You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

22/05/2018
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Colunas

Colunas

Exame e reexame

A administração municipal de Nobres esteve reunida na sexta-feira, 11 de agosto de 2017, no período da tarde, para avaliar como foi o primeiro semestre do começo de suas vidas no setor público. Prefeito e secretários sentaram à mesa para conhecer prós e contras em relação aos seis primeiros meses de gestão e, obviamente, muita coisa foi colocada em pauta durante esse encontro.

O governo ainda patina na burocracia existente e que não vai garantir nenhuma tranquilidade a ninguém do início ao fim. São muitas imposições que atravancam a gestão pública e por vezes paga-se uma conta que não depende apenas de boa vontade. São tantas e tantas demandas, principalmente alguma resposta a interesses pequenos, seja de ordem pessoal ou de interesse público e estes se misturam, tomando tempo e não contribuindo para o que de fato interessa.

Quando o tema é macro, eis que algumas situações menores se sobrepõem, porém, não podendo deixar de ser contabilizadas. E com isso o tempo passa e a luta contra o dragão burocrático é o grande problema a ser superado, sempre.

Na terra das ressurgências geográficas, os problemas costumam “brotar” de uma hora a outra, ou talvez com menos tempo, levando a um desgaste complexo. Mas é importante observar que o caminho é longo e que há muito por fazer em um cenário em que por mais que se faça esse mais é visto como pouco para quem está de fora da máquina.

Reclama-se da falta de remédios, lamenta-se por buracos que ninguém abre por absoluta vontade de ver os outros reclamarem, enfim, a cada solução três ou quatro novas demandas surgem e diante disso é preciso paciência, equilíbrio e concentração.

Pensando buy propecia juntos, discutindo juntos, conhecendo problemas juntos e o conjunto da máquina administrativa sendo discutido à exaustão pode ser a saída. Não vai ter uma única vez em que reclamarão de buracos, da falta de medicamentos, da limpeza urbana ou de qualquer outra coisa ou item a enumerar dentre as problemáticas existentes.

Mas uma coisa é certa, quando se coloca os problemas sobre a mesa, algumas soluções podem aparecer e isso é o que se espera de uma reunião de trabalho onde ninguém esconda que a falta de medicamentos é uma realidade e que alternativas precisam ser encontradas.

O que ninguém desconhece é que as melhores respostas sejam aquelas mais imediatas e não as soluções enviadas por telepatia ou por meio de sinais de fumaça, principalmente quando o assunto é saúde humana, evitando-se assim de se resolver com velhas práticas curandeiristas ou por psicografia. Saúde é coisa séria.

Mas o governo está no caminho certo, ao examinar e reexaminar relatórios que demonstrem a realidade nua e crua daquilo que se pretende fazer. E não há uma resposta melhor que a de corpo presente, onde cada um possa falar daquilo que está vivenciando, sem adentrar na seara alheia, salvo quando for necessário e com a devida clarividência.

Não fugir da realidade e encarar os problemas de perto, sem subterfúgios e sob a ótica da realidade, é isso que vai garantir a permanência de cada um em seu devido lugar.

Agora, o chefe do Executivo municipal é o “juiz” das ações de todos e ele sabe que, ao menos desta vez, a corda arrebenta pelo lado do mais forte ou do único responsável. E como disse Fernando Collor, tempos atrás, ainda que não seja ele (Collor) uma figura política exemplar, mas falou que aquele que não tiver competência não se estabelecerá.

Se nem os cargos não são imutáveis, imaginem os seus ocupantes transitórios.

 

Jornal 27 Anos

Em julho de 1.990, o jornal Tribuna de Nobres começava a circular e cinco anos depois já estava com sede própria na cidade de Nobres. O dia era o mesmo 22 de julho e 27 anos depois, estamos aqui, superando as adversidades e as dificuldades econôm

Tempo buy levitra online de avaliações

O prefeito Leocir Hanel (PSDB) está tendo a oportunidade de implementar obras que se encontravam encaminhadas e a espera de vontade política para serem executadas ou ter o seu início. Ele está tendo a oportunidade de ver o quanto um gestor públi

TRINCHEIRA LII

Plantão

A administração municipal de Nobres está com o setor de tributos e arrecadação com funcionários se revezando em busca de melhorar o caixa através do Refis, que é quando as dívidas com impostos municipais podem ser renegociadas com ge


Last Updated ( Wednesday, 20 December 2017 17:51 )

Polo buy clomid esportivo e visibilidade

Ao sediar, mais uma vez, os Jogos Escolares da Juventude ou Jogos Escolares, o município de Nobres demonstra a sua força no esporte e também o quanto precisa avançar para continuar sendo um polo esportivo importante na região do buy clomid online Médio Norte de

Crimes sem solução?

De 50 mil homicídios ocorridos no país por ano, apenas quatro mil (8%) têm o autor descoberto e preso. A estimativa é de Julio Jacobo Waiselfisz, coordenador da pesquisa Mapas da Violência com dados de 2011, divulgada pelo Ministério da Justiç

Dialogar é preciso

A administração do prefeito Leocir Hanel (PSDB) está entrando na fase da necessidade urgente de se “discutir a relação” com os setores diversos da sociedade, antes que o prazo de validade da paciência vença. É tempo de buscar estreitar a

Decisão equilibrada

Ainda que ele (o prefeito) não perceba, a tomada de decisão pela permanência do secretário municipal de Infraestrutura, Beto Valandro (PSDB) demonstra que o chefe do Executivo tem posições claras e não aceita interferência em seu governo. É

TRINCHEIRA LI

Enquadrando

Durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores, o chefe de Gabinete, Marcos Cheba, foi alvo de muitas reclamações, principalmente, quando a vereadora Zilmai “enquadrou” a secretária municipal de Saúde e Cheba teve que ouvir.

Last Updated ( Tuesday, 04 July 2017 22:03 )

priligy online Page 2 of 36

TRINCHEIRA LIV

Consertando Nota do TCE-MT: “O Tribunal de Contas de Mato Grosso determinou ao prefeito de Rosário Oeste, João Antônio da Silva Balbino, que realize concurso público para a vaga de controlador interno da Prefeitura Municipal no prazo de 240 dias. Deve ainda promover a imediata nomeação de ser

Crise onde não há crise

Um episódio que vem sendo alardeado na cidade através das redes sociais revela o imediatismo nas decisões, via de regra, intempestivas, que em nada contribuem para o processo democrático. São as atitudes revanchistas de quem quer fazer oposição às pressas e sem embasamento legal, apenas para