e a votação do candidato a deputado estadual foi fraca, por volta dos 130 votos. No entanto, Nininho vem ajudando o prefeito a resolver problemas cruciais na cidade de Rosário Oeste.

- Como se vê.

Boas Chances

O PSDB de Rosário Oeste está fechando mais um apoio, forte por sinal, com o DEM, contando ainda com apoio do Solidariedade, PSB e PSD. O presidente do partido e pré-candidato Alex Berto está confiante que terá o apoio do DEM, de onde as chances são boas de sair o vice. Deve ser uma mulher do meio rural e com perfil de gente valente e lutadora, segundo o presidente do PSDB, empresário Alex da Farmácia.

- É esperar pra ver.

Experiências

Trabalhar no serviço público proporciona experiências incríveis das relações interpessoais. É como se você estivesse numa academia, aprendendo a dançar conforme a música... entre lobos e ovelhas. Determinadas pessoas são tão amigas e tão convincentes que você se sente como o “tal”, saindo de uma loja de camelô portando uma bolsa da grife Louis Vuitton pensando se tratar de verdadeira. 

- Menos mal, o baile está acabando.

Experiências II

No jogo de pif-paf, de posse de um coringa, você tem as melhores chances de vencer. Ocorre que há um tipo de coringa que, de posse dele, você não bate nem com as nove, muito menos com as dez. É esse o tipo de coringa que não figurará em outro baralho...

- Ah! Bom. Então tá.

Alijamento

Alguns sites noticiosos dão conta de que, ao deixar de apoiar o PSB, o Solidariedade teria aberta a possibilidade de o partido socialista deixar de ser um dos polarizadores das atenções do eleitorado. O PSB não foi consultado sobre a baixa nas suas fileiras, mas a notícia já está neste ou naquele site. Isso eleva a importância do Solidariedade na conjuntura política e deixa o tucanato em bom conceito na arte de dialogar e de agregar a seu favor.

- Um dos sites que avaliou essa ruptura foi o Bio Rosário.

Conversações

As reuniões de bastidores continuam ocorrendo e parece que o PSDB de Nobres sai fortalecido nesse período de pré-campanha ao buscar o entendimento com seus futuros aliados e ao mesmo tempo já pensando na formatação de sua equipe de apoio aos futuros candidatos. Segundo se apurou, serão cerca de trinta nomes para a disputa proporcional, com capacidade de ir em busca do voto do eleitor, independente da sigla em que estejam. O desenho tático está sendo esboçado, mas ainda há as convenções e as exigências da Justiça Eleitoral nesse ínterim.

- É tempo de esquentar os tamborins e pensar na estratégia.

Sob Vigilância

Deu na Coluna Radar da Revista Veja, o chique daquela publicação pelas notas informativas curtas, claras e fiéis com a verdade. Lá se diz que o TSE acaba de criar um setor de inteligência que vai analisar contas de campanha dentro do universo municipal de um total estimado de 580.000 candidatos. O tribunal vai acessar bancos de dados do TCU, Receita, PF, Coaf e Ministério Público e com a utilização de um software fará cruzamento de informações com vistas à identificação de fraudes na prestação de contas.

- Alguém duvida?

Sonho de Consumo

O brasileiro é safadérrimo nessa parada de “pular cerca”. Já imaginou os brasileiros presentes na cidade chinesa de Dongguan, também conhecida como a “Cidade do Sexo?”. O cara mais fiel por lá tem três mulheres, o sonho de consumo de 7 entre cada 10 brasileiros... ops!, porém, aqueles sexualmente ativos e com o ‘instrumento cirúrgico’ firme. Descarta-se os que já dobraram o Cabo da Esperança.

 - É muita folia pra pouco homem.

Mundo Virtual

Dá gosto, ver um sessentão nas redes sociais trocando juras. Mas é no “zap zap”, onde as mensagens são criptografadas. O mundo virtual é mesmo alienante e quem se comunicava através dos sinais de fumaça e pela via do pombo correio, hoje, digita rapidinho texto para se posicionar como Romeu para sua Julieta. Isso, enquanto fila as cartas para ver se a flor do seu jardim saiu..., não importando se o ás que vem acompanhando o buquê seja de paus, de ouro, espada ou copa.

- Quem seria esse cara? E ele não vai dizer: “Esse cara sou eu...”.

Mundo Real

O milagre da transformação costuma ocorrer por aqui. Quem diria que aquele espaço onde noiados e bebuns frequentavam, hoje, é um templo da fé. O Clube Social de Nobres mudou o panorama da avenida Marechal Rondon e quando as obras de infraestrutura turística forem concluídas, maior será a valorização do prédio. Está em João 1.1 – “O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da palavra da vida”.

- Ah! João, quantas maravilhas vemos. Oremos, por São Braz.

Decisão Tomada

O presidente do Solidariedade e aliados assumem que se alinharão com o PSDB de Nobres. A decisão foi tomada a partir da indefinição do PSB, de acordo com o presidente Joilson da Costa, que se reuniu com os seus parceiros políticos e definiu que a opção mais correta é apoiar a candidatura majoritária do PSDB a partir das convenções municipais que se aproximam. Aquilo que prevíamos veio a ocorrer, com o Solidariedade mudando o seu posicionamento quanto a futura coligação.

- Alteração previsível.

Definição Socialista

Aos poucos o PSB através de algumas lideranças vai aprendendo que em política a pureza é qualquer coisa próxima do impossível. Um ou outro nome socialista dizia que não se aliaria com “velhos” políticos locais e acaba de afinar com o PSL, onde está o ex-prefeito Flávio Dalmolin como articulador.

- Como se vê, nada de novo.

Complicador

O vereador de Rosário Oeste, Gelson José de Souza, o Gigante, tem facilidade incrível para se envolver em polêmicas. A última delas é com Vanuzia de Araújo Alves Souza Santos, em que a denunciante cogita a inserção do nome do parlamentar para análise com relação à falta de decoro parlamentar por ataques verbais a sua pessoa. Em menos de seis meses de mandato e com a eleição se aproximando, dificilmente esse processo chega ao fim com sucesso para a denunciante. A Comissão Processante já apresentou relatório e é integrada pelos vereadores Maxmar Cezar Souza (relator), Anderson Conceição de Assis (presidente) e Francisco Romano de Oliveira (membro).

- É esperar para ver.

Complicador II

Antes de Vanuzia, Gigante já trocou sopapos com Anderson Churrasquinho e teve entreveros com Francisco Romano que, à época, chegou a dizer que precisava de respeito aos seus cabelos brancos. E assim, está no ar, mais uma participação gigantesca do irrequieto parlamentar, mas a cassação por decoro parlamentar não deve ocorrer por conta do corporativismo e pelas datas em que se conduzem o processado.

