You must be live and work in the UK Payday loans Have a history of poor borrowing

Tribuna de Nobres

25/04/2018
Tamanho do texto
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Trincheira TRINCHEIRA XLV

TRINCHEIRA XLV

E-mail Print PDF

Conjeturas Políticas

O vereador Joel Júnior (PSC) acredita que a somatória de esforços entre os partidos políticos PSDB, PSD, PSC, SD, PR, DEM e PMDB garantiriam uma eleição tranquila, principalmente se o PSC estivesse na cabeça de chapa com respaldo dos deputados Guilherme Maluf (PSDB), Pery Taborelli e Victório Galli (PSC), este último, deputado federal. De acordo com JJ, ao menos 30% dos gastos previstos ele conseguiria viabilizar. O seu vice viria do PMDB, do PSD ou de outra sigla do bloco. JJ acredita que seria capaz até de atrair o PP para esse seu blocão. Seria um candidato “hors concours”.

- E eu aqui pensando em faturar o prêmio acumulado da Mega Sena, achando que isso já seria “demás de bom”.

Conjeturas Políticas II

De outra parte, JJ acredita que se o prefeito atual for à reeleição, aí, a coisa muda de feição e tudo tende a ser favorável ao PSD e aliados políticos desse mesmo blocão escalado por ele. Realmente, a política é o resultado de um cálculo matemático só possível a quem é do ramo da engenharia. E ainda assim, com cálculos feitos e refeitos. Se o PSD ocupar a cabeça de chapa com o atual prefeito, JJ declinaria da majoritária e voltaria a pensar o seu projeto com o PSC, reforçadíssimo com Taborelli e Galli.

- Em política, nada de mitologia e nem de sonho de Ícaro. É caminhar com os pés no chão, o que, não por acaso, conduziu JJ ao segundo mandato e ao terceiro, quem sabe.

Perguntando (Repetindo)

Seria ofensa perguntar: “se o salto de qualidade salarial com a requalificação dos servidores municipais da área educacional não estimularia os semelhantes de outras áreas a buscar um lugar debaixo do mesmo sol?”. Como diria o poeta da estrela vermelha: “Com o mesmo pau que se bate em Chico não serviria para cacetear Francisco?”. Um vigia de escola e um de outro prédio público, qual a diferença entre a atividade de um e de outro?

- Há diferença entre uma arara azul e uma arara vermelha? Aos olhos do leigo, todas seriam apenas araras, com a diferença na plumagem.

Respondendo

“Primeiramente, todos são servidores municipais, cada qual se Qualifica no setor que atua. Nós, da Educação, estudamos bastante para conseguir o Diploma de Técnico em Infraestrutura Escolar. Estamos lutando por nosso enquadramento da Lei 1197/2011 que contempla todos os profissionais da Educação. O grande diferencial da atividade de um para outro está no conhecimento, na capacidade de participar da elaboração do PPP (Projeto Político Pedagógico), APM (Associação de Pais e Mestres), e ações de melhoria na escola pelos funcionários”. Perguntamos e eles responderam.

- Com a palavra os demais que exercem atividades correlatas na administração pública.

Dentro da Máquina

Dentro da estrutura administrativa, para os que fizeram concurso de provas e de títulos, o conhecimento é de fundamental importância e é um aliado importante dentro do PCCS. Sob essa ótica, o vigia se enquadraria numa classe excepcional, com nomenclatura diferenciada, enquanto que os vigias ou guardas de patrimônio permaneceriam como estão, caminhando letra por letra no PCCS. Quem ler o texto acima vai ver que “quem estuda mais, ganha mais”, segundo é a posição colocada no texto. Mas, vamos e venhamos, não seria hora de se estabelecer um diálogo mais flexibilizado entre as partes, no caso os servidores em vias de enquadramento e o governo?

- Tem horas em que a postura se torna intransigente por conta de muito nhém-nhém-nhém e falas pautadas em bases e teses de um modelo arcaico de relação.

Fora da Máquina

A intransigência colocada pelo sindicalismo e a visão do governo quanto a sua estrutura financeira se juntam a relações interpessoais com resquícios de um antagonismo que vem de outrora, tudo isso contribui para poucos avanços nessa relação. E aí vem uma classe toda que aguarda por soluções imediatas, onde a única saída é a defesa do diálogo mais aberto, com a franqueza de quem espera para ontem uma resposta que pode durar muitos amanhãs.

- Mesmo que seja através de sinais de fumaça, a boa nova é aguardada. Vamos conversar?

Maquiavelismo Puro I

O prefeito Gilmarzinho da Ecoplan deve estar a se perguntar: “Onde foi que eu errei?”. Ou se questionando: “Quando terminará essa via crucis?”. Se não for sabotagem, a intenção era mesmo a de marcar um gol contra; os servidores do setor de Obras “ressuscitarem” a operação tapa-buracos com terra. E o pior, realizavam a cagada nas proximidades da Escola “Inocência” com o tapa-buracos com terra e ainda criticavam o prefeito, segundo ouviu uma senhora.

- Resta saber quem foi que autorizou esse tipo de trabalho, que se pensava em não se ver mais.

Maquiavelismo Puro II

A teoria da conspiração ganha força a partir de uma ação dessas, de interesse produzido para prejudicar o que não vai bem. Por volta de 2013, um elemento só conseguiu “atolar” uma patrol e um caminhão caçamba quando foi para dar apoio nas proximidades da Fazenda Borges, antes da pavimentação da MT-241. De cientistas e de loucos, todos temos um pouco. Tapar buracos com terra, realmente, essa não foi à ressurreição que muitos esperavam. E o pior, em atenção a várias audiências, o prefeito foi o último a saber da façanha.

- Vá saber quem foi que autorizou.

