You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

25/04/2018
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Trincheira

Trincheira

Trincheira XXII

Impasse Brabo
Os times de futebol que disputam a Copa Rural 2012 est√£o no impasse por conta de um regulamento que se apresenta equivocado, contra a participa√ß√£o de mais de tr√™s atletas "estrangeiros", ou seja, de fora da zona rural ou do munic√≠pio. O S√£o Paulo √© a equipe a ser batida, no tapet√£o e em campo, e o Laranja Mec√Ęnica quer o cumprimento do regulamento. Domingo, dia 26 de agosto, s√≥ o S√£o Paulo foi a campo, e n√£o houve o jogo, entre citadas equipes. Se prevalecer o regulamento, sabe-se l√° em que cl√°usula, o S√£o Paulo n√£o vai gostar; ao permitir o S√£o Paulo na disputa, o Laranja Mec√Ęnica vai se rebelar. A decis√£o sair√° em 31 de agosto.
- Politicamente, o resultado é péssimo, qualquer que seja ele.

Humor
A dupla de humoristas Nico & Lau esteve hoje (28/08), pela manhã, em Nobres, em visita ao prefeito José Carlos da Silva, mas o motivo não foi colocado publicamente. Uma sessão de fotos foi confirmada pela nossa fonte e a visita foi por volta das 11:00 horas. J. Astrevo e o neto do seu Zezinho Pantaneiro, Nico, em Nobres, só pode ser para uma exibição de alguns dos seus shows mais renomados, já que cortesia não é para quem tem agenda lotada. Ah! Tem certos instantes em que dá uma saudade das borboletas... elas vão e vem, igual o salário do fim do mês, eles também vem, mas quando vão... demoram pra voltar.
- Ser√° que v√£o iniciar campanha para arrecadar fundos para ajudar a Previ?

Ar Irrespir√°vel
Com o lixo √† porta das casas, h√° dias a espera da coleta, o ar est√° carregado e f√©tido, tornando-se ambiente preferido das moscas, que ao menor sinal de fritura ou de carne, chegam e depositam suas larvas no que for encontrado pela frente. O caso √© de sa√ļde p√ļblica, mesmo, e ainda tem a ver com a baixa temperatura nas madrugadas, com a poeira no ar, agentes nocivos √† sa√ļde de crian√ßas e idosos. Com esse ar, dos mais irrespir√°veis, nem gato est√° suportando, e at√© j√° aceitam cair n'√°gua... cai n'√°gua bichano, cai.
- O gato mórréuuuuuuuuuuu... papagaio bebe água mineral e até cachorro na bunda sua...

Progresso Chegando
√Āgua tratada jorrando, do Jardim Carolina para o bairro S√£o Jos√©, √† rua Paran√°.√Č o progresso chegando e a empresa concession√°ria de √°gua levando chumbo em despesas no tratamento da √°gua. A pressa realmente tem se mantido longe da perfei√ß√£o, onde uma est√° √† outra n√£o estar√° presente, n√£o se combinam e n√£o marcaram encontro na vida. Outros que n√£o tem se encontrado nos √ļltimos meses s√£o sal√°rio e o funcionalismo, onde um est√° o outro s√≥ passa atrasado. Com o cupido em f√©rias, n√£o d√° mesmo para marcar um encontro entre estes.
- √Āgua tratada √© sa√ļde... n√£o desperdice.

Lixo
Esse √© um problema que est√° mesmo frequente e j√° n√£o h√° mais a quem reclamar. Os dois caminh√Ķes de lixo que seriam adquiridos parece que √© assunto esquecido, mas o que n√£o d√° para esquecer √© o mau cheiro exalado do lixo depositado em frente √†s resid√™ncias e com√©rcios da cidade de Nobres. E o pior, n√£o se pode falar nisso quem tem gente que n√£o gosta e at√© vira a cara.
- O caso √© de sa√ļde p√ļblica e o munic√≠pio recusando 5% de ISSQN por adiantamento de receita. Durma-se com esse mau cheiro no nariz, que vem do lixo n√£o recolhido e do ISS.