- Mas, na dúvida, é esperar para ver.

Chumbo Grosso

O coronel e deputado Pery Taborelli não pensou muito e mandou bala nos sujeitos que tentavam assaltar uma residência no bairro Jardim das Américas. Imagine só, dentre os caras de alta periculosidade estava o sujeito de codinome “Xoxota”, o primeiro a levar ferro. A figura está internada sob acompanhamento policial após um tiro no abdômen. Vai que sai na mídia: “Xoxota é baleada e recebe tiro frontal”.

- Que coisa, hein!?

Transformação

Tudo bem que estejamos aqui na periferia de Cuiabá City, mas, com o advento da internet e da rede mundial de computadores, tem gente da roça que dá aula de Literatura. O secretário adjunto de uma das secretarias de Estado, Antonio Carlos, bem que poderia estar mais atento ao que fala. Sinalizou, com um das mãos, supostamente, que a obra de infraestrutura turística seria realizada com recursos do Fethab e ainda revelou que está sempre em Nobres.

Menos, seo Antonio, bem menos.

Transformação II

Quando o assunto é uma nova estrutura predial, falar em greve não é lá muito conveniente, mas, Antonio Carlos falou. Falou da liberação de recursos do Fethab, da Saúde e da Educação, não na velocidade colocada, mas com muito mais agilidade e eficiência que os repetitivos atrasos de outrora. Dessa parte, nós já nos inteiramos. Mas, a recuperação econômica do Estado de MT, é uma informação salutar e importa a todos. A av. Marechal Rondon é uma obra construída com recursos do Ministério do Turismo, via Sedtur e nada a ver com o Fethab.

- Assim entendido, vamos em frente.

Transformação III

Já o diretor presidente do Detran, Arnon Osny, foi convincente, democrático e demonstrou bem que falar dentro daquilo que está no contexto momentâneo, soa bem e agrada a todos. Pouco mais de R$ 20,00 cobrados por um lacre de placa automotiva soa bem aos ouvidos e coloca as pessoas antenadas com a oportunidade de multiplicar R$ 20,00 X 476.000 lacres/ano utilizados pelo Detran, a mais, muito mais que os alegados R$ 0,62 centavos pagos por cada unidade nos dias de hoje, segundo Osny.

- Superfaturamento quilométrico e mais caro que ouro.

Manifestação

A líder sindical que representa a classe do funcionalismo público municipal desancou sobre um gerente de banco em curto espaço de fala durante uma reunião na sexta-feira, 01/07/16, na sede da Câmara de Vereadores, à noite. Mal atendimento foi a citação da líder sindical. O risco de uma ou outra voz isolada virar coro, aí sim, o problema fica um pouco maior. Por que não, mudar o hábito, o estilo ou seja lá o que for.

- A líder sindical foi firme no esculacho. E aí, vai como? Vai de Van ou de Kombi? Fica a dica.

À Mineira

Em uma certa de cidade de Minas Gerais, o pessoal é conhecido pela conexão entre marido e mulher. Josefina de Policarpo, por exemplo; Margarida de José e vai por aí. Em Nobres, quando você participa de um “coffee break” estiloso e gostoso, logo vem à lembrança, não do nome da empresa, mas do casal: “Ah! É de Maria de Tonhão ou vice versa”. Mas que é danado de bom, isso, lá é.

- Vai um pastel aí, Tonhão... de Maria? E lá tem um palmeirense que acorda madrugada para passar a massa no rolo. Não é manualmente, tem máquina. Meno male. 

Manchete da Semana

“Bilionário Cibernético tem estrutura usada em favor de pré-candidato”. Toda a estrutura do bilionário Mark Zuckerberg vem sendo usada para favorecer um candidato em Nobres. Cada um vê o que quer, como quer e é de livre interpretação o cenário visual antes das eleições municipais. Até antes das convenções municipais, ninguém está candidato e a condição de pré-candidatura não define nome na urna eletrônica ou qualquer coisa nesse sentido. As páginas nas redes sociais pertence a Mark Zuckerberg e sua empresa e a postagem é feita por qualquer cidadão, pessoa, empresa ou repartição pública. Quando as convenções apontarem nome e a Justiça Eleitoral, enfim, reconhecer a candidatura, aí sim, a conduta do agente público precisa ser resguardada, obedecendo datas e toda a legislação pertinente.

- O resto é chover no molhado.

Manchete da Semana II

Nenhum candidato ganha a eleição por antecipação, isso já é do conhecimento de todos. Mas influi decisivamente o histórico de vida dos candidatos, a sua experiência no trato com as dificuldades e a capacidade de liderança, fatores que serão colocados à opinião dos eleitores a partir das convenções municipais que se aproximam. O resto não passa de mera especulação e tempestade em copo d’água. As eleições municipais deste ano serão disputadas no voto, tanto na majoritária quanto na proporcional e será acirrada a campanha política. Quem tiver plano de governo e argumento, conquista o eleitor.

- Quanto ao resto, é esperar para ver.

Profusão

Se se fizesse uma enquete entre os jovens para se saber quantos partidos políticos Nobres tem hoje, muitos não saberiam responder seguramente. E muita gente com certa experiência política também não responderia com precisão. Nas eleições municipais, as siglas minúsculas e só perceptíveis através de lentes microscópicas, emergem das profundezas do anonimato e se tornam fenomenalmente vistosas. É o fenômeno da “aurora boreal das siglas político-partidárias”.

- Trata-se de fenômeno raro e, portanto, imperdível.

Profusão II

Aqui, pelos trópicos, diferentemente do fenômeno do equinócio, os dias de atividade de muitos desses partidos não são iguais, eles “hibernam” por mais de três anos e só ressurgem quando as eleições municipais se aproximam que é para garantir tamanho e grandeza a quem deseja efeitos especiais. São ao menos 22 siglas partidárias e, assim como os planetas, nesta galáxia, todos tem a sua relação de grandeza e de pequenez, também. Sem muita noção de astronomia e nem de gastronomia, sabemos que gravitam em torno dos maiores.

- Um bom memorizador saberia dizer sobre muitas datas históricas, mas teria enorme dificuldade em pronunciar as siglas partidárias.

Profusão III

São tantas siglas, algumas delas, entregues a pessoas chaves comandadas por um líder de grande habilidade e poder de negociação na hora do fechamento de acordos. Mas, em termos de votos, qual o tamanho da representatividade de determinadas siglas? Apesar de pequeno o percurso da corrida eleitoral, de que adianta “emendar” dez carros 1.0 (um ponto zero), se um carro de motor mais potente vai de 0 a 100/kms em segundos?

- Velozes e furiosos... sem tanto conhecimento de Física, assim.