Em “Pé de Guerra”

Entre uma cagada homérica e outra, além da linha do horizonte, há uma batalha intensa para se saber quem será o vice de uma chapa meramente virtual com o PSDB na cabeça. Como o assunto é PSD, estariam na disputa a ex-vereadora Paula, o nome sugerido do vereador Jandão e ainda o do empresário Amauri Zeni, “new” socialista. De outra parte ainda temos nomes do PMDB, do PR e do Solidariedade, este último, um pouco mais distante e com sinais de carreira solo.

- Em quem apostar nesse páreo?

Trégua no “Front”

O cenário político ainda pode se alterar nos próximos dias. A percepção é a de que o desenho tático feito parece não mostrar uma certeza ainda dos fatos. O PSDB é a sigla que deve ocupar a cabeça de chapa, mas esse é um cenário estabelecido e dado como certo? Há vislumbres de que o PSD é que deve ocupar a cabeça de chapa, este, porém, um outro cenário, ainda especulativo... e desejado por muitos.

- Na possibilidade de um segundo cenário, pedras cairão, em efeito dominó. 

Vitória

Uma comemoração antecipada, lá atrás, quando o TCE-MT anunciou que as contas de gestão, relativas a 2013, da administração do prefeito Gilmarzinho da Ecoplan foram reprovadas, serviu apenas para gastar fogos de artifício. O TCE-MT, ainda hoje (05/04), pela manhã, analisou a conjuntura e a defesa oral do representante jurídico da Prefeitura de Nobres naquela oportunidade, reformando a decisão e considerando regulares as contas. O assessor jurídico municipal, Donizeu Nassarden, acredita que se fez justiça diante da exposição de motivos apresentada.

- Considerando-se as argumentações apresentadas, as contas serão julgadas regulares, após alteração no acórdão.

Análise

A atual administração municipal, ainda que as contas tenham sido julgadas regulares e em que pese o trabalho conjunto da equipe administrativa, não fez política e vem praticando uma gestão eminentemente técnica. Tecnicamente, isso é bom, mas uma boa administração também se faz com política e todos os setores caminham na mesma direção, ainda que um ou outro setor tenha que andar na frente, mas não dissociados. É tempo de acender as luzes amarelas e ainda tentar salvar esse rascunho.

- É como diria Tite: “física e tecnicamente semelhantes; porém, taticamente, nem tão igual”.

Páscoa Atrasada

No domingo, dois dias após o da mentira, ainda tinha gente mentindo. Chamaram um boleiro, bastante tarimbado, para bater uma bolinha, supostamente, numa “barca boa”, lá no “Balizão”. O jogo começou e o boleirão só vendo a banda passar e o placar aumentar. O jogo era de esconde-esconde... cadê a bola? De pé em pé (do adversário é claro!), cadê... num tá mais aqui. Fim do primeiro tempo e o placar lá no pico. O boleiro saiu de campo dizendo: “Pôrra, que barca é essa que me botaram nela?”. 40 anos de janela e ainda esperando fazer um cruzeiro numa barca... e ainda por cima, furada. O chocolate chegou depois de uma semana da Páscoa passada.

- O baiano lambendo uma pedra de gelo e o pai dizendo: “mas tu tá cumendo vrido, menino?”.

Antenado

Numa série denominada Histórico, em tópicos, anunciamos sobre o Caso Celso Daniel, e do envolvimento de Delúbio Soares e Silvio Pereira na trama. Na mosca, eles foram “convocados” pelo juiz Sergio Moro para falar sobre empréstimos e ligações com Ronan Maria Pinto, empresário que teve negócios em Cuiabá no setor de transporte coletivo. Ler e acompanhar os fatos é importante para a abordagem correta.

- Silvinho Pereira, do Mensalão, volta à cena.

Estratégia

O PSB estudaria a possibilidade de ter uma vice do sexo feminino e o nome cogitado seria o da atual vice prefeita Silvia Martins, de acordo com uma fonte ligada aos socialistas. Já no PSD, até prova em contrário, a já desincompatibilizada ex-vereadora Paula seria o nome mais forte numa futura composição com o PSDB de Leocir Hanel. Chama atenção a quantidade de vices pretensos para compor com o PSDB.

- Retratos novos e retratos de outrora.

Sondagem

Estaria sendo cogitada a realização de uma nova sondagem qualitativa e quantitativa para se conhecer a quantas anda a vontade do eleitorado, manifestada até agora em favor do virtual candidato do PSB. O atual prefeito bem que poderia colocar seu nome na sondagem para se avaliar a sua gestão, se mais ou menos, se regular, se boa ou se má. Fora da disputa, é importante conhecer a versão externa de como vai a sua gestão.

- A melhor sondagem é aquela com dados reais, realizada sem interesse de comercializar cadernos. Então, bamo que bamo. Bamo, djente! Aperta o passo.

Procura-se

Onde estariam os virtuais candidatos aos cargos majoritários? É lógico, sassaricar, só depois das convenções, mas ninguém fala nada. Estariam à espera de um movimento no tabuleiro? De xadrez, é claro. Bem, mas isso é só para quem entende de cavalos, rainhas, peões e bispos.

- Qual o próximo lance?

Metendo Medo?

Em conversa telefônica com o responsável pela TV Cidade, Makoto Aiko, ele revelou interesse em voltar com o Programa Balanço Geral, mas fez questão de ressaltar que não autoriza ninguém a falar em nome do canal televisivo. Logo, as bravatas do rapaz através do seu site não representam a opinião da TV Cidade, representada pelo seu diretor.

- Medidor de audiência, que bacana. Respeitamos o número de telespectadores quando da exibição do Cadeia Neles.

Metendo Medo II

Demos a nossa contribuição para o Programa “Cidade Aflita” em 2012 e aprendemos a conhecer um pouco dos bastidores da tevê e sabemos das dificuldades que o responsável geral pela emissora enfrenta. Quando é para esculachar e apontar defeitos, muitos aplaudem de longe, mas não bancam as despesas e o patrocínio publicitário é pouco ou quase nada. Naquele período sim, a audiência era tamanha, que até bolaram um plano para “comprar” a tevê.