Sal√°rios em Dia
O governo deve entrar em uma nova etapa, colocando salários em dia já na próxima semana, segundo uma fonte governista e até o dia 05 todos estarão com a grana na mão. Sobre o resgate dos valores devidos ao fundo, nenhum comentário ou fato novo. Apesar de feia a palavra, na verdade, verifica-se um desfalque nos créditos do fundo por parte do governo e a reposição seria em quatro parcelas, de 250 mil reais cada. Bom demais para ser verdade, mas alguém vai "ficar sem" nessa história. Seria o comércio?
- priligy online Há quem tenha um cobertor assim... quando cobre os pés, a cabeça fica descoberta;e vice versa.

Combustível
Ganharam as ruas, as informa√ß√Ķes de que a empresa mantenedora dos cart√Ķes magn√©ticos utilizados no abastecimento de ve√≠culos p√ļblicos n√£o recebeu e o fornecimento de combust√≠vel est√° suspenso. Algu√©m precisa conferir essa realidade e tomar provid√™ncias, n√£o se concebe que o caos se instale e s√≥ depois √© que v√£o agir. O Tribunal de Contas precisa estar atento aos fatos ou algu√©m precisa levar ao conhecimento dos √≥rg√£os investigativos e fiscalizadores as informa√ß√Ķes necess√°rias a uma verifica√ß√£o "in loco".
- Até quando, esse estado de coisas?

Lixo
Pela enésima vez, algumas pessoas reclamam da coleta irregular dos resíduos domiciliares. Quando não se cumpre os serviços essenciais, quando não se cumpre com o básico, que são os salários e os encargos sociais em dia; quando não há mais nem combustível para abastecer as viaturas, todos devem se calar em nome da isonomia política? Seria preocupante, é preocupante o silêncio daqueles que tem as respostas e não as oferta à sociedade.
- Até quando, esse estado de coisas?Ou será que vai ser preciso chamar a polícia?

Sobre buy generic propecia online o ISSQN
A chave est√° igni√ß√£o e o carro est√° em ponto de partida, ladeira abaixo. O ISSQN e a Lei Complementar n¬ļ 116, guardem bem essa refer√™ncia, ela √© a chave de um segredo que n√≥s j√° temos parte do fio de uma meada quilom√©trica e os meses de maio e junho s√£o os pontos de parada para observa√ß√£o. A C√Ęmara de Vereadores, ap√≥s muita press√£o e discuss√£o, aprovou a nova lei sobre o ISSQN, foi a que deu margem √†s negocia√ß√Ķes que, aparentemente, passaram batidas. Ser√°? E o emaranhado envolve perdas ao munic√≠pio, cuja situa√ß√£o s√≥ seria explicada por algu√©m bastante experiente no assunto.
- Que tal convocar o ent√£o secret√°rio de Finan√ßas para dar explica√ß√Ķes?Mais uma par√°bola no ar.

Pagamento
A travessia urbana que está sendo construída em Nobres veio para salvar, literalmente, o município e as pessoas, após muitas mortes nas proximidades do Posto Xaxim. Nesta semana, entrou para os cofres do município algo em torno de R$ 140.000,00, que foi a salvação da lavoura. Obviamente, os valores são os reais, constantes dos 5% sobre o ISSQN, sem nenhuma perda real ao município conforme tangências existentes na LC 116.
- T√ī sabendo! Fim dos adiantamentos, n√©? A margem de acerto √© de 5% para mais ou para menos? Leu? Entendeu? Tanto, Pra nada.

Cachorro Louco
Esse √© o m√™s do cachorro louco e da cobra fumando... o bicho t√° pegando. A C√Ęmara de Vereadores ter√° reuni√£o dia 31 de agosto e deve ao menos analisar o pedido apresentado pelo sindicato classista (Sintspun) para que se crie uma CPI (Comiss√£o Parlamentar de Investiga√ß√£o) sobre desfalque nos cr√©ditos do fundo municipal de pens√£o. A reuni√£o promete ser das mais concorridas e a quest√£o √© acatar ou n√£o a solicita√ß√£o do sindicato classista. Em plena campanha pol√≠tica, √© certo que n√£o ser√° aceito o pedido.
- Aguardemos a chegada da reuni√£o.