Profusão IV

Quantidade kamagra online com efeitos midiáticos, pensando apenas no tempo de propaganda gratuita no rádio e na tevê? Para candidaturas majoritárias em nível estadual e nacional, aí sim, é uma maravilha. Pensando no universo demográfico de Nobres, o tempo no rádio e na tevê sem propostas sólidas, seria como “pescar” com salada de frutas em rio com peixes carnívoros. Então, os candidatos majoritários terão que pensar em gastar solas de sapatos, tênis e botas, ao invés de apostar tanto em sopas de letrinhas.

- Esse enredo já vem de outros carnavais... é ilusório, é metafórico.

Rapidez

“Dois homens apontados como autores da execução de um advogado em Alta Floresta (803 km ao norte de Cuiabá) foram presos pela Polícia Judiciária Civil nesta terça-feira (28.06). Segundo as investigações, a morte do advogado está relacionada a conflitos agrários no município de Novo Mundo, também na região norte do estado. O crime aconteceu na noite de segunda-feira (27). O advogado Rubens Moreno Rúbio Júnior, 48 anos, foi morto a tiros, com uma arma calibre 12, quando chegava à propriedade rural de seu cunhado na zona rural de Alta Floresta. Segundo uma testemunha, os executores estavam escondidos na mata à espera da vítima e fugiram logo após o crime”. A informação é da PJC.

- Dados estatísticos revelam que nem sempre a maioria dos crimes é desvendada.

Maré de Azar

“Três prisões, apreensões de armas, droga e um rádio HT (que sintoniza a frequência do sistema de comunicação do Ciosp), completaram as ações desencadeadas para esclarecer o roubo ocorrido na tarde de terça-feira (28.06) na empresa Gercadi Transportadora, no qual um acusado acabou sendo morto pelo comparsa. As ações foram desencadeadas por policiais do 25º Batalhão de Polícia Militar (2º Comando Regional), com sede no Cristo Rei, em Várzea Grande. Além do adolescente G.H.O.C., 16, autor do disparo que atingiu o piloto da moto durante a fuga, foram presos D.S.N., 22, P.P.C.F., 22, e uma mulher, S.S., 28. Os dois últimos seriam os responsáveis por dar cobertura ao roubo usando um veículo modelo Fox, de cor branca”. As informações são da assessoria da PJC.

- Vão discutir a relação no ‘casão’.

Maré de Azar II

“Informações levantadas por policiais das Agências de Inteligência do 25º BPM levaram à localização do terceiro assaltante, D.S.N. Ele também teve participação direta no assalto e sua presença chamou a atenção pelo uso de tornozeleira eletrônica. Em seguida, menos de duas horas depois do roubo, foram presos os outros envolvidos, P.P.C.F., 22, e S.S., 28, com os quais foi apreendido o veículo Fox, também roubado em Cuiabá. A prisão do bando levou à apreensão de uma pistola modelo 940, dois revólveres calibre 38, nove munições, um veículo Fox, sete celulares, um rádio HT com carregador, uma filmadora, balança de precisão, porções de pasta base e R$ 169. Quatro dos cinco envolvidos têm antecedentes criminais”, conforme a assessoria da PJC.

- Figurinhas carimbadas.

Fim da Greve

“Os escrivães de Polícia Judiciária Civil decidiram pelo encerramento da greve nesta terça-feira (28.06). A partir desta quarta-feira (29.06), com a volta de 100% dos servidores, os serviços voltarão a funcionar normalmente, e não apenas de forma essencial como vinha ocorrendo em estado de greve. No dia 03 de junho, o desembargador Alberto Ferreira de Souza considerou ilegal as greves de todas as carreiras da Secretaria de Estado de Segurança Pública, sob pena de multa diária de R$ 100 mil e corte de ponto dos servidores. O presidente do Sindicato dos Escrivães da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, Davi Nogueira, explicou que o motivo do encerramento da greve é o fato da Segurança Pública ser um serviço essencial para a sociedade”. A informação é do Gcom do Governo de MT.

- Ao batente de novo.

Abrindo o Jogo

A secretária municipal de Assistência Social de Nobres, Eva Valdinéia Pereira, durante a sua fala em cerimônia de entrega de certificados, ontem (28.06), na Câmara de Vereadores, falou sobre os quase 20.000 atendimentos realizados pela pasta nestes últimos três anos e cinco meses. “São números que não chegam a ser impressionantes, mas traz em suas respectivas cargas horárias a responsabilidade e a capacidade de produzir bons frutos para aqueles que, de alguma forma, buscaram o aprendizado, um bem patrimonial que carregamos conosco pelo resto da vida”, destacou a gestora da pasta social.

Essa avaliação é importante na medida em que se traça o perfil da assistência social, que está quilometricamente longe do assistencialismo de outrora. 

Em Xeque

O vereador Ódison Araújo (DEM), que preside a Câmara Municipal de Nobres, virou manchete na mídia por conta da acusação de que teria feito justiça com as próprias mãos ao, supostamente, punir um menor de idade por invasão de seu domicílio. A TV Centro América deslocou uma equipe de reportagem até Nobres para se informar dos fatos. A bruxa parece que está solta pelos lados do Parlamento municipal e já seria hora de se providenciar bastante orações e a presença de uma autoridade religiosa para benzer a Casa de Leis.

- Como diria o supersticioso: “O caboje tá por lá...”. Muito “olho gordo” sobre aquela Casa.

Fora do Foco

Com os últimos acontecimentos em Nobres, infaustosos, por sinal, o foco foi tirado sobre o provável vice do virtual candidato tucano, Leocir Hanel. O momento é de meditação e de mentes voltadas para um só pensamento, a paz interior e as propostas altaneiras. É como prega o mestre espírita Divaldo Pereira Franco: “Os códigos divinos estabelecem que somente através do amor se pode haurir paz, colimar metas felizes.” Então, deixemos a disputa de lado e pensemos apenas no bálsamo para curar as feridas deixadas pela perda irreparável.

- A trégua se impõe.

Experiências

Quando era deputado, em início de carreira, Wilson Santos criou lei para punir governantes que atrasassem salários. Multa foi imposta pelo parlamentar estadual para o governante que porventura viesse atrasar salário. Mudou de lado no balcão e foi ser prefeito de Cuiabá, não experimentando do próprio veneno por circunstâncias políticas. É como diz a sabedoria popular: “aqui se faz, aqui se paga”.

- Wilson Santos ressurgiu das cinzas pelo PSDB com ajuda de Pedro Taques.