- Como pedaladas fiscais é pra gente grande, até antes do resultado das eleições municipais, muitos aplaudiam as “velocipadas fiscais” do então gestor.

Metendo Medo III

Entre 2012 e 2016 há muitas diferenças e não há nenhuma temeridade quanto ao trabalho da tevê, anunciado com muito entusiasmo pelo ex apresentador embora sem o aval de quem realmente manda. E quem haveria de cercear o direito de informar? O incompreensível é saber que o chefe desautoriza o seu subalterno a falar.

- Logo...

Balança...

Uma empresa, por menor que seja, tem que ter Alvará de Funcionamento, tem que pagar ISSQN como todas as demais que prestam serviços, tem que ter a atividade econômica específica e, ainda, ter um representante legal, que emita recibo do serviço que presta. Esses níveis são medidos pelo setor de tributação municipal.

- A quantas anda, meninos?

Como Está?

Como estaria a investigação sobre o caso que culminou com a morte de uma pessoa ligada as atividades culinárias no setor turístico, picada por cobra? Segundo as notícias divulgadas por determinados veículos de comunicação, houve negligência no atendimento. O caso requer muitas respostas e estaria sendo apurado, apesar da pouca manifestação para justificar o ocorrido. O setor público divulgou nota cobrando as explicações devidas sobre o fato.

- Vamos aguardar.

“Guerra nos Bastidores”

A questão do vice na futura chapa do PSDB em Nobres está como em um formigueiro em atividade. Uma batalha de bastidores é travada entre as siglas por algumas de suas lideranças, em que um joga o outro contra aquele e aquele empurra a batata quente para outrem. Longe das convenções, os alinhavos políticos estão ocorrendo e há uma batalha surda pela vaga, longe de ser entendida por leigos em política. A musculatura do PSD é ignorada e os trancos ocorrem para tirar o partido da linha de frente.

- É a efervescência política de bastidores.

“Guerra nos Bastidores” II

O vereador Manoel Fermino (DEM) é quem lidera o seu pessoal e atua nos bastidores para o fortalecimento da sigla, obviamente, pensando na probabilidade de promover um alinhamento que interesse aos democratas. É certo que aquele fenômeno ocorrido em 2012, não voltará a acontecer tão cedo, com a participação de um patrocinador forte e “demás” de interessado na reeleição. Não como antigamente os “casamentos” de hoje serão sem dotes... só por amor.

- Por essa visão, o PSD será mesmo o aliado de primeira hora na composição futura com os tucanos.

Tapas & Tapas

Em Cuiabá, Pedro Taques defende que o PSDB não frequente os mesmos ambientes que o PMDB. Seria um veto a uma aliança com o time de Mauro Mendes. De sua parte, o PMDB estadual retalia, igualmente, e não quer a sigla no palanque do PSDB, fato que atinge Nobres em cheio. Resta saber se isso ocorrerá de forma oficial ou ficaria apenas no campo das especulações. Infelizmente, as questões paroquiais sofrem interferências da cúpula externa. Ou não?

- Não há casamento por incompatibilidade de gênios.

Confisco?

Em nenhum caso existente ou omisso quanto á lei trabalhista não consta que o funcionário tenha que confiscar ou “sequestrar” o patrimônio da empresa como garantia de pagamento de dívida trabalhista. Em Nobres, consta que já teria ocorrido caso parecido, em que o funcionário teria “sequestrado” um bem patrimonial da empresa para forçar o seu pagamento em atraso.

- Fato novo na relação empregado/empregador. Como será que ficou essa nova negociação? O resgate foi pago?

A História Se Repete

O PMDB abandona o PT e do lado de fora, vai ver o circo em chamas. Lula, sempre boquirroto, dizia que não iria dar uma de Nero e incendiar o País. Mas, vendo o passar da banda (e das bundas), diz que o PT não se “queimará” sozinho e pode entregar o que escondia... que os poderes são podres. Na saúde... amigos; na doença... foda-se o resto; comigo ou sem migo, vamos abrir o bico e dizer que nós e eles somos farinha de um mesmo saco. Mas, assim, de última hora, quando a arca começa a fazer água e até os ratos do porão já pularam na água?

- Nem na casa das mais “barraqueiras” das marafonas, o clima não é assim... puxões de cabelos, você é uma fdp... você é completa; vadia; chupadeira de chupeta. São Joaquim Barbosa que nos livre dessa gente.

Será Mesmo?

O PMDB de MT não deu sinal de vida nesse processo todo e aparentava estar atrás do biombo, ouvindo a reação dos caros colegas. Em 2014, o ministro (da época e de hoje), Berzoini, estava no Palácio Paiaguás, e Carlos Bezerra, para agradá-lo, dizia que o PSDB iria sumir do mapa após as eleições gerais. Parece até que Pedro Taques ouviu esse discurso de Bezerra e hoje, ambos os partidos não sentam à mesma mesa.

- Prováveis aliados nacionalmente e às turras em MT. Na separação carnal do PMDB com o PT, MT estaria por trás dos bastidores. Bem, se nos bastidores já é um fora grande, por trás dos bastidores, seria no fundo do quintal.

Será Mesmo? II

O ministro Henrique Alves, do Turismo, saiu primeiro, antes da debandada. E a pergunta é: “quando Tetê Bezerra sairá?”. Se a barra está ruim para o PT, para o mercado financeiro, essa separação litigiosa interessa (e muito!). Os números do dia 29/03 apareceram positivos no mercado de ações e até nas quitandas, o preço da banana caiu. Nunca um divórcio litigioso foi tão prestigiado e tão bem visto como esse, entre o PMDB e o PT. Só trairagem e dinheiro gasto à rodo. E eu quem pensava em fazer Publicidade e Marketing, já vou preferir ficar mesmo no be-a-bá... a maré não está mesmo para esse setor. Duda Mendonça, Marcos Valério e o agora o tal do Santana, ‘papas’ no ramo, estão na pica do saci.