Sob Ameaça
Dizem que Lucidalva Gomes j√° tomou as provid√™ncias diante das amea√ßas sofridas e o caldo promete entornar daqui pra frente. Se poss√≠vel, arrolar√° testemunhas e tudo para que provid√™ncias sejam tomadas a partir da OAB, segundo se falou. O funcionalismo p√ļblico municipal cobra pelos atrasos salariais atrav√©s do sindicato, de outro lado, a l√≠der sindical estaria sendo pressionada para declinar de uma poss√≠vel greve. Fala-se em cheques que seriam copiados e distribu√≠dos nas ruas, mas ningu√©m se apresenta como autor da fala√ß√£o. "Estou tranquila e sem temer", diz Lucidalva Gomes, informalmente.
- Assim sendo...

Banco de Reservas
Fala-se, segundo fontes internas, que o comércio será o próximo sacrificado e deverá ficar em "stand by" daqui pra frente. Será um problema a mais para um setor que está sempre a postos para servir e ser bem servido. O tal do fiado é sempre algo sacrificante e quando não se recebe pelo que se vendeu a coisa fica esquisita. Em todos os governos que se prezem, o governo sempre atuou como titular e entrou em campo em todas as partidas, mandá-lo à reserva agora seria algo que não ficaria bem, a nenhum dos dois lados.
- buy clomid online Vem mais um furacão por aí.

Atenção Redobrada
A l√≠der sindical Lucidalva Gomes deve sofrer retalia√ß√Ķes por parte do governo, √© o que adianta uma fonte interna do governo. A iniciativa deve ser tomada nesta semana que se inicia e dever√° ser associada √† campanha pol√≠tica. Se h√° uma situa√ß√£o comprovada de atraso salarial, de dom√≠nio p√ļblico; se h√° um desfalque no dinheiro do fundo de pens√£o; retaliar contra Lucidalva √© ir de frente contra todo o funcionalismo p√ļblico. Essa proposta √© absurda e pode jogar a imagem do governo para n√≠veis bem inferiores, caso resolva bater de frente com que j√° anda mordido demais.
- De quem essa ideia, absurda e descabida?

N√ļmeros Estratosf√©ricos
Ou 700 ou é 1.000 milhão. Na verdade, o desfalque no fundo de pensão, por absoluto descaso do governo, segundo os sindicalistas na reunião de 16 de agosto, passaria do Um Milhão de Reais. O Sintep deve tomar medidas austeras contra o desfalque por parte do governo, que retém e não credita na conta do fundo. E por que será que ninguém ameaça bater de frente com o Sintep? Parece que, com o Sintep a coisa é mais embaixo, logo...
- Se fosse mero um real já seria impróprio, se 700 ou um milhão, aí a cobra pode fumar e todo o funcionalismo busca respostas sobre o paradeiro do dinheiro. Isso é fazer política? Só se for política monetária.

Gente Grande
O advogado do Sintspun tratou o desfalque com boa dose de ironia ao dizer que pobre quando pega alguma coisa de algu√©m, dizem que "√© ladr√£o"; rico quando mete a m√£o, diz-se que seja "apropria√ß√£o ind√©bita". "Palavra chique, n√£o?", ironizou dr. Jo√£o Batista dos Anjos. O Sintspun e todo o funcionalismo p√ļblico municipal est√£o em busca de direitos e de conquistas, se isso √© proibido, a maionese j√° desandou.
- A líder sindical deve receber apoio de toda a classe trabalhadora, que ela representa. Será que é fazer política cobrar direitos adquiridos?

Pagamento... "Fr√ī"
Na linguagem nossa, de cada dia, "fr√ī" e nada s√£o a mesma coisa. Pagamento aos funcion√°rios √© por sorteio e se o seu nome estiver na lista dos sorteados, sorte a sua. Quem vai ao banco ver o saldo, tem sa√≠do de l√° decepcionado e s√≥ faltaria sair uma voz do terminal eletr√īnico dizendo assim: "Ainda n√£o foi desta vez, volte sempre". Se voc√™ ainda n√£o viu a cor do seu sal√°rio, d√™ uma voltinha pela Get√ļlio Vargas e contemple aqueles cavaletes ali e pense em Paulinho da Viola: "Dinheiro na m√£o √© vendaval...". Opte por pagar juros e corre√ß√£o monet√°ria por atraso nas suas contas.
- Seguinte: j√° tamo fu... vamos jogar uma partidinha de xadrez... pe√£o tem que trabalhar para defender a rainha... digo, o rei.