Experiências II

Eleito deputado estadual após um processo de “queimadura” política de quando deixou a Prefeitura de Cuiabá, WS agora bate de frente com o mesmo funcionalismo público que outrora defendera, propondo juros por atraso salarial. Como deputado e líder do governo na AL-MT, Wilson Santos tem enfrentado a ira dos sindicalistas e se o cenário não mudar, o parlamentar tucano corre o risco de sair desse episódio do RGA bastante chamuscado.

- Legislar e executar são lados bastante distintos e WS já esteve dos dois lados... agora, “apanha que nem cachorro de bugre” das lideranças sindicais.

Experiências III

O deputado estadual Gilmar Fabris (PSD) é outra figura contestadíssima nos meios políticos e como quer amizades novas, agora com o novo governo e com o alto tucanato estadual, está do lado do governo. Hoje (28/06), bateu de frente com as lideranças sindicais que defendem o RGA e deitaram-lhe cacete nas redes sociais. Uma greve trás desgastes terríveis para um governante e os deputados aliados do governo sofre parte das consequências.

- É pegar ou largar.

Rodovia/Denominação

O ex-prefeito Devair Valim jura que seria de sua autoria a solicitação para a denominação da MT-241, que passa a ser “Rodovia Germano Mendes Pedroso”, acatada pelo deputado Nininho e que já é lei, sendo publicada no Diário Oficial de Mato Grosso. Sendo assim, faz-se jus ao ilustre homem público de outrora, que faz parte da história recente de Nobres. A rodovia já está pavimentada e cheia de curvas, mas tornou-se muito mais importante ainda para o ir e vir da zona rural e para a atividade turística.

- Dado o recado.

Chama Acesa

O fogo olímpico, de alguma forma, serviu para juntar correntes partidárias diferentes durante a cerimônia realizada no Reino Encantado, dia 24 de junho corrente. Aliados do PSB, do PP e do PSDB estiveram juntos participando da recepção ao fogo simbólico. Realmente, naquele reino, todos se encantaram com o fogo olímpico e até deixaram de lado as suas siglas e divergências ideológicas. É pra se ver, como o espírito olímpico se apossa de todos.

- E o fogo se foi...

Presidenciável

Na rede social (Facebook), um jovem criou o maior drama em relação ao fogo olímpico, criticando duramente o evento por conta da situação econômica. As redes sociais se transformaram em instrumento para anônimos buscarem projeção por conta de revoltas interiores ou por querer mesmo fama repentina. Se o Brasil vai mal, eis que a oportunidade é boa para se buscar a solução dos problemas apresentando-se como virtual candidato à presidência da República.

- O resto é rebeldia sem causa.

Atirando Mamonas

Dia desses, um ex-vereador teria mandado recado ao prefeito por conta da falta de placa em uma obra. Num período recente da história, as placas eram colocadas e as obras não eram concluídas e por vezes nem iniciadas. E ninguém mandava recado e se mandava, era ignorado. Quando a pessoa pega um pudim, que coisa boa, nem precisa mastigar; quando pega uma carne de pescoço, nem reclama.

E foi assim...

Estados da Matéria

As sondagens para consumo interno são como as formigas, calmas e sem pressa, mas vão proporcionando o acomodamento... das candidaturas e do solo, respectivamente. A mais recente avaliação para consumo interno veio como um balde de água gelada em alguma fervura que teimava em prosseguir. Contraste entre um líquido bem próximo da solidificação no choque com aquele que também estaria caminhando para o seu estado gasoso.

- As moléculas (políticas) se distanciam e a matéria vai se gaseificando. Faltava muito nas aulas de Ciências, perdi a maior parte da teoria.

No Que Consist?

Os problemas detectados em relação aos consignados realizados através da empresa Consist que levaram o ex-ministro Paulo Bernardo para a cadeia pode atingir governadores e prefeitos, segundo informa a Coluna Radar, da Revista Veja. Aqueles décimos de centavos que aparecem nas operações financeiras aos milhares é que geram milhões e os desvios aconteceram envolvendo o marido da grande defensora de Dilma, senadora Gleisi Hoffman (PT).

- buy propecia Em Nobres, os bancos partiram para cima dos servidores públicos cujos consignados eram descontados em folha e, supostamente, não creditados na folha e nem repassado ao credor no ano de 2012.

Consignados

Governo bom foi aquele, que causou enormes rombos nas contas públicas e de quebra ainda prejudicou muitos servidores públicos que tinham consignados a pagar. O dinheiro era descontado do servidor, mas não ia para os bancos. Até hoje, ninguém sabe dizer ou não ousa revelar os bastidores da campanha eleitoral de 2012 em Nobres. Uma pessoa, do sexo feminino, teria trabalhado em uma residência onde o dinheiro ficava sobre a cama, espalhado durante a campanha política. E pra não dizer que não falamos dos espinhos e só das flores, ela ficou sem receber quando o seu patrão foi embora.

- A sensação é a mesma de um cão em frente a uma máquina de assar frango, a tal televisão de cachorro.

Risco Debelado

Quando falamos em situação “fumegante” pelos lados do PSD, ainda não sabíamos que já havia se estabelecido o diálogo com algumas pessoas ligadas ao partido. Na verdade, o principal interlocutor entre o PSD e o pré-candidato tucano, empresário Leocir Hanel, é o prefeito Gilmarzinho da Ecoplan, a principal liderança partidária da sigla do PSD. Mas, Leocir já vem estendendo o diálogo com outros partidários das outras siglas e o entendimento tem sido conquistado.

- Ah! Então tá, foi mesmo falta de interatividade entre o nosso ponta-de-lança e o comando partidário.

Projeções

Lideranças de diversas siglas têm buscado a aproximação e o diálogo com Leocir Hanel e tudo indica que o PSC será mais uma representação política a compor com o PSDB. O vereador Joel Júnior, de dois mandatos, e principal nome do PSC, vê com boa vontade esse diálogo com o grupo que está se formando a partir do nome do empresário Leocir. DEM, PMDB, PR e PSC devem seguir na mesma direção, a do diálogo com os articuladores tucanos. E há indicativos de que o Solidariedade possa alterar rumos. E ainda há o PPS, que faz parte do bloco.

- As projeções são animadoras, segundo aventa o tucanato paroquial.

Postura Cobrada

Algumas poucas pessoas vinham traçando um perfil falso do atual prefeito, de que tinha desgaste natural por ser governo, mas a realidade é outra e Gilmarzinho da Ecoplan começa a se posicionar como principal nome do PSD, participando diretamente das discussões e das decisões políticas que começam a ganhar corpo. Esse papel de líder tende a aumentar a partir do momento em que o prefeito Gilmarzinho da Ecoplan se posicionar com mais solidez e desenvoltura dentro do contexto político municipal. E não será necessária nenhuma imposição, mas é natural esse exercício de liderança, conquistada ao longo dos anos que passaram.

