You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

20/01/2018
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Trincheira

Trincheira

TRINCHEIRA LIII

Empurro(terapia)

A m√≠dia da capital, com bastante frequ√™ncia, comenta sobre as ambul√Ęncias que levam pacientes para Cuiab√°, denominando isso de ‚Äúempurroterapia‚ÄĚ. Na maioria das vezes, sem raz√£o, porque nos munic√≠pios n√£o h√° como realizar exames de m√©dia e alta complexidade, da√≠ a transfer√™ncia para a capital, onde h√° recursos e como chegar a um diagn√≥stico correto da enfermidade, mas que nem sempre se alcan√ßa 100% de exatid√£o em 100% dos casos.

- Então, aí reside uma necessidade.

Empurro(terapia) II

Tem uma certa servidora que acredita que antiguidade √© posto e se mete em tudo, at√© onde √© leiga. Ela acha ‚Äúrid√≠cula‚ÄĚ a abordagem sobre os gastos p√ļblicos com transporte de pacientes para Cuiab√° ao custo de R$ 1.000,00 cada. Mas o assunto n√£o √© t√£o ‚Äúrid√≠culo‚ÄĚ assim, tanto que tem profissional da √°rea questionando isso. Mas quem deveria mesmo questionar e procurar saber nome por nome seria os contribuintes, neste caso, representados pelos parlamentares municipais.

- Que tal a sugest√£o? Achou ‚Äúrid√≠cula‚ÄĚ?

Empurro(terapia) III

Muita gente defende a cria√ß√£o de uma Ouvidoria Municipal na √°rea da sa√ļde p√ļblica, podendo ser ocupada por um bacharel em Direito ou um profissional independente da √°rea de enfermagem, com remunera√ß√£o razo√°vel e postura de isen√ß√£o no exerc√≠cio do cargo. Este seria uma ponte entre o Minist√©rio P√ļblico Estadual na defesa dos interesses do cidad√£o, dos pacientes e da coletividade, atuando no combate ao que certas pessoas entendem como sendo ‚Äúrid√≠cula‚ÄĚ a vis√£o cidad√£.

- Onde houver trevas, que o ouvidor leve a luz; onde houver d√ļvidas, que o ouvidor leve o discernimento. Correto ou rid√≠culo o pensamento?

Empurro(terapia) IV

M√©dia e alta complexidade, mesmo para os leigos √© um fato e exige cuidados na avalia√ß√£o. Mas, at√© quem n√£o sabe ler, entende que para os casos de verminose a descoberta pode ser atrav√©s de exame de fezes. H√° situa√ß√Ķes complexas de certos tipos de vermes que exige exame de cultura e coisas tais, longe do entendimento dos leigos. O encaminhamento, em seu sentido amplo, √© que precisa, pode e deve ser questionado em seu todo e n√£o s√≥ em um simples caso. A todos √© dado o direito da d√ļvida e a um Ouvidor Municipal em Sa√ļde P√ļblica, todos os direitos de averiguar em nome do povo.

- Com a palavra os senhores representantes populares. Se n√£o for ‚Äúrid√≠cula‚ÄĚ a sugest√£o.

Empurro(terapia) V

Sobre exames de m√©dia e alta complexidade, vale lembrar que h√° mais de 2.000 anos atr√°s, que acredito n√£o estivesse presente, um tal P√īncio Pilatos foi chamado para analisar um caso de alta complexidade (e bota alta nisso!) e o que ele fez? ‚ÄúLavou as m√£os‚ÄĚ, simples assim, permitindo que Barrab√°s fosse solto e o Rei dos Reis crucificado. Achou rid√≠cula a cita√ß√£o? Que tal algum vereador olhar (pode ser com lupa) quantos pacientes s√£o transferidos para Cuiab√° por m√™s, quanto tempo demoram por l√° e qual foi a causa da sua transfer√™ncia? Essa postura ajudaria ao prefeito, a administra√ß√£o municipal em geral e aos cidad√£os contribuintes.