Piadinha Fajuta
Tomar a casa popular de algu√©m porque n√£o votou neste ou naquele. Gente, um papo desses √© t√£o sem vergonha quanto dizer que com uma nota de R$ 3,00, voc√™ compra fog√£o e geladeira. Mas a pior mentira √© dizer: "Mentiiiiira, desse Dito!". Ent√£o, t√°! Vi isso numa bola de cristal, no vale tudo para enganar o eleitor incauto. Era uma vez... 80 cestas b√°sicas que vieram da capital... onde foram parar? Bola de cristal, de novo? E quando algu√©m queria derrubar o comando de uma certa pasta? Foi no tar√īt que foi falado? Socorro, dr. Valtenir, t√£o falando em tomar a casa dos outros! Tomai o vosso sal√°rio, se estiver na conta, e ide, pagai as suas contas, com juros e corre√ß√£o, e voltai, se sobrar alguma coisa, compra um ma√ßo de vela, ora e pede: "S√£o Bento que nos livre de cobra".
- Dá casa, tira casa... o que é isso, dr. Valtenir? Fale com seu Ismael e informe-se sobre essa pressão... só pressão e mais nada.

F√°bulas Eleitoreiras I
Em buy kamagra online pleno S√©culo XXI, ainda tem gente vendo mula sem cabe√ßa e p√© de garrafa. Apenas vis√Ķes distorcidas do que √© a pol√≠tica e os interesses tacanhos que nela permeiam. O caso seria de se levar ao Minist√©rio P√ļblico, as amea√ßas de se tomar casas nos residenciais "Daury Riva" e "Andr√© Maggi" caso n√£o votem em um certo candidato. Pessoas seriam "obrigadas" a colar cartazes √† porta de suas casas, numa das f√°bulas eleitoreiras mais absurdas j√° vistas em Nobres. √Č preciso levar esse fato ao conhecimento do deputado federal Valtenir Pereira e ao MPE.
- Well! Pé de garrafa não acredito, mas pé de cana, tem muitos por aí... até caem do camarote e se estatelam no chão.

F√°bulas Eleitoreiras II
Por que e o que d√° o direito de um candidato interpelar o cabo eleitoral de outro sob a pergunta: "Por que votar nele?". O voto n√£o √© secreto? E quem tem obriga√ß√£o de votar neste ou naquele? √Č mesmo o fim da picada e tamanha a falta de respeito para com os moradores desta cidade. "Obrigar" as pessoas a colar cartazes na porta, s√≥ mesmo a falta de informa√ß√£o leva a isso e o abuso em rela√ß√£o ao poder, que vem do pr√≥prio povo. As pessoas precisam denunciar essa realidade.
- A cigarra e a formiga... é hora de ver quem é quem?

Aperto de M√£os
Tem candidato que andava mais sumido que urubu ao redor de aeroporto e agora resolveu sair por a√≠, apertando m√£os e at√© insistindo no aperto de m√£os. E tem at√© o caso inusitado em pol√≠tica, onde o reserva √© que entra em campo e o titular fica em "stand by", com medo de entrar em campo e n√£o ser ovacionado. √Č "sui generis", mandar algu√©m pedir voto em lugar do candidato. Falar em campanha pol√≠tica em Nobres √© ver algo in√©dito, mas in√©dito, mesmo, e n√£o como aqueles filmes da tev√™, que j√° passaram 555 vezes e ainda dizem que √© in√©dito. In√©dito, mesmo, √© mandar o reserva pedir votos em lugar do titular... seria medo de porta na cara? √Č feito padeiro, que "amassa" e outros comem... p√£o, obviamente.
- Vai um pão dormido aí? Um peixe na telha ali; uma picanha mineira acolá... uma porta na cara cá.