- Há quem concorde e há os que não pensam assim, fazer o quê?

Solidariedade

Pelo jeito, alguma representação do Solidariedade já conseguiu ver além do horizonte. Fechado, supostamente, com o PSB, teve gente que discordou dessa informação. O vereador Flávio Rondon deve ter tido alguma premonição e a decisão de seguir com o PSB parece que vai ser repensada. Será mesmo? Sem perfil de triatleta, essa de correr, pedalar, nadar e morrer na areia não seria bem a praia dos dois vereadores solidários.

- Triatleta que gosta de correr e de pedalar só na subida e ainda nadar contra a correnteza... não vimos desse.

 

 Sem Evidências

As pessoas reclamam porque as empresas de água e esgoto, de energia elétrica e de telefonia não anunciam previamente o aumento na tarifa. Tudo bem, é direito do consumidor, mas, alguém avisa quando vai detonar uma bomba no entorno da cidade de Nobres, no perímetro urbano? Na tarde de ontem, por volta das 17:00 horas, uma bomba foi detonada e muita gente pensou que fosse invasão do E. I. (Estado Islâmico). Aquela foi “á explosão”, causando estupefação em muita gente. Para não falar de danos materiais em algumas casas.

- Não há nenhuma evidência de comunicado prévio.

Sem Evidências II

No início dos anos de 1990, o jornal “Tribuna de Nobres” publicou matéria chamando a atenção das autoridades locais sobre as bombas detonadas nas proximidades da cidade e um vereador de posse do jornal, em mãos, alegou que não havia risco e que as bombas só causariam deslocamento de ar. Esse vereador não foi eleito e depois foi à tribuna da Casa alegar que ajudou em velórios, batizados, aniversários e que ali sentia a ingratidão do eleitor. Deslocamento de ar e só. Não causa rachaduras, não causaria riscos de stress e nem problemas nos tímpanos.

- Ele pedia votos e os eleitores não ouviam... estavam surdos e o rapaz não foi eleito. Buuuuuuuuuuuuuummmmmmmmm...

Sem Evidências III

Solo arenoso, casas construídas com treliças de sustentação, bombas detonadas a qualquer hora do dia e ninguém reclama. Realmente, o meio ambiente está jogado às traças e não há regulação da atividade de uso de explosivos num raio de 1.000 metros da área urbana. Agora, perguntem por aí, quem paga regularmente ás taxas do Cefem, aquela compensação financeira para reparação de danos em áreas degradadas e outros? Falar em Cefem em determinados locais é proibido, tem gente que não paga e não gosta de ouvir falar no assunto.

- Cefem é assunto que contém nitroglicerina pura.

 Fumegante

Apesar de estar em compasso de espera para as coligações, no PSD há sinais claros de que pode haver incêndio. Setores de dentro do partido ainda não digeriram essa falta de diálogo com algumas pessoas e tudo estaria sendo conduzido do alto da pirâmide. Na base da pirâmide, com as bombas sendo detonadas por aí, os indicativos são “de greve”. Isso até parece casamento de outrora, quando os pais é que decidiam com quem a noiva deveria se casar. Política é mais ou menos como a uma loja de conveniências... você pode encontrar o que procura e às vezes não.

- Aí vem aquele ou aquela, de camiseta escrita: “Posso Ajudar?”. Se há um princípio de incêndio, estamos presenteando com um galão de gasolina. Fui... fomos e inté.

Alta Cotação

O vereador Flávio Rondon (Solidariedade) estaria hermeticamente fechado para ser o vice na composição com o PSB. A nossa fonte participou de uma reunião na casa de uma senhora, onde teria sido costurado o acordo. Dessa forma, tudo indica que as negociações evoluíram e que junto deve ir o PRB. De outro lado, a nossa fonte informou que o ex-prefeito Flávio Dalmolin estaria costurando o lançamento de uma chapa feminina para a disputa majoritária.

- Quem perderia votos nesse cenário? Nessa costuração, o atual vereador Joa estaria sendo fortalecido à reeleição com o PSB correndo sério risco de não eleger ninguém caso seja fechada coligação na proporcional entre PSB e Solidariedade. Tendi...

Evidências

Tinha gente e ainda tem, do PSDB, que vinha ignorando o PSD e mantendo a proposta de se manter a alguns metros de distância dos governistas. Esse não é o pensamento do pré-candidato Leocir Hanel, obviamente, mas há expressões nessa direção. Na reunião de lançamento da pré-candidatura do majoritário do PSDB, Leocir Hanel, só deu PSD, atualmente, a maior bancada no Parlamento mato-grossense. Logo, essa presunção divisionista é nati-morta.

- “Eu me afasto e me defendo de você; Mas depois me entrego; Faço tipo, falo coisas que eu não sou; Mas depois eu nego...”.

Evidências II

Os únicos parlamentares a prestigiar o lançamento da pré-candidatura tucana de Leocir Hanel são do PSD, Nininho, Meraldo Sá e Zé Domingos; e eles falaram da administração do prefeito Gilmarzinho da Ecoplan com respeito e solidariedade pelas dificuldades no momento econômico e político porque passa o Brasil com reflexos nos municípios. Manter o equilíbrio social e econômico neste período não tem sido fácil. Gilmarzinho da Ecoplan abdicou da propaganda nos últimos três anos em favor do aspecto econômico, o que não significa desgaste.

- Mais evidências.

Evidências III

O discurso do pré-candidato Leocir Hanel não foi na mesma direção e nem na mesma linha de pensamento dos visitantes, que tem uma visão macro do Estado e conhece a realidade de Nobres. O deputado Zé Domingos, este sim, traçou um perfil escorreito da administração municipal, por sua experiência como ex-gestor municipal em Sorriso por três mandatos. Aliás, os três deputados do PSD foram prefeito, em Acorizal, em Itiquira e em Sorriso, respectivamente, Meraldo, Nininho e Zé Domingos. Bastante comedido em seu discurso, Leocir Hanel deixou de enfatizar que o parceiro por aqui faz uma gestão preparatória para uma possível ascensão sua.

- De quem as anotações ao pré-candidato. E tome evidências.

Evidências IV

Como pré-candidato lançado, Leocir Hanel, nem de longe pode se afastar do diálogo com as mais diversas siglas que o querem prestigiar; mas terá também a difícil missão de administrar egos e a ciumeira que se abaterá a partir das convenções municipais. O evento de lançamento de pré-candidatura representa apenas o despertar da curiosidade de muitos em relação ao “vai não vai” e ele foi, vai e será o provável nome tucano. A partir daí é que realmente começa um outro episódio com capítulos novos e incontroláveis cenas de ciúme. Essa realidade é aqui, pertence á gente daqui e só pode ser controlada por pessoas com jogo de cintura.