- Vender bananas na república das mesmas é um bom negócio.

Perguntando

Seria ofensa perguntar: “se o salto de qualidade salarial com a requalificação dos servidores municipais da área educacional não estimularia os semelhantes de outras áreas a buscar um lugar debaixo do mesmo sol?”. Como diria o poeta da estrela vermelha: “Com o mesmo pau que se bate em Chico não serviria para cacetear Francisco?”. Um vigia de escola e um de outro prédio público, qual a diferença entre a atividade de um e de outro?

- Há diferença entre uma arara azul e uma arara vermelha? Aos olhos do leigo, todas seriam apenas araras, com a diferença na plumagem.

Pós Páscoa

Passada a farra com chocolates, fora o do Água Santa contra o Palmeiras, a vida na política tende a voltar ao normal. Os partidos pensam e repensam suas estratégias quanto ao futuro político que se avizinha em Nobres. Preterido na sua possível ida para o PSB, eis que o atual prefeito de Nobres, Gilmarzinho da Ecoplan, parece que está com as cartas já embaralhadas e vai mesmo dar as cartas e ainda jogar de mão. Surgiu o Plano B e ainda assim, há um ás na sua manga.

- buy kamagra online Como se vê...

Pós Páscoa II

Nem o peru morre na véspera e nem a vitória é conquistada por antecipação, mas o clima de “já ganhou” parece que foi sepultado, sem direito a “ressurreição”. Novas estratégias começam a ser montadas daqui pra frente e quem havia se esquecido que o jogo é jogado e lambari é pescado, decerto que vai alterar o cenário e gravar novas cenas. As que foram pensadas e gravadas... vão para o Vídeo Show. Em 1.992, só se falava num tal Mineiro para prefeito de Nobres, quem se lembra?

- O jogo virou.

Jogo de Ontem

À época, Mineiro virou Clóvis e até hoje não se sabe por quê. O favorito era um médico, o dr. Manoel Loureiro, com tudo a favor, e a zebra pastou no campo da política e quem estava fora do páreo, a assistente social Lídia Barbosa, virou prefeita, com cerca de 216 votos de frente. Um escândalo foi denunciado pelo jornal local; por este jornal, com a colaboração de uma “leva” de pessoas preocupadas com Nobres.

- Apostadores experientes não costumam apostar em cavalos e nem em wíski’s paraguaios... são um porre só. Mas, se não há largada, correr pra quê?

Jogo de Hoje

As pessoas precisam aprender a fazer política com humildade e também reconhecer que ninguém é inimigo de ninguém. Tendências e lados políticos são como times de futebol, um dia ganham e em outro podem perder. Mas não se deve dizer que o jogo está ganho às vésperas. Até prova em contrário, três nomes devem disputar as eleições majoritárias e se há algum favorito, a maioria do eleitorado desconhece. O que há e o que está em jogo é a confiança dos populares em nomes que serão apresentados após as convenções municipais. Já ganhou o quê?

- A pensar morreu um burro... e o papagaio sucumbiu pelo muito falar.

Jogo de Hoje II

Ninguém ainda não viu carro de alto falante ou sistema de som próximo de um grande jogo de xadrez, em que o enxadrista anuncia qual vai ser sua estratégia para chegar ao xeque. Quem fala muito é locutor esportivo, o que é perfeitamente previsível e compreensível... do contrário, como vai contar a história do jogo? Como já dizia vovó: “Tirrim... fechou o balaio”.

- Cala a boca, Magda!

Coadjuvantes

Depois do Solidariedade, o PR e o PMDB disputam a posição de vice numa futura composição com o PSDB. O advogado Donizeu Nassarden seria o nome peemedebista a ser indicado pela sigla peemedebista com as bênçãos de Mauro Savi, o mais novo integrante do PSB. Uma frase feita aponta que política é como nuvem, sujeita a mudanças num piscar de olhos. Em Nobres, o partido do governador (PSDB) parecia apagado e de repente, as luzes se acenderam... e a ribalta, agora, é um pertencer a todos.

- Fiat lux...

Coadjuvantes II

Nesse cenário que está se estabelecendo, tal e qual os bastidores de um grande prêmio do turfe, o pangaré pode ser o grande azarão e a surpresa da corrida entre os pretensos coadjuvantes. Quem não cogita muito a vaga à vice, eis que pode surgir na reta final como o da preferência.

- E cruza o disco final...

Protagonistas

Na corrida sucessória em Nobres, sinais de fumaça apontam que houve quem queimasse a largada. Todos voltam ao grid e vão aguardar as luzes vermelhas se apagarem. Nessa nova largada, até agora, não há favoritos. Em tempos de Páscoa, a questão será mesmo de Prestígio e investimento para mexer o doce. É como diria um velho pensador do São Gonçalo do Rio Abaixo...

- ...rapadura é doce, mas não é mole, não.

Carismáticos?

“Pero no mucho”. Para quem acreditava que apenas o carisma poderia levar alguém ao poder, a Operação Lava-Jato que o diga, o quanto era o tamanho da pilha de carisma de Lula e depois da Dilma, ejetados por uma campanha milionária de marketing com dinheiro dos acionistas da Petrobrás. O mito caiu e os segredos do reino estão sendo descobertos. O carismático Lula é alguém que se esconde atrás de alma bondosa, mas que se exalta, xinga, esculacha e fala palavrões quando acuado.

- Mas a sua imagem mais representativa é a de um homem que tem o toque de Midas e “doa” dinheiro público às causas da pobreza. O pano de fundo dos “bolsas tudo” caíram e está tudo à mostra... agora é o “embolsa tudo”.