Sistema Equivocado
As elei√ß√Ķes municipais em cada munic√≠pio s√£o duas, aparentemente, distintas, sendo uma a prefeito e outra a vereador. √Č a√≠ que mora o equ√≠voco e ocorre a partir do momento em que o candidato a vereador entra na disputa dependente do candidato majorit√°rio. Sabe quando esse futuro vereador vai agir em favor do povo e ser contra o Executivo? Quando algu√©m ver o p√™nis de galo. Tem candidato a vereador que acredita que cada candidato tenha cota em dinheiro e come√ßa mal, querendo praticar o nepotismo em plena campanha, tentando emplacar um parente aqui ou acol√°. As elei√ß√Ķes municipais deveriam ser separadas e cada um no seu quadrado entre Executivo e Legislativo, evitando tantos desgastes.
- V√° ser candidato a vereador l√° no programa do Silvio Santos... "quem quer dinheiiiiirooooooo?".

Sem Sal√°rios
Cresce o n√ļmero de integrantes dos Sem Sal√°rios e uma pessoa ouviu, l√° na prefeitura, em justificativa ao pagamento no varejo, um absurdo: "de gr√£o em gr√£o a galinha enche papo". Al√©m do desrespeito para com o funcionalismo p√ļblico e um rec√©m "desmamado" ainda diz isso. A julgar pela sugest√£o, s√≥ pode ser gr√£o de milho. E olha que 200 sacos s√£o gr√£os para galinha nenhum botar defeito. S√£o os efeitos et√≠licos daquele camarote vip, onde se serviu u√≠sque no show de Victor e L√©o, que causam os atrasos salariais, hoje. Sobre as empresas de assessoria contratadas, cujos servi√ßos n√£o ultrapassavam ao teto licitat√≥rio, foram em gr√£os ou em espigas cheias?
- Vivendo de aparências e marrento, com piadinhas ou ironias de quinta. Os grãos para encher o papo vão estar na conta amanhã, né?Anunciou o Repórter Fanta.

Comércio On Hold
Al√©m do n√£o pagamento dos sal√°rios em dia, o governo deve colocar o com√©rcio na lista "de espera", dentre muitos os que esperam pelo inesperado. Entre os cuiabanos, essa longa espera pelos sal√°rios que est√£o em atraso, dir-se-ia que tem muita gente no maior "canhanh√£im", o que traduzido equivaleria estar matando cachorro a grito, tamb√©m uma cita√ß√£o do falar cuiabano. Digamos que o prefeito esteja "digoreste" para esquecer de pagar quem trabalha. "E agora, dei uma 'cotchada' l√° no Ba√ļ pra pag√° depois?". Isso funcionaria bem l√° pelos anos 60, quando a ZBM era no antigo bairro Ba√ļ. "Cotchada fiado?".
- Mas nééééééééémmmmm!!!! Não sabemos se lá na "White House" tem disso.

"Impedimento?"
Pode at√© n√£o acontecer, mas dizem que o sindicato que representa o funcionalismo p√ļblico municipal em Nobres vai cobrar dos vereadores um pedido de "impeachment" do atual prefeito de Nobres. Well! "Bem!", j√° que chegamos nesse ponto, √© esperar pra ver. Como n√£o √© jogo de p√īquer, n√£o pague pra ver. Se os sindicalistas forem bons enxadristas, o xeque-mate acontece; o governo tem dado cartas e jogado de m√£o e n√£o costuma ceder quando s√£o tr√™s milhos, conforme o jogo de truco. Tamb√©m, o que s√£o tr√™s milhos perto de 200 sacos? Flor e truco... "bananinha do bulitcho, capim de taipa, ceroula de Petet√©", diziam os cuiabanos, mais antigos.
- Paga dois tentos aí, Negão. Aqui é Wagner e Gibinha.

"Tchega de M√īage"
Ele voltou, meio sem jeito, mas voltou e ganhou. As manh√£s de truco aos domingos terminaram por conta da "m√īage" de certos "atletas" do truco. Calma, gente! Foi s√≥ por uma semana, mas no Dia dos Pais ele voltou, como diria o poeta Zacarias Mour√£o, de Mato Grosso do Sul em seu P√© de Cedro: "Hoje volto, abatido e comovido com vontade de chorar, ao rever meu p√© cedro...", neste caso, p√©-de-pequi, j√° que voltou e venceu ap√≥s estar ganhando, por 6 a 2 e deixar empatar em 6 a 6, raz√£o porque abandonou o gramado, digo, a mesa.
- Aldori, tem que "guenta m√īage".