- Chega de evidências.

Velozes e Furiosos

As estradas de MT estão tomadas de motos de alta cilindrada, seja pela MT-241, 351, 494, 251, 010 e por aí afora. É uma coisa bela de se ver, o sujeito passar a 180 kms/hora ao seu lado ou no sentido inverso, mas ao lado. No caso da MT-010, entre Cuiabá/Guia/Acorizal e Rosário Oeste, o maior risco são as entradas na pista de veículos ou até mesmo de motos de menores cilindradas. A possibilidade de perda de controle desse veículo em alta velocidade pode representar risco enorme para carros de passeio. Um choque frontal ou lateral com uma moto a 180 kms/hora é qualquer coisa sinistra.

- E quem fiscaliza isso? É bonito, é arrepiante e a vida fica por um fio.

Velozes e Furiosos II

Na MT-351, na região do Manso, as motos de alta cilindrada são vistas trafegando pela estrada estadual e quem vê acha bonito, porém, o risco é muito grande nas curvas e quanto à possibilidade de entrada lateral na pista. Trata-se de um passeio esportivo não permitido a quem não tem dinheiro, pelo valor do veículo e pela indumentária usada para o passeio a 160, 170 ou 180 kms por hora, só permitida a aquisição por empresários e profissionais liberais.

- A fiscalização tem sido rígida com as de 125, 150 e 160 cilindradas. Sabe como é... abordar pobre é bem menos problemático.

Lixo

À margem esquerda da MT-241, sentido cidade/zona rural, logo após a fazenda Queiroz, a um pouquinho mais de 30 kms., muito lixo depositado ali. Isso para a atividade turística é um desastre, desvirtua todo o belo panorama que se vê ali, daquela parte alta, que antecede a Fazenda Alvorada. Ah! O ser humano e o ambiente em que vive, é uma relação conflituosa, sempre. É uma pena que muitos pensem que ao se livrar do lixo, tirando-o de perto de casa e depositando à beira da estrada, o problema estará resolvido. A nossa pobreza se resume no olhar e nas ações em relação ao ambiente em que vivemos.

- Terá sido mais fácil empurrar um camelo pelo cú (negundes) adentro de uma agulha que zelarmos pelo ambiente em que vivemos.

Reuniões

O deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB) deve aportar em Nobres amanhã para uma reunião com lideranças tucanas locais na sede do Parlamento municipal. No dia 22, à noite, será a vez do PR se reunir para discutir pauta interna e filiação. Oxalá, com a presença do presidente da Assembleia Legislativa de MT, o virtual candidato tucano deixe a timidez de lado e de fato assuma sua pré-candidatura, além de seus articuladores políticos tomarem pé da realidade que os aguarda.

- Até tucano tem a necessidade de acionar o reverso na hora do pouso. Na decolagem, o “flap” leva às alturas.

Bananas Voadoras

Lá pelos lados de Dubai, como é apelidado o bairro Santa Clara, uma ativista política de muitas ‘horas de voo’ cultivava um pé de banana com carinho; e como é olho do dono que fortalece o cacho, todos os dias o pé de banana era bem cuidado. Mas, tem olho gordo que também faz a banana crescer. Quando o cacho robusto já andava bem perto do corte, eis que um sujeito subiu pela grade da vizinha e chegou ao muro, fazendo a “colheita” bem antes da dona do quintal. Oh, dó! Oh, tristeza!

- “Macacos me mordam”, dizia a cultivadora de bananas de quintal que foi roubada, furtada ou sabe-se, lá, a linguagem policial usual.

Estratégia Real?

Tem gente acreditando que PSDB e PSB podem se unir e dar uma banana para o resto dos partidos. Logicamente que essa opção não é real e fugiria de qualquer sentido lógico, até porque, esses dois partidos não conseguiriam maioria no Legislativo e a governabilidade passaria em caminho estreito. Calma gente, é hora de aplicar a lógica dos grandes pensadores...

- ...à pensar morreu um burro.

Estratégia Real? II

Estariam na disputa futura três correntes ideológicas de pensamentos antagônicos. O PSB tem em seu meio um grupo que não deseja a unificação com o PSDB e nem com o PSD. Até aí tudo bem, mas o PSB faria uma aproximação com o PP? Já o PSDB, corre um boato que não teria tanta afinidade assim com o PSD. Será mesmo? Atualmente, moram no mesmo endereço. O atual secretário de Infraestrutura é do PSDB e compõe o staff do PSD.

- O jeito é procurar um pai-de-santo para tentar descobrir por que ninguém é de ninguém.

Estratégia Real? III

E como ficam o PMDB, o DEM e o PR nessa história? Consta que o articulador do PMDB, advogado Donizeu Nassarden, já se cansou de tanto esperar e o partido o lançou a virtual candidato majoritário. Seria uma forma de pressionar o PSDB para ter o vice do PMDB. O PSD parece isolado, mesmo sendo governo e tendo um nome forte para vice. Uma composição entre PR, PSD, DEM e quem mais quiser, mudaria um pouco algumas convicções. O certo é que o cenário pode ser alterado nos próximos dias, isso pensando em julho.

- A grande incógnita, hoje, seria o PSDB que necessita urgentemente de caras novas e de passos firmes.

Estratégia Real? III

Alguma sondagem para consumo interno mostrada a poucos, pelos números que vazam, não mete medo em ninguém. Um virtual candidato nunca conseguiu atingir a casa dos 20%, sozinho. Na verdade, muita coisa não passa de mero entusiasmo de alguns poucos. Há muita água para passar debaixo da ponte. Como não há enchente, ainda, a água não passará por sobre a ponte. Cansados de esperar pela primeira voz, tem gente abandonando a dupla para fazer carreira solo.

- Está em primeiro nas paradas de sucesso: “Quem eu quero não me quer; quem me quer... mandei embora...”. Em segundo lugar está a música, mais nova que a vó do Faraó Tutancâmon: “encosta tua cabecinha no meu ombro e chora...”.  

Stratégia em Campo

Pesquisa de opinião acerca da opção eleitoral está em campo. Obviamente, é para consumo interno de algum partido político. Eles perguntam a opção para votação e cita três nomes de candidatos majoritários. Perguntam em quem votaria para vice prefeito e quando foi citado um dos nomes à vice, o entrevistador demonstrou estar à vontade e lhe pareceu familiar a citação. Vamos confiar na avaliação para consumo interno de algum encomendante. O certo é que o candidato com vocação para avestruz... do que enfia o pescoço na terra, não vai aparecer na primeira posição...

- ...mas nem que a vaca tussa. Stratégia na área.