Santo de Casa

O PSDB rebuscou um santo de casa, não para que opere milagres, mas para que garanta densidade eleitoral à disputa em 2016. O empresário Leocir Hanel, finalmente, entra e assume uma pré-candidatura, antevendo equilíbrio à sucessão municipal em 2016 no município de Nobres. O recuo de Chico Valandro é considerado natural, afinal, quem estaria disposto a sair por aí dando murro em ponta de faca. As possibilidades das agremiações que estarão na disputa se igualam e não há ninguém melhor que ninguém e o que regerá o processo será a credibilidade individual e a confiança popular.

- Os candidatos, de fato, podem se alinhar no “grid” de largada... calma, é daqui mais uns dias.

E o vice?

Se tudo ocorrer bem, o PSDB terá um vice que agregue, segundo se informou. O PMDB decidiu que pode compor com o PSDB e deve sugerir ao menos um nome como coadjuvante. O DEM será sondado e o Solidariedade está junto, assim como o PSD integra a base aliada tucana que está se formando. O vice majoritário pode sair desses partidos e nada é definitivo, nem mesmo os diamantes. O prefeito Gilmarzinho da Ecoplan terá papel fundamental na condução das alianças e o seu partido, é certo, reclamará um lugar ao sol. O PR também cogita o vice na futura composição.

- Caminho aberto.

E o vice? II

Não há nome definido e nem definitivo para o cargo de vice prefeito na chapa ainda a ser formada com o PSDB na cabeça de chapa à sucessão municipal. O nome do empresário Leocir Hanel espalhou e sacudiu os bastidores políticos em Nobres, onde os grupos criados que estão na rede social (whats app) já começaram o debate. Apenas o PSB e o seu nome estava em campo, nos bastidores, fazendo política, mas a partir de então, o cenário tende a mudar e aquela profusão de nomes para a disputa majoritária era apenas uma espécie de “fogo fátuo”. Que ninguém se admire e não é para causar espanto, mas trata-se de um fenômeno que alimentou lendas de fantasmas, assombrações e almas penadas.

- Até prova em contrário, só três candidaturas permanecerão.

E o vice? III

Qualquer cenário criado com o nome de um vice neste momento é prematuro e não está contextualizado, segundo se informou. Ainda assim, as especulações que surgiram não foram bem digeridas nos meios políticos locais onde também já se especula o nome de Silvestre Campos, da vereadora Paula, do sub-prefeito Acendino Mendes. O mais provável é que o PSD, partido governista, tenha um representante na chapa majoritária, por direito pelo que a agremiação liderada pelo prefeito Gilmarzinho da Ecoplan vem realizando. Há um movimento interno pela reivindicação do cargo de vice para o PSD. O ideal e fato evidente é que o vice tenha respaldo popular e possa contribuir sobremaneira para a caminhada do nome majoritário. E isso até agora não ficou evidenciado.

- Time to time.

Alinhamento

O PP tem reunião marcada para abril, conforme divulga pelas redes sociais, quando fará realizar filiações. E o PSB trabalha na surdina para garantir o médico Esmeraldo Ribeiro como o virtual candidato da sigla. Fala-se que o PSB esteja em busca de uma renovação política em Nobres onde tudo é velho e carcomido. Sendo assim e visto assim, o que é novo por aqui, só mesmo quem nasceu ontem. O governador Pedro Taques, ainda em campanha, teve esse propósito, mas a conjuntura política o ‘engoliu’ e ainda hoje se vê cercado de aliados nem tão zero km assim.

- buy clomid O jogo vai começar, coloquem os seus óculos em 3D e sintam-se dentro do espetáculo.

Sigla Fortalecida

O PSC também é uma sigla que está fortalecida em Nobres partir da votação obtida pelo vereador Joel Júnior quando esteve no PP. JJ deve ir à reeleição, mas não descartaria a possibilidade de ser vice em alguma chapa. O PSDB também poderia compor com o PSC, se é que JJ esteja disposto a conversar. As possibilidades de aliança são amplas para todas as siglas.

- Um caso a ser pensado.

Desistência

Apesar dos insistentes pedidos dos fãs (não mais que dois ou três) e leitores assíduos desta coluna, o assinante desta está fora da disputa. Tem um que está contrariadíssimo porque apresentou orçamento para produzir vídeo institucional sobre o cinquentenário de Nobres e nem viu que o seu papel foi parar num cesto de lixo. E olha que não fui eu. Quando foi lá, estava humilde e nem parecia aquele sujeito que pilota moto sem habilitação.

Corta pra mim... é o Marcelo Rezende Cover, que abandonou a escola tão cedo e nem concluiu o segundo grau.

 Veículo Recuperado

A casa de uma quadrilha caiu e com eles, segundo a nota no Portal Mídia News, estava um veículo, Ford K, roubado em Nobres, dia 07 de fevereiro. A rapaziada utilizava a rede social (whats app) para comercializar os veículos, conforme informou a PJC.

- Férias.

Tempos de Crise

Quando a situação econômica não avança, atrapalha todo mundo e os primeiros sintomas se apresentam com a palavra “vende-se”, notadamente carros e imóveis. E o povo no poder acreditando que está tudo bem e falando em Lula na Casa Civil para salvar o Brasil. Como se vê, a coisa vai bem para os governistas.

- Se até a dignidade de alguns governistas já está vendida, o povão vai se virando com o bazar de negócios.

Abrindo Caminho

O Democratas já estaria alinhando sua equipe para a possibilidade de acerto com o PSB, onde estaria em jogo o cargo de vice prefeito. O assunto estaria sendo ventilado nos bastidores, fato que colocaria alguns ‘news socialistas’ em rota de colisão com princípios básicos pregados em conversas atiradas ao ar sobre um começar de novo, com tudo novo. A política é dinâmica, mas tão dinâmica que, por vezes, faz com que a decoração da casa fique dividida entre o retrô e uma nova tendência.

- A grosso modo, seria como ter que engolir sapos.