13¬ļ Sal√°rio...
... nem pensar. A julgar pelo andar da carruagem, √© bom o funcionalismo p√ļblico ir botando as barbas de molho porque a tend√™ncia √© a de que os sal√°rios continuem a atrasar. S√≥ devem receber os efetivos e assim mesmo, em picadinhos, como foi o caso de um ou outro receber metade dia desses e outra metade nas pr√≥ximas horas. Educa√ß√£o e Sa√ļde seriam recursos movimentados com verbas federais e o atraso √© inexplic√°vel. Ou se paga por inteiro ou n√£o se paga nada, isso √© um engodo. Bem, depois disso vem o dinheiro do fundo de pens√£o, que estaria l√° pela casa dos 800 mil reais. Vai ser creditado quando? O caso j√° √© de pol√≠cia e ningu√©m toma provid√™ncia. A√≠ vem o dinheiro do hospital conveniado, a folha dos nomeados.
- Por que n√£o botar os servidores ajoelhados no milho? E n√£o seria por falta de milho.

Passando o Pano
Depois da esparrela do milho, nada como um chequinho para pagar as despesas, mas a√≠, j√° era tarde e o mal j√° tinha sido feito. Atr√°s do milho ser√° que n√£o vieram outras coisas? √Č que l√° pelas bandas de Ouro Fino... dizem que onde passa um boi passa uma boiada, j√° dizia Sergio Reis. Pelo sim ou pelo n√£o, os plenos poderes foi "podado" e at√© sabemos quem ordenou essa tomada de provid√™ncia. E tem gente que ainda diz: "Vamos procurar fazer a coisa certa". Ser√° mesmo? Nunca se viu uma gest√£o administrativa t√£o fr√°gil em meio a um caminh√£o de empresas de assessoria, cujos contratos jamais ultrapassaram a barreira dos 8 mil reais.
- Qualquer leigo veria isso, menos os que estão de plantão no poder. E assim vai-se vivendo, só de aparências, sem autonomia e em sacrifício de um outro projeto futuro. E nóis, os aborígenes, tadinhos, burrinhos de tudo, não vemos nada e não sabemos de nada.

Longa Espera
Entre a hora do acidente at√© a chegada da per√≠cia, o translado para o local de aut√≥psia e a chegada do corpo para ser velado levaram cerca de 20 horas, o que √© um atraso quilom√©trico e constrangedor a qualquer fam√≠lia e amigos. √Č lament√°vel que isso ainda continue a ocorrer em Nobres e Ros√°rio Oeste, munic√≠pios que tem popula√ß√£o de cerca de 34 mil habitantes. O caso ocorrido com Maria de Lourdes Tavares, ligada ao PR (Partido da Rep√ļblica), n√£o foi o primeiro e nem ser√° o √ļltimo sem que as nossas autoridades mexam os traseiros. Promessas, promessas e mentiras deslavadas. Sem m√©dico legista e muito constrangimento.
- Vamos lá, bundas achatadas, vamos se mexer e cobrar das autoridades providências nesse sentido.

Choque
De manh√£ na C√Ęmara de Vereadores de Nobres, trabalhando na sexta-feira, 10 de agosto, no dia seguinte, choque e uma longa espera pelo corpo para ser velado. E ainda tem gente "brigando" por a√≠ e dizendo: "Em 2016 a vaga pra prefeito √© minha". Nada √© definitivo e dizem que nem mesmo os diamantes s√£o eternos. √Č da pol√≠tica algu√©m dizer que quatro depois estar√° na disputa sem nem ao menos saber o que ocorrer√° nos pr√≥ximos 30 segundos. E o pol√≠tico que d√° como certo um fato e nos pr√≥ximos dez minutos as suas palavras se exalam feito conte√ļdo de um frasco de perfume aberto.
- Desejos cristalizados na ironia e na ociosidade, menosprezando os dons da vida. Nada é definitivo ou nada dura para sempre.