Roendo o Bolo

Engraçado, na tarde de ontem (15/06/16), durante a realização de evento alusivo ao Dia “D” de Combate a Exploração contra a Pessoa Idosa, à Praça Josino Serra, um ilustre desconhecido chegou e meteu a mão no bolo destinado aos idosos; ao menos o primeiro pedaço que seria destinado a um dos homenageados. O “bicão” sempre fez parte de qualquer festa, mas esse é “importado” e foi na cara-dura, mesmo.

- buy levitra online Não é o Wesley, mas é ...

Chato Isso

Numa priligy online cidade por aí, um médico do Programa Mais Médico, receitou um medicamento a um paciente e um colega brasileño quis tirar uma onda com a citação: “para picadura de...”. Como em terras de Fidel não há duplo sentido nas palavras e picada ou picadura constam do dicionário brasileiro, a ironia soou meio antiética. No processo do “leva e traz”, o autor da citação mandou alguém consultar o “pai dos burros” e lá estava uma picadura.

- Pois é, quem tem ferrão, pode provocar uma picadura... na ética ou não.

Estranho...

...até demais, assim está o cenário político nos seus bastidores. Ninguém, ou quase isso, não assume nada e parece até aquela “guerra fria” entre russos e norte-americanos. O único nome que vinha circulando por aí com bastante desenvoltura e ainda o faz é o do virtual candidato do PSB, que não pode ver uma meia dúzia de gente que vai ver o que está acontecendo. É como dizia Papilon em seus papiros: “quem não é visto não é lembrado”.

- Então tá.

Mais Estranho

O virtual candidato tucano parece até criança que não completou sete dias de vida e não tem saído a campo, provavelmente, com medo de apanhar “quebranto”. Mas é de se acreditar que a síndrome dos sete dias já tenha passado e ele já começa a ser visto por aí. Mas, e as sondagens para consumo interno, o que dizem? Também é outra coisa parecida com perna de cobra, que ninguém vê. Números transportados para folha de papel, sem dados confiáveis são como mel na chupeta e pote de ouro no fim do arco-íris.

- Estratégia que pode dar com os burros n’água, feito Donald Trump.

Incógnita

Se os majoritários escondem o jogo, os proporcionais estão mais desamparados ainda e sem rumo. Salvo aqueles que já exercem mandato, todos os demais veem as suas chances minguarem devido ao tempo exíguo para realização de campanha e convencimento do eleitor. Quem não tem um mínimo de serviço prestado, é como um coringa no jogo de truco, sem valor nenhum... sem espadilha, nada feito. A eleição a vereador pode ser a mais atípica de todos os tempos e se aparecer um nome novo dentre os antigos, será uma benção.

- Quem está no poder, vai fazer reforma eleitoral, de tal forma que o teto lhe caia à cabeça? Mas nééééééém...

Enfim...

...as obras de infraestrutura turística que privilegiam a implantação de sistema de drenagem estão começando a ganhar característica de meio e fim. Muita gente reclamava e ainda reclama de uma situação que pode representar a solução a muitos problemas futuros que não ocorrerão mais.

- Menos mal e tomara que as obras não cheguem até a próxima chuva.

Recalcada

Tinha que ser... uma bicha recalcada manda bala dentro de uma boate gay em Orlando (EUA). Desde quando Nero (a bandida romana) tacou fogo em Roma que outras tragédias se sucederam. Em Roma, ela(e) até trocou de nome, tendo nascido Lúcio Domício Enobarbo e passou a se chamar Nero Cláudio César Augusto Germânico. Não poupou nem a própria mãe e se imaginava compositor, com sua lira e Roma ardendo em chamas. A bandida romana se suicidou, em 06 de junho de 68. Isso mesmo, no ano de 68. Já faz hora, né?

- Extravagante, a bicha histórica.

Recalcada II

Outra bicha enrustida, malvada e de mal com tudo, até com as rôlas, frequentadora assídua da Boate Realce, em Orlando, resolveu acabar com as coleguinhas e saiu armada de casa para matar 49 pessoas dentro da boate que costumava frequentar. Ela(?) foi assassinada, feito aquela tese: “quem com ferro fere, ferida será”. Omar Mateen era o nome do atirador que matou 49 e feriu ao menos mais 53 pessoas. Acordou revoltada com o mundo e saiu para matar. O Estado Islâmico reivindica que a “bandida morta” prestava serviço para eles, os radicais.

- Essa rapaziada do estado islâmico, não sei não... mas parece que anda louca para sair do armário. Cuuuuruzes.

Na Frente

Tem gente delirando em Nobres ao anunciar que o seu candidato majoritário já está com 1.000 de frente. Nesses casos, é bom andar sempre com um termômetro para medir a temperatura e cuidar para que a febre alta não se transforme em delírio. Vamos acompanhar o andamento do cenário que começa a se desenhar, mas não há campanha sem convenção municipal e nem vitória sem luta.

- Sendo assim. Salvo se ocorrer um W.O.

Estelionatários

“Três homens foram presos em um estacionamento próximo à Caixa Econômica Federal, agência Barão de Melgaço, em Cuiabá, com R$ 30 mil, diversos cartões bancários e comprovantes de saques e depósitos. C.N.N., 23, L.B.N., 39, e C.S.N.,33, não souberam explicar a origem do dinheiro, tampouco dos comprovantes de movimentação financeira”. A informação vem da PJC.

- Na moita, a rapaziada foi apanhada com a mão na grana.

Estelionatários II

O alerta sobre a suspeita de que os três estariam fazendo operações ilícitas partiu de um diretor da agência bancária ao Ciosp (Central de Operações da Segurança Pública). Dois policiais que faziam ronda a pé na área central foram checar a denúncia. Os três homens estavam saindo da agência quando os policiais chegaram ao local. Eles tentaram fugir, mas a guarnição viu quando L.B.N., 39, se desfez de uma sacola branca em um estacionamento próximo, na qual estavam os R$ 30 mil e demais materiais apreendidos. Cartões e recibos bancários em nome de dois deles, L.B.N. e C.N.N., foram apreendidos. Mesmo assim, ambos continuaram negando que tivessem relação com a apreensão. Também havia cartões em nome de outras pessoas. Os policiais prenderam os três e solicitaram reforço para levá-los à Central de Flagrantes do Cisc-Planalto.

- Sujou para essa galera. Aos costumes...

Coisas Passadas

Conta á história, que a esposa de um político daqui contratou um charreteiro para transportar uns trastes velhos e atirá-los no lixo. Entre estes objetos, um velho sofá, ao que o prestador de serviço acatou, carregando a charrete e iniciando o trajeto. Após a saída da charrete, em menos de cinco minutos, a dona gritava insistentemente para o homem parar; e quando ele parou, a senhora meteu as mãos numa certa parte do sofá velho e de lá tirou alguns maços de notas... só de R$ 100,00, de acordo com o transportador.