- Na pior das hip√≥teses, proponha a cria√ß√£o da sugerida Ouvidora Municipal em Sa√ļde P√ļblica, com abrang√™ncia sobre conv√™nios correlatos. Acha rid√≠cula a sugest√£o? Qual a sa√≠da?

Sonegação de Impostos

Tem muita gente dizendo por a√≠ que o munic√≠pio de Nobres √© um territ√≥rio livre √† sonega√ß√£o de impostos, quase um para√≠so fiscal, onde a popula√ß√£o reclama da falta de infraestrutura vi√°ria e de outros setores. Contudo, o subfaturamento de notas nos mais diversos tipos de atividade comercial √© claro e cristalino. No ramo de confec√ß√Ķes, comenta-se, √© onde a coisa extrapola os limites aceit√°veis.

- Vai haver mais rigor daqui pra frente.

Sonegação de Impostos II

O governo municipal vai jogar duro contra a sonega√ß√£o do CEFEM (imposto sobre extra√ß√£o mineral), que √© uma compensa√ß√£o sobre explora√ß√£o mineral e estragos ambientais que podem ser corrigidos com os valores que deveriam ser arrecadados de forma normal. S√≥ que n√£o, h√° muito subfaturamento e a consequente sonega√ß√£o de impostos, para o qual o poder p√ļblico municipal j√° tem o ant√≠doto. Foi criada a Lei Municipal n.¬ļ 1470/2017, que normatiza e ‚ÄúDisp√Ķe sobre o Registro, o Acompanhamento e a Fiscaliza√ß√£o da explora√ß√£o de recursos minerais no territ√≥rio do Munic√≠pio de Nobres/MT...‚ÄĚ.

- Dizem que h√° atrasados a receber. Vamos pagar?

Só Ninjas

Um vereador oferta, dentro da política de boa vizinhança, uma banda de um porco a dois sujeitos, para uma divisão correta, de uma parte pra mim e outra pra você. Só que não, o mais esperto foi na frente e pegou a banda inteira e levou pra casa, deixando o colega a ver navios, anunciando que o colega faria a ceia na sua casa (dele, o que foi primeiro ao açougue). Resultado: dois dividido por dois é sempre um (1)..., a do que chegar primeiro.

- O pessoal da imprensa destas bandas daqui, d√° tombo em Jackie Chan... facinho, facinho. Os d√° capital ent√£o... que venha Bruce Lee, quantos quiserem.

Mal Contada

Ao que se comenta por aí (à boca pequena e nas grandes) é que a empresa que realiza as obras de infraestrutura turística teria recebido um aditivo para retomar as obras que ela mesma deixou e depois sumiu. Teve por aqui um caminhão e uma máquina compactadora que também sumiram e ninguém dá satisfação ao governo municipal. E quando se aciona o MPE, há quem não goste lá em algum lugar. Quem seria o verdadeiro dono da empresa?

- Alguém para informar?

Mal Contada II

As obras de infraestrutura tur√≠stica eram para ser conclu√≠das na gest√£o do ent√£o prefeito Gilmarzinho da Ecoplan, mas teria sido adiada a conclus√£o por puro interesse no aditivo. O resultado dessa manobra representaria √īnus na popularidade para a gest√£o do ex-prefeito e atualmente esse desgaste √© repassado ao governo do prefeito Leocir Hanel. No entanto, o atual prefeito aplicou a corre√ß√£o asf√°ltica nos pontos denominados de entrada das transversais para a pista da av. Marechal Rondon, onde as obras de infraestrutura tur√≠stica est√£o mais demoradas que constru√ß√£o de igreja.

- O município de Nobres é sempre a vítima das más empreitadas e dos tais empresários.