Inédito?
Nunca na hist√≥ria deste munic√≠pio se viu fato semelhante em que o servidor p√ļblico vai receber o seu sal√°rio e o v√™ pela metade, em suaves presta√ß√Ķes... o de um √ļnico m√™s, pago com atraso. Uns recebem e outros n√£o, como se houvesse privil√©gios. Lamenta-se muito por esse caos que se instalou em Nobres e ningu√©m √© demitido e n√£o h√° quem tome provid√™ncias. N√£o bastasse o fundo de pens√£o ser achacado por sabe-se l√° quem, num dos maiores erros de gest√£o administrativa que se tem conhecimento, mas que tamb√©m n√£o √© novo por aqui. Onde est√£o os nossos organismos de fiscaliza√ß√£o?
- Sal√°rio mensal pago em suaves presta√ß√Ķes, √© c√ļmulo do absurdo acumulativo.

Jogando a Toalha
Tem gente que j√° est√° jogando a toalha e prevenindo-se contra o pior daqui at√© dezembro. E nem ouse falar em 13¬ļ sal√°rio j√° que nem o sal√°rio correspondente a julho saiu. Se voc√™ pensava que o passado havia sido enterrado, espere para ver novembro, dezembro e o 13¬ļ sal√°rio... em fotos ou em m√£os de quem trabalha na iniciativa privada. O fundo de pens√£o tem cr√©dito de cerca de 800 mil reais em m√£os do governo e ningu√©m sabe aonde essa bola de neve vai parar, em tamanho e irresponsabilidade. N√£o h√° milagres econ√īmicos e nem dinheiro da iniciativa privada para se injetar no governo.
- H√° respons√°veis por esse estado de coisas.

Bandeira Branca, Hoje
Ele vive uma rela√ß√£o de amor e √≥dio com a imprensa local, mas n√£o perde o foco e nem a pose. Neste dia, dedicado aos pais, enviamos os nossos votos de sa√ļde, paz e sucesso a Devair Valim, na qualidade de pai do governo atual, tem tomado essa "crian√ßa" pelas m√£os e tem tentado conduzi-la a lugares verdejantes... esse governo que anda pelo vale da sombra da morte. "Paiz√£o" dos governistas, diga a eles que sal√°rio n√£o se paga pela metade, o que j√° est√° atrasado e ainda dividido ao meio.
- Eita "criança" peralta... esse governo que aí está... nada como umas boas palmadas neles... papai dos governistas. Salário pago pela metade é traquinagem.

Cadê a Minha Senha?
Socorro! Tiraram-me a senha banc√°ria e o controle dos gastos. Ser√° mesmo? Em definitivo ou por alguns instantes? Depois do "Maize Scandal", nada como ficar sem a senha, contou-nos um passarinho. N√£o √© poss√≠vel que tenha ocorrido um caso desses com nostros hermanos, de algu√©m peitar "The Superman" ou "The Super Secretary Financial". Bem, mas vamos ao que interessa, e o sal√°rio do funcionalismo? Todos est√£o √† beira de um ataque de nervos... e com os juros lhes batendo a porta. √Č como diria Chayene: "agora √© hora de lembrar das Braboletas dos mineiros".
- "Você tenta provar que tudo em nós morreu; Borboletas sempre voltam; E o seu jardim sou eu...".

Green Fly
Ou "Mosca Verde", a quantidade dessas bichinhas nas cozinhas ou na hora do almo√ßo, √© qualquer coisa absurda. √Č preciso pensar em alguma forma de combate dessa coisa que nos tira o apetite e se brincar... entra boca adentro, n√£o bastassem os voos rasantes sobre o prato ou um pouso "for√ßado" sobre carnes (cruas ou de prefer√™ncia fritas). Mas como ou de que forma? Bem, agora √© pensar no sal√°rio do funcionalismo que est√° atrasado e nos juros que se paga por atraso. Engra√ßado, j√° vimos esse filme em algum tempo da nossa hist√≥ria e n√£o vale a pena ver de novo.
- Em conta que n√£o tem dinheiro, mosca n√£o entra.