- Êta mundo bão... nem todo traste é traste, mesmo.

Síndrome

Em Nobres, ainda que ninguém perceba, algumas pessoas veem sendo acometidas de um velho problema que parece novo, e a sigla é SEP (Síndrome do Exercício do Poder). Essa síndrome só ataca aqueles que passam por duas secretarias municipais, a de Finanças e a de Administração, com maior ênfase na de Finanças. Desde 1.997 que esse “mal” passou a ser percebido em Nobres e apesar de conhecer as causas, os efeitos tem sido devastadores.

- Passou, contagiou...

Síndrome II

Talvez nem seja uma síndrome, mas uma maldição do cargo. Amigos(?) de outrora de cerveja ou de conversas informais são alguns daqueles que atuam no “linchamento” do indivíduo no exercício. E o pior é que, alguns que já enfrentaram essa síndrome ou sofrem dessa maldição, hoje, maldizem aquele do presente, como que, passando uma borracha no próprio passado. Talvez, não seja uma síndrome que cause tão mal assim, já que tem quem queira voltar a sofrer desse “mal”. E quem ainda não foi acometido, quer porque quer essa sofrência.

- E tem quem  já descobriu que para “sofrer” desse mal, tem que falar da concorrência.

Síndrome III

A SEP (Síndrome do Exercício do Poder) é uma doença rara, que não costuma atingir qualquer indivíduo. Teve um deles que, por sua habilidade rara com “the money”, por pouco não teve uma estátua erguida em praça pública. Ele era tão bom, foi tão bom, que chegou até a trocar as chaves da Casa da Moeda Municipal e para lá levou um colchonete, que era para aguardar o tilintar das moedas nas contas municipais, como conta aquele inseto que sabe todos os segredos de uma casa... a barata.

- Quem será a próxima vítima da SEP?

Síndrome IV

Mas há também aqueles que legislam em causa própria e tiram a concorrência do caminho para depois usufruir das vantagens. Esses, são aqueles não portadores da síndrome que saem rufando o pau nos ex-colegas para posar de imaculado em outros portos... seguros ou não. Alguém que se dispusesse a escrever memórias sobre a política em Nobres poderia correr o risco de ser acusado de plagiar Maquiavel, tantas são as semelhanças entre as lembranças daquele com fatos ocorridos nas últimas décadas por aqui. Muitas delas, tem gente que gravou na memória...

- ...“Oh, eu não sei se eram os antigos que diziam; Em seus papiros Papillon já me dizia; Que nas torturas toda carne se trai; Que normalmente, comumente, fatalmente, felizmente; Displicentemente...” - Zé... Ramalho.

Visão Futura

O próximo prefeito terá que adquirir ao menos uma meia dúzia de carros tipo aqueles usados pela PM carioca, os “Caveirões”. E não será por conta da violência, mas é que tem um pessoal muito hábil em “quebrar” carro e esses modelos normais não aguentam o tranco. Quando se diz um pessoal, há que se respeitar a maioria absoluta dos bons profissionais. Seria difícil a tarefa de separar o joio do trigo? Já que não tem carro de concreto, o jeito é se virar com esses modelos de chapa de aço, porém, a mecânica não é a de um tanque de guerra.

- Então...

Last Updated ( Thursday, 21 July 2016 21:00 )

 

Uma conquista que a muitos alegra

Uma conquista que a muitos alegra

“A verdadeira felicidade está na própria casa, entre

as alegrias da família”. ( Leon Tolstoi ).

 

Frases feitas, frases produzidas pela imaginação do indivíduo, mesmo sem ser um pensador renomado, frases de efeito; frases reais, aquelas utili

Last Updated ( Wednesday, 08 June 2016 18:09 )

clomid online Pragmatismo x Empirismo

O novo caminho velho estabelecido a partir de algumas siglas partidárias em Nobres está deixando as paredes (cheias de ouvidos) das reuniões internas e vazando a opinião pública acerca de um puritanismo nunca antes visto na política local.

As an

Last Updated ( Tuesday, 07 June 2016 18:38 )

Mamão com açúcar?

Afinal, qual seria o posicionamento público do PSDB, que iria além das cercanias partidárias em relação ao nome que deve apresentar à sucessão municipal aqui em Nobres? Alguns adversários “de ninguém”, já que não há candidatura posta

Os 51 Anos de Nobres

Longe daquele êxtase e da festança exagerada de 2012, quando o gestor público trouxe para Nobres a renomada dupla mineira Victor e Leo, de nível nacional, acalentando o sonho da reeleição, em 2016, a programação do aniversário é modesta.

Last Updated ( Thursday, 12 May 2016 19:13 )

TRINCHEIRA XLVI

Realinhamento
O PMDB, através do seu principal interlocutor, o advogado Donizeu Nassarden, não anda muito satisfeito com o que tem visto em termos de condução política e se propôs a abrir um canal de negociação com vistas a se aproximar do PSD






Last Updated ( Wednesday, 08 June 2016 18:39 )

Incógnita ou variável?

O ano de 2016 é reconhecidamente um ano político municipal, quando partidos e candidatos se alinham para a disputa eleitoral. No caso específico de Nobres, o cenário político sugere uma incógnita com muitas variáveis, capaz de proporcionar dor


Sobre o muro

Elias Queiroz Carvalho

O muro é uma construção, comumente usada para separar quintais e estabelecer privacidade.  E também serve como proteção em caso de algum vendaval futuro. Mas também pode ser utilizado (politicamente falando) para algu

Last Updated ( Wednesday, 24 February 2016 19:07 )

TRINCHEIRA XLV

Conjeturas Políticas

O vereador Joel Júnior (PSC) acredita que a somatória de esforços entre os partidos políticos PSDB, PSD, PSC, SD, PR, DEM e PMDB garantiriam uma eleição tranquila, principalmente se o PSC estivesse na cabeça de chapa com r





Last Updated ( Friday, 08 April 2016 19:46 )

Page 4 of 36

TRINCHEIRA LII

Bastidores da Política Há quem diga que o ex-prefeito Gilmarzinho da Ecoplan tenha saído de cena após o dia 31 de dezembro de 2016. Muito se tem ouvido falar sobre a sua permanência na militância política, segundo seus amigos mais próximos. Onde há fumaça é porque já houve fogo. Mas é qu

Persistência e desigualdade

Como fazer para reverter á desigualdade na luta contra os crimes ambientais nos rios de Nobres? A pergunta faz sentido na medida em que se sabe e se vem percebendo que o Rotary Club de Nobres vem insistindo na preservação e em muitos trechos na recuperação da mata ciliar dos rios Nobres e Serra