Mal Contada III

Vamos enumerar aqui algumas obras realizadas em Nobres, a passos de tartaruga e com a conclus√£o duvidosa ou demorada. O gin√°sio Josefa Fialho (‚ÄúBezerr√£o‚ÄĚ), em que o empreiteiro comprava aqui e teria deixado rastros de d√≠vida. √Č mesmo? √Ä √©poca, dizia-se que vigas montadas aqui eram levadas para outras obras em execu√ß√£o fora de Nobres. N√£o acredito. √Č mesmo? Da√≠ a demora na conclus√£o.

- Pobres de nós.

Mal Contada IV

Entre 2.009 a 2.012, uma empresa que fazia só gols de placa, porém, contra, e nunca vista em outros lugares, chamada Centroavante, teria sido contratada para realizar um tapa-buracos na área central da cidade, depois já aparecia realizando projetos de loteamento. A operação tapa-buraco nunca foi concluída e logo de início, quem perdeu com a tentativa de reeleição daquele prefeito, já cobrava o estado do pavimento, sem o tal tapa-buracos.

- Centroavante é sui generis em termos de empreiteira, que marca gol contra, aí nunca vimos.

Mal Contada V

Um ent√£o funcion√°rio da Prefeitura de Nobres, por volta de 2.010, abriu uma empresa de engenharia e constru√ß√£o e come√ßou a ganhar um monte de licita√ß√£o para construir asfalto em Nobres. Uma dessas obras-primas est√° na Rua Maur√≠cio Sampaio, entre a Mal. Rondon e a antiga 13 de Junho, onde o leito da rua foi erguido e os im√≥veis ficaram abaixo do n√≠vel da rua. Resultado disso √© o alagamento de im√≥veis e a √°gua represada na rua, cuja recupera√ß√£o nem o g√™nio Leonardo Da Vinci conseguiria dar jeito.√ā√ā√ā√ā√ā¬†

- ‚ÄúObra vitruviana‚ÄĚ, concebida em Nobres. Culpa do povo ou dos contratantes? Nestes cap√≠tulos s√≥ h√° um pagador de contas.

Mal Contada VI

A dificuldade vai ser contar tudo isso em algarismo romano. O Centro Comunit√°rio recuperado, que maravilha ficou. Esqueceram de colocar um guarda-chuvas gigante sobre o telhado e um outro para evitar que a √°gua entrasse pela chamin√© da tal churrasqueira, ‚Äúrefrigerada a √°gua‚ÄĚ, feito Fusca. Depois veio, ali por volta de 2013/2014, uma empresa para executar nova obra, de qualidade bastante duvidosa. Ganhou a licita√ß√£o para execu√ß√£o dos servi√ßos e ainda ganhou outra licita√ß√£o para reconstru√ß√£o da UBS do bairro S√£o Jos√©. Nem l√° e nem c√°, com a tal empresa tendo que ser acionada... pela demora e pela qualidade... p√©ssima.

- clomid online Empresas que nem deveriam existir e que praticariam preços baixos com serviços de qualidade também baixa.

Mal Contada VII

A rodovi√°ria de Nobres √© um exemplo de como as empresas que vem aqui disputar licita√ß√£o s√£o desestruturadas. Algu√©m daqui disse que n√£o participaria por n√£o ter cacife para bancar a demora do governo federal. Dito e feito. Obra demorada, dinheiro minguado, empres√°rio quebrado e o desfecho que teve com aquele temporal que levou todo o forro de pvc para o ch√£o. O prefeito n√£o tem como interferir na licita√ß√£o, as empresas n√£o tem suporte financeiro e os √īnus sobram para o gestor, que √© esculhambado sem ter culpa.

- A idoneidade empresarial não é contada em pontos e nem em quantitativo e qualitativo de obras realizadas. O governante arca com os prejuízos morais decorrentes desse processo.

Mal Contada VIII

O bairro Ponte de Ferro foi todo asfaltado com pavimento eleitoreiro e sem galeria para recepção de águas pluviais. Resultado, o pavimento foi engolido pela terra e nada mais resta daquele desastre administrativo de interesse meramente eleitoreiro de 2012. E ainda temos ali um problema não menos complexo, as obras da Creche Municipal abandonadas após o resultado das urnas em 2012. Erguida em terreno errado.

- Pode isso?

Mal Contada IX

O buy priligy tal residencial dona Miri, constru√≠do em √°rea errada, √© vizinho de uma outra obra que virou p√≥ de traque, a tal Oficina de Saneamento, ambos localizados √† avenida vereador Osvaldo Campos, sa√≠da para a BR-163/364. Se se juntasse os valores dessas cagadas todas, daria para a constru√ß√£o de uma bela universidade municipal, estadual ou particular, desde que se trouxesse para c√° ensino de qualidade se propiciasse aulas de √©tica aos empreiteiros aventureiros que vem para Nobres realizar n√£o se sabe o que daquilo que eles n√£o sabem ou que s√£o meros ‚Äútestas-de-ferro‚ÄĚ.

- Obras de Infraestrutura Turística, nome pomposo para serviços inconclusos. Se alguém souber de alguém dessa empresa, que avise-o(s) sobre a PGR por ser a obra federal. Hasta la vista.

Veneno

Circula por a√≠ com uma certa dose de veracidade que nem o arroz e nem o feij√£o estariam mais imunes ao uso excessivo de agrot√≥xicos. O n√≠vel de agrot√≥xicos se apresenta em n√≠veis superiores ao permitido no Brasil. √Č..., da√≠ ser√° que teremos de deixar o feij√£o e o arroz de molho em √°gua sanit√°ria para a retirada desses compostos qu√≠micos? Pqop..., nem o arroz e nem o feij√£o est√£o sendo poupados dos venenos. Assim entendido, a velha e boa feijoada, al√©m de engordar o colesterol, ainda vai f..der com o resto dos √≥rg√£os.

- E se for com caipirinha, mantenha a Pax em dias para n√£o deixar furos para outros.

Assuntos Interessantes

Nesses sete anos da coluna Trincheira na internet, as s√©ries j√° foram vistas por mais de 145.000 vezes. √Č pouco, n√£o? Mas esses n√ļmeros poderiam ser maiores n√£o fossem alguns problemas t√©cnicos e a auto restri√ß√£o em fun√ß√£o de afazeres extras. Mas √© um bom resultado, at√© porque, n√£o d√° para mentir para n√≥s mesmos como fazem algumas figuras que est√£o por a√≠. S√£o abordagens interessantes sobre pol√≠tica, principalmente.

- Obrigado a todos que nos acompanham.

Cenário Imprevisível

Muita coisa pode mudar no cen√°rio pol√≠tico mato-grossense e essas muta√ß√Ķes podem atingir os munic√≠pios, caso espec√≠fico de Nobres. O governador Pedro Taques quer uma coisa e a c√ļpula diretiva do PSDB quer outra. Taques quer a reedi√ß√£o de uma dobradinha com Blairo Maggi, mas o atual deputado federal Nilson Leit√£o quer ser o candidato ao Senado Federal pelo PSDB/MT. Blairo quer Mauro Mendes como suplente para deixa-lo no Senado.

- Isso influenciaria algumas alianças locais.

Cenário Imprevisível II

Tudo indica e os cientistas pol√≠ticos j√° preveem isso, que Pedro Taques ainda n√£o teve advers√°rio forte para opor-se a ele. Ent√£o, ele desenharia o mapa e os demais ‚Äúobreiros‚ÄĚ executariam o conjunto da obra. At√© porque, Nilson Leit√£o n√£o est√° com essa bola toda por aqui, ainda que tenha boa representatividade em Bras√≠lia, mas de l√° n√£o vem voto nenhum para eleg√™-lo senador.

- Assim sendo, pode ir à reeleição, se quiser.

Cenário Previsível

De acordo com o presidente da AL-MT, Eduardo Botelho, ao menos 18 parlamentares devem ser reeleitos, em que pese √° pacoteira nos bolsos dos palet√≥s. N√£o √© nenhuma mentira, considerando-se que o poder econ√īmico que manda na pol√≠tica estadual e Brasil afora. Ali√°s, Botelho que parecia ser o novo, ganha r√≥tulo da m√≠dia como algu√©m que caiu na mesmice dos velhos l√≠deres no comando do Parlamento.

- Vamos ver como v√£o abotoar os palet√≥s nas elei√ß√Ķes do ano que vem.

Ativistas em Ação

Por buy clomid aqui j√° tem gente engatada e at√© engajada no trabalho de reelei√ß√£o de candidatos a deputado estadual. Guilherme Maluf √© um deles e s√≥ trabalharia com quem tem mandato, fazendo a fila andar. Botelho tamb√©m tem seu time escalado por aqui. E o F√°bio Garcia, como vai surgir por estas bandas depois de um suposto ‚Äúbon√©‚ÄĚ em algumas pessoas? Tem gente correndo longe do atual l√≠der do governo, deputado Dilmar Dal Bosco por aqui, mas sem explicar por qu√™? √ā√ā√ā√ā√ā√ā√ā√ā√ā¬†

- Bora ver como vai ser l√° na frente.

Enquete a Vista

Ali√°s, quem ser√° o candidato a deputado estadual mais votado em Nobres? Vai depender de qual lideran√ßa vai estar √† frente de cada nome. O deputado estadual Nininho (PSD), pode-se dizer, ter√° uma boa representatividade por aqui e o seu nome, apesar de algumas situa√ß√Ķes nada normais, j√° ter√° superado um ineg√°vel desgaste at√© 2018. A√≠ vem Botelho, Maluf e at√© a possibilidade de o secret√°rio Marrafon, da Educa√ß√£o de MT, entrar na disputa √† federal.

- Tudo se ajeitará e se acomodará até lá... senão vejamos os escarcéus contra Pedro Taques, que já diminuíram de intensidade e o RGA pago fez baixar o volume.

Ros√°rio Oeste/Contas

O prefeito Jo√£o Balbino reclama de seu antecessor, o que provavelmente seja ele mesmo ou o ex-prefeito Joemil por conta reprovada de 2016. Veja a nota: ‚ÄúQue a atual reprova√ß√£o faz parte de uma ‚Äėheran√ßa‚Äô deixada pelo Gestor anterior que de forma irrespons√°vel ‚Äúengessou a maquina‚ÄĚ causando imenso mal estar administrativo. Foram atos de m√° gest√£o como cria√ß√£o de planos de cargos e carreiras para servidores municipais sem devido estudo de impacto, cria√ß√£o de Secretarias Municipais, posse √° servidores sem devida comprova√ß√£o de necessidade, etc.‚ÄĚ.

- Ser√° mesmo?

Ros√°rio Oeste/Contas

Ainda, segundo o atual prefeito, que √© reeleito: ‚ÄúReportando-se aos n√ļmeros da atual Gest√£o, verifica-se que ao tempo em que a mesma enfrenta graves problemas financeiros relacionados ao incha√ßo da folha de servidores e constante queda de repasses federais, a atual Gest√£o tem n√ļmeros favor√°veis para apresentar para a popula√ß√£o...‚ÄĚ, mas precisa combinar isso com os t√©cnicos e conselheiros do TCE-MT, do contr√°rio vai parecer orquestra desafinada.

- buy levitra Os ossos do of√≠cio e da reelei√ß√£o precisam ser contabilizados, sim.√ā√ā√ā√ā√ā√ā√ā√ā√ā√ā¬†

Ros√°rio Oeste/Contas II

Nas contas de Ros√°rio Oeste, relativas ao exerc√≠cio de 2016, o conselheiro Isa√≠as Lopes da Cunha cita que o munic√≠pio gastou cerca de 55,15% com pessoal e ainda n√£o exp√īs devidamente a publicidade para controle externo e social. A gest√£o fiscal de Ros√°rio Oeste est√° na cent√©sima, vig√©sima quinta (125.¬™) posi√ß√£o no ranking estadual. Bem, depois da√≠, s√≥ mais 19 munic√≠pios est√£o na rabeira. Isso, depois de quatro anos de gest√£o e o fim do primeiro ano da reelei√ß√£o.

- Portanto, não dá para falar que a culpa seja de D. Pedro I e nem de seu assessor, José Bonifácio de Andrada e Silva.

Bicho Pegando

O goleiro Vinicius, de Ros√°rio Oeste, que tamb√©m √© jardineiro municipal e filho de l√≠der sindical, √© do tipo que ‚Äún√£o come amanhecido‚ÄĚ. Dia desses partiu para as vias de fato com um desafeto e o bicho pegou... geral. N√£o fosse o povo do ‚Äúdeixa disso‚ÄĚ, contam que a cobra ia fumar. E tinha gente apostando que seria o vereador Ac√°cio, o primeiro a grilar com algumas indiretas contra ele. Benvino Pereira n√£o vai chiar porque dizem que tem ‚Äúcoro grosso‚ÄĚ. J√° o goleiro, de codinome Rasgado, de fato, rasgou a seda, a cambraia e o brim acetinado.

- Como diria Geraldo Vandr√©: ‚ÄúPra n√£o dizer que n√£o falei(amos) das flores...‚ÄĚ.

Last Updated ( Saturday, 20 January 2018 13:20 )

 

TRINCHEIRA LII

Plant√£o

A administração municipal de Nobres está com o setor de tributos e arrecadação com funcionários se revezando em busca de melhorar o caixa através do Refis, que é quando as dívidas com impostos municipais podem ser renegociadas com ge


Last Updated ( Wednesday, 20 December 2017 17:51 )

TRINCHEIRA LI

Enquadrando

Durante a sess√£o ordin√°ria da C√Ęmara de Vereadores, o chefe de Gabinete, Marcos Cheba, foi alvo de muitas reclama√ß√Ķes, principalmente, quando a vereadora Zilmai ‚Äúenquadrou‚ÄĚ a secret√°ria municipal de Sa√ļde e Cheba teve que ouvir.

Last Updated ( Tuesday, 04 July 2017 22:03 )

TRINCHEIRA L

Feitiços e Feiticeiros

No notici√°rio de hoje (23/02), vimos uma not√≠cia surreal (nem tanto!), em que um casal morreu numa colis√£o de uma Blazer com um caminh√£o ba√ļ. N√£o fosse o casal dono de uma funer√°ria, o acidente seria considerado normal d


Last Updated ( Thursday, 23 February 2017 22:53 )

TRINCHEIRA XLIX

Nome Conhecido

Há uma polêmica gerada na campanha a prefeito de Cuiabá e um dos envolvidos na denunciação é a esposa de Marco Polo Pinheiro, o Popó, que teria executado(?) obra de pavimentação em Nobres entre 2009 a 2011. A rua Maurício Samp

Last Updated ( Wednesday, 26 October 2016 11:51 )

  • «
  •  Start 
  •  Prev 
  •  1 
  •  2 
  •  3 
  •  4 
  •  5 
  •  6 
  •  7 
  •  8 
  •  9 
  •  10 
  •  Next 
  •  End 
  • »
Page 1 of 11

TRINCHEIRA LIII

Empurro(terapia) A m√≠dia da capital, com bastante frequ√™ncia, comenta sobre as ambul√Ęncias que levam pacientes para Cuiab√°, denominando isso de ‚Äúempurroterapia‚ÄĚ. Na maioria das vezes, sem raz√£o, porque nos munic√≠pios n√£o h√° como realizar exames de m√©dia e alta complexidade, da√≠ a transf

Hora de definição

A administração municipal de Nobres, através do prefeito Leocir Hanel (PSDB), terá que se alinhar politicamente a partir do ano que vem; que é quando haverá essa necessidade, de apoiar nomes e quadros políticos que estarão na disputa majoritária em 2018. Será a hora da decisão para qual r
Banner
Banner
Banner
Banner