Bomba!
Nem adianta acender o pavio, a bomba √© de efeito retardado e est√° representada pelo dinheiro do Fundo de Previd√™ncia que, segundo se comenta, j√° estaria em cerca de R$ 800.000,00 de cr√©ditos n√£o colocados na conta, apesar da reten√ß√£o em folha. E os consignados, ent√£o, s√£o retidos e n√£o entregues, segundo informa√ß√Ķes que circulam em meio ao funcionalismo. Visto sob essa √≥tica, o caso passa a ser de "impedimento", que os americanizados costumam denominar de "impeachment". No futebol, √© quando o sujeito est√° √† frente dos zagueiros e recebe a bola; ao bandeirinha cabe levantar a bandeira e assinalar o fato.
- N√≥s que n√£o manjamos muito dessa linguagem, j√° estamos nos familiarizando com cita√ß√Ķes como apropria√ß√£o ind√©bita; pagamentos on line a sabe-se l√°, quem?; acquisicion of corn; e outras cositas mas.

Pegando no Basquete
Alguém buy clomid já viu uma partida de basquete terminar empatada? Raridade, não? E quando o placar está em 64 contra 17 pontos? Tem como comemorar empate nesse jogo? Bem, considerando-se que não vá ocorrer ao menos uns 12 arremessos seguidos de três pontos e que o adversário tenha que sair para o jogo após a cestada, o empate é qualquer coisa anormal. Logo, aquele time está fora das olim... piadas.
- Londres é aqui, na nossa Vila Olímpica. Simbora, Varejão.

Last Updated ( Tuesday, 28 August 2012 18:44 )

 

Trincheira XXI

Mobilização
Os profissionais da educa√ß√£o sinalizam para o governo com uma mobiliza√ß√£o pela regulariza√ß√£o no calend√°rio de pagamento. Eles querem o cumprimento da lei, que prev√™ o pagamento at√© o quinto dia √ļtil de cada m√™s e a partir de h




































































































































































































Last Updated ( Thursday, 09 August 2012 11:28 )

Trincheira XX

Contagem Regressiva
levitra online Na base de lançamento do Sargento Canaveral (era Cabo e foi promovido) estão em contagem regressiva... ten, nine, eigth, seven, six, five, for, tree, two, one... zero, vai chegar esse instante em que alguém vai cobrar essa conta































































































































































































































Last Updated ( Wednesday, 25 July 2012 15:22 )

Trincheira XIX

Buracos em Profus√£o
√Ä rua Maur√≠cio Sampaio, logo ap√≥s a empresa do Marquinhos da Metal√ļrgica, os buracos est√£o em fase de crescimento no pavimento implantado em 2010 e recuperado(?) em 2011. Definitivamente, ningu√©m fiscaliza obra p√ļblica em N

















































































































































































































































































Last Updated ( Sunday, 08 July 2012 14:04 )

Trincheira XVIII

Conselho
√Č voz corrente, desde os tempos em que aquele cara, de sobrenome Iscariotes, recebeu aquele "vale", de 30 pilas, para dedurar o colega de campanha; j√° naquela √©poca, dizia-se que se "conselho" fosse bom, era vendido por pre√ßo acima do va





















































































































































































































































































Last Updated ( Friday, 22 June 2012 18:46 )

Page 7 of 11

TRINCHEIRA LIII

A Esperar Como diria Erasmo Carlos... nós, aqui... sentados à beira do caminho a esperar pela conclusão das obras de infraestrutura turística na cidade de Nobres. A esperar morreu um burro, dizia uma velha frase popular. Jó, o personagem bíblico, mesmo com toda a sua paciência, sucumbiu; o mon

Jogo de xadrez

O trade tur√≠stico vive uma situa√ß√£o ilus√≥ria, onde querer n√£o √© poder. Ou seja, o desejo de melhorar as instala√ß√Ķes, de se adequar melhor cada receptivo sempre esbarra num velho problema, a falta de comprova√ß√£o da propriedade para poder contrair financiamentos. Sem a titula√ß√£o, vivem-se
Banner
Banner
Banner
Banner