Abrindo Caminho II

Quem teria tempo e já teria ouvido isso de um ou outro lançador de tendência política, o PSB local não teria alinhamento com a velha guarda política de Nobres. O choque de opiniões está causado com essa possibilidade que está aberta, de o DEM ter vice na chapa do candidatável do PSB. Entre o novo e o velho, está um partido de gente astuta, experimentada na política e bem articulada... esse é o DEM. Como política não se ganha sozinho, nada como o tempo para mostrar se esse casamento sai ou não.

- A incompatibilidade de gênios só restará comprovada após a convivência, já que política não se baseia por horóscopo.

Sob Silêncio?

Mas, e o PSDB, como está, como se comporá e como se articulará nesse cenário? A sigla se apresenta, pelo menos até agora, hermeticamente fechada em um casulo. Muito cedo? Para quem tem boa visão, o manual recomenda que não se caminhe tateando no escuro, mas busque sondar aonde pisar. Se for isso e por ser muito cedo ainda, é aceitável. Só que não. Tem gente que já colocou os pés na estrada e já trabalha pela própria candidatura. Nós falamos de Nobres, obviamente.

- Seguindo o dito popular: “Deus ajuda quem cedo madruga”, o sol já está se descortinando no horizonte.

Hora de Acordar

Quem anda precisando de uns bons baldes de água fria para se erguer da cama é o pessoal do PSD. O silêncio sepulcral do PSD incomoda. A sigla está bem representada e faz uma administração regular embora não faça política de modo correto, e é quem deveria dar início as articulações visando a sucessão municipal em Nobres. Como há muito não se via, o futuro prefeito não deve encontrar rombos homéricos como os que ocorreram no passado, mas é bom saber que os precatórios gerados por más administrações do passado não são exceções... sempre caem sobre as contas públicas; via de regra, em hora incerta.

- Acorda, Maria Bonita! Vem um míssil por aí.

Sem Definição

O PMBD, o PDT e o Solidariedade parecem aguardar as movimentações de outras siglas. O PP, sob nova direção, tem pré-candidatura majoritária definida e as siglas, todas elas, não ousam falar em alianças. Até porque, as convenções municipais serão determinantes para que as alianças possam acontecer. Só mesmo o DEM é que estaria costurando, supostamente, um acordo sobre o vice, mas acredita-se que isso seja apenas no terreno das especulações.

- Enxadrista apressado corre risco de tomar xeque-mate.

O Que Define

Siglas e candidaturas não se definem sem passar por um tema essencial em campanha política. “Hay dinero? Si no hay, todo es difícil”. Candidatos majoritários e proporcionais, é bom que saibam que favores excepcionais e popularidade não são garantias de boa votação. A compra de votos é uma questão bem antiga e ainda se faz presente hoje em dia. E ainda assim, depende de como usar o dinheiro. Em 2012, o tamanho do investimento em quantidade não logrou em êxito ao candidato majoritário. E muitos dos que venderam o sufrágio, cacarejam atualmente nas redes sociais.

- Essa questão é relevante.

Nobres Amores

Três pessoas conversavam, inadvertidamente, e falavam dos seus amores por Nobres. “Amo a minha cidade como ela é e como ela está”, dizia uma interlocutora, que emendou: “Conheci uma outra cidade e lá aprendi que Nobres é a minha cidade. Amo Nobres!”. Fechou o papo, com o assentimento das suas ouvintes. Como se vê, as redes sociais não espelham a realidade e é mais um ambiente para quem está em busca de holofotes virtuais. Temos tanta sorte, que nem de longe somos comparados com gente de Poconé. Nada contra aquela cidade pantaneira, mas nas redes sociais, Poconé é espicaçada.

- Nós aqui: “Terra do Calcário e da mulher bonita”. Eles lá: “...ô povo fêio...”.

Descoberta Feita

Enfim, soubemos de quem falamos dia desses. É da Tathi, a enfermeira número um do hospital conveniado. Ela é dona de uma calma excepcional para quem lida com gente estressada e apressada. Tem gente que é das que querem ser atendidas primeiro e com tratamento vip, sem levar em conta que é pelo SUS. Com Tathy, não há diferença e ela anda perto daquilo que se exige em um hospital, sobre o tratamento mais humanizado. A moça da portaria também faz a sua parte, muito bem. Cabe aí, uma moção de aplauso.

- Fui!!!!!!!!!!!!!!

A Regra dos...

...atrapalhados. Tudo bem que seja obra de ficção, mas essa novela que chega ao fim, foi digna da série de “Os Trapalhões”. O Tio nunca cumpriu uma missão que desse certo em “A Regra do Jogo”. A Athena realmente driblava a facção, mais que Neymar e Robinho juntos. O vereador Romero (qualquer semelhança com a vida real terá sido mera coincidência) levava uma vida boa e mascarada de bom samaritano. O “dr. Gibson”, papel vivido pelo ator José de Abreu causou confusão entre a ficção e realidade, por ser defensor ferrenho de Lula e sua imaculada turma. Nas redes sociais, ninguém sabe quem é José de Abreu e nem o dr. Gibson, já que a palavra “facção” também predomina na vida real.

- Na vida real, os esquemas da Lava Jato foram um jogo sem regras. 

A Caminho do Fim

Os mais próximos ao governo, pelo menos os da mídia, dizem que Lula pode “ganhar” um ministério para se livrar da prisão. Realmente, a operação é perigosa a um governo cambaleante. Por outro lado, como bom palpiteiro, poderia escolher o Ministério da Fazenda, já que derrubou Joaquim Levy. Essa operação é mais arriscada e pode ser mais dolorosa que a do “Resgate do Soldado Ryan”. Entre a ficção e a realidade, a diferença é a de um herói militar e um mito que caiu em desgraça.

- A jararaca sem rabo pode estar a um passo de “comer” os seus espécimes. O governo patina sobre a lama petrolífera.

Final Feliz

Com todos os defeitos que lhe atiram, a administração do prefeito Gilmarzinho da Ecoplan pode terminar como aquela que atraiu importantes aliados. O Governo do Estado tem dado importante contribuição para o fomento do turismo em Nobres, nos setores rural e urbano. A Cimentos Votorantim, através do gerente geral da unidade em Nobres, Orlando Araújo Silva, também têm dedicado um olhar mais agudo sobre as necessidades de Nobres e a parceria firmada é uma demonstração de confiança na administração municipal.

- Não há investimento e nem proximidade onde não haja relação de confiança.

Final Feliz II

Foi concluído hoje, o Programa de Apoio à Gestão Pública, realizado pela Synergia Consultoria Sócioambiental, visando melhorias na gestão administrativa em todos os setores da administração municipal. A Cimentos Votorantim através do Instituto Votorantim investe na qualificação do servidor público pensando no bem estar dos munícipes, sabendo que a principal atividade da máquina pública municipal é a prestação de serviço aos munícipes. O prefeito, secretários e assessores, ocupam cargos transitórios, mas a modernização da máquina pública é um processo permanente e necessário.

- É uma questão de agradecimento a quem consegue ver além do horizonte.

Final Feliz III

Através do Governo do Estado, jornalistas do Brasil inteiro já visitaram Nobres, atraídos pelo chamamento dos novos governistas para que olhem a atividade turística bem de pertinho e saiam daqui com a melhor das impressões. Recentemente, o secretário adjunto da pasta de Desenvolvimento Econômico, Luiz Carlos Nigro, aportou em Bom Jardim com um novo grupo de jornalistas com base em Cuiabá para que estes sentissem o pulsar da natureza em Nobres. Quanta generosidade da natureza em favor de Nobres, aguçando os olhares perspicazes dos profissionais da imprensa.

- Quem vem, não tem como não se encantar. A atividade turística é uma verdadeira fábrica de boas notícias.

Final Feliz IV

Com todas essas pessoas operando pela valorização de Nobres, a partir do Governo do Estado, a pergunta é: “Quando nós vamos dar valor ao que temos?”. Sim, porque as pessoas que jogam lixo em locais impróprios em Bom Jardim e na Roda d’Água, é porque não valorizam o meio ambiente em que vivem. A profissionalização do turismo é uma necessidade e esse trabalho começa com os operadores diretos da atividade turística. Fiscalize, denuncie, faça a sua parte e contribua com o meio ambiente em que você vive.

- Viva feliz respeitando o meio ambiente.

Fato Verídico

Se você desconfiar que os amigos são bem poucos na alegria, na tristeza eles serão em menor quantidade ainda. É quando você se torna crítico de tudo, muitos gostam, mas se pedir R$ 50,00 emprestado, vai ver como eles se afastarão, um a um, e você contando no dedo quantos eram e quantos aplaudiam a sua posição, mais solitária que um espinho que guarda uma bela flor.

- Viu isso? Sentiu isso? Então tá!

Enquete

Enquanto não temos candidato majoritário confirmado, que tal lançar uma enquete para sabermos quem é o maior “corneteiro” de Nobres? Temos alguns favoritos, mas isso só pode ser confirmado nas prévias, ao melhor estilo norte americano. Tem uns três que são “hors concurs” e nem precisam figurar na lista.

- Alguém clomid online para listar os nomes?

Desprendimento

A nossa reserva moral na política nacional, pelo que ele diz, tem a ver com uma versão moderna de São Francisco de Assis, piorada, é óbvio. Despreza os bens materiais e prefere usufruir daquilo que os amigos lhe ofertam; e olha que só são coisas baratas. Um sítio, tchique, no úrtimo; um tríplex, que não é para qualquer mané; um “apê” do primo de um amigo, que o nosso personagem paga 4 mil pilas pelo aluguel. É muito desprendimento para quem gasta mais de 5 mil reais por mês só em cachaça.

- Realmente, depois de tudo isso, só acreditando na mula sem cabeça.

Coisa Estranha

Pode até ser coincidência, mas toda despesa que você for pagar, ao final da soma, se terminar sempre em R$ 171,00, tem que tomar cuidado. 171 pra ali, 171 praqui, 171 pra acolá, pode ser até perseguição da tal propriedade comutativa, em que a ordem dos fatores não altera o produto, ou seja 90+81 ou 81+90 vai dar no mesmo 171. Isso, no jogo de truco (lá, pelo menos), é sempre um mau sinal. Afinal, não queira ser 171.

- Truco, bananinha do bolicho!

Epíteto

A despeito do lançamento de nomes à sucessão municipal: “A cada passo encontramos cãezinhos a brincar uns com os outros; parece que entre eles reina sincera amizade; mas se lhes atirardes um osso quando brincam, ei-los inimigos; pegam de rosnar, ameaçando, e daí a pouco dilaceram-se.” Já Isaac Newton, dizia que conseguia, com menos problemas, calcular o movimento dos corpos celestiais, mas encontrava enorme dificuldade em encontrar definição sobre a loucura das pessoas”.

- Se nem Freud explicar, só tratamento de choque.

Histórico

Os simples mortais jamais entenderão o que se passa nos bastidores da política nacional. Sem necessariamente obedecer uma ordem cronológica, vamos nos lembrar dos prefeitos Celso Daniel e Toninho do PT, assassinados lá atrás. Depois, a política vem tirando de circulação nomes que tinham influência política em outros tempos. Silvio Pereira, aquele que ganhou aquele Land Rover por intervenção da liberação de obras da Petrobrás, anos atrás. Silvinho Pereira sumiu do mapa.

- É como no BBB... o sujeito é eliminado e tchau.

Histórico II

Só sobre o Caso Celso Daniel, segundo dados noticiosos daquele período sombrio apontam: “Sem perder a conta — Depois de Celso, Dionísio, Sérgio “Orelha” e Otávio — a lista de cadáveres foi acrescida com o de Antonio Palácio de Oliveira, garçom que na noite do sequestro do ex-prefeito serviu a mesa de uma churrascaria em São Paulo em que estavam Celso Daniel e Sérgio Sombra. Foi morto em fevereiro de 2003. Portava documentos falsos e tinha recebido um depósito de R$ 60 mil em sua conta corrente.”

- Vai contando.

Histórico III

Ainda segundo os dados: “Vinte dias depois foi a vez de Paulo Henrique Brito, única testemunha da morte do garçom Antonio Palácio de Oliveira. Em dezembro de 2003, o agente funerário Ivan Moraes Rédua levou dois tiros pelas costas. Ele havia sido o primeiro a reconhecer o corpo de Celso Daniel, ainda jogado na estrada, e a chamar a polícia. Sem perder a conta — Depois de Celso, Dionísio, Sérgio “Orelha” e Otávio — a lista de cadáveres foi acrescida com o de Antonio Palácio de Oliveira, garçom que na noite do sequestro do ex-prefeito serviu a mesa de uma churrascaria em São Paulo em que estavam Celso Daniel e Sérgio Sombra. Foi morto em fevereiro de 2003. Portava documentos falsos e tinha recebido um depósito de R$ 60 mil em sua conta corrente. Vinte dias depois foi a vez de Paulo Henrique Brito, única testemunha da morte do garçom Antonio Palácio de Oliveira.

- Ninguém sabe, ninguém viu.

Histórico IV

E Delúbio Soares? Deste ninguém mais ouve falar. Luiz Eduardo Greenhalgh, advogado criminalista atuante no Caso Celso Daniel também fez história junto com o PT. Antonio Palocci anda quietinho e o senador Delcídio Amaral, por sua condição de líder do PT no Senado, ressuscitou Paulo Okamoto. Mas a lista é grande, até chegar na Operação Aletheia, desencadeada hoje (04/02/16), da qual Lula se acredita ileso e sem nenhuma mácula, dizendo-se sem nenhuma obrigação de saber o que ocorria à sua volta.

- Realmente, o país afundado, as indústrias em falência, o povo esbulhado e uma facção política tentando blindar a sua “reserva moral” e nome único para garantir novo mandato estrelado em 2018.

Com ou Sem

Galeria de águas pluviais, a denominação já diz tudo. Entretanto, na cidade de Nobres, é comum ver tubulação de condução de “merda” conectada à rede de captação de águas pluviais. Tudo indica que esse “mal” não vai prevalecer nas obras de infraestrutura turística. Afinal, levar merda para o rio é qualquer coisa absurda, mais do que já ocorre. Caberia ao setor da Visa, coletar amostra de água embaixo da ponte sobre o rio Nobres, à avenida Moacir Parzianello, e providenciar análise periódica a cada seis meses.

- O rio Nobres é a Geni da música de Chico Buarque: “Joga pedra na Geni, joga bosta na Geni... maldita Geni...”.

Visita Deputados

Os deputados Nininho (PR) e Meraldo Sá (PSD) visitaram Nobres e foram recepcionados no gabinete do prefeito Gilmarzinho da Ecoplan (PSD), dia 26 de fevereiro, pela manhã. Ao contrário do que pensam alguns, Nininho veio trazer para Nobres algumas propostas, tal como a revitalização de pavimentos já existentes na cidade. Ruas receberão melhorias, inclusive o bairro Jardim Carolina, cujo asfalto, feito em 2012, já está sendo recuperado, inclusive o meio-fio.  

- Sendo assim, para quem tem dúvida, eis uma boa resposta.

PreviNobres

A equipe de gestão do fundo de pensão municipal e os servidores municipais de Nobres têm muito a comemorar. Em cerca de 18 anos, nunca a receita do PreviNobres esteve tão boa, saltando de mais de 6 milhões de reais para mais de 12 milhões reais em três anos. A gestora do fundo, Nadir Silva, demonstra satisfação pelo dever que está sendo cumprido e agradece ao comitê gestor e ao presidente do Fundo Municipal de Previdência pelo exercício do papel fiscalizador junto ao fundo. Para Nadir, o prefeito Gilmarzinho tem méritos ao repassar com normalidade a contribuição dos servidores e da parte patronal.

- Esse é o caminho e a formação do fundo patrimonial tem o acompanhamento do servidor municipal, dono deste. 

Em Agosto

Até o final de julho e já no comecinho de agosto devem estar finalizadas as convenções municipais e definidos os nomes dos candidatos majoritários e proporcionais. Até lá, sem campanha. Seria isso mesmo? Nos bastidores a campanha já acontece e nos 45 dias de campanha eleitoral, só serão consolidadas as atividades que já ocorrem. Alguns recuos são certos que ocorrerão e ao que tudo indica, a disputa deve ficar mesmo entre os partidos que integram a base aliada do governo estadual na atualidade. O engraçado é que todos se perguntam: “e o vice deste ou daquele?”. Bem!, o vice é um ótimo coadjuvante até o filme ser rodado, mas quando já está em cartaz... hasta la vista.

- É o épico... “E o Vento Levou”, quando não causa tempestades tropicais.

Segurança Pública

"É inegável que um criminoso de 2016 é diferente do da década de 80. Lá, os desentendimentos e violência aconteciam por algum motivo. Nesta sociedade dinâmica de hoje, o índice de violência é muito maior. A ousadia dos criminosos salta os olhos, é só pegar o diagnóstico do país para ver os crimes mais escabrosos acontecendo sistematicamente. Homicídios por motivos banais, estupro de crianças, entre outros", pontua o secretário ao portal de Notícias Olhar Direto.

- A entrevista é com Fábio Galindo, secretário de Estado da Segurança Pública em MT.

Segurança Pública II

O município de Várzea Grande está realmente fenomenal nesse quesito da audácia marginal. Seria quase um milagre o não registro de um único homicídio a cada três dias em VG, no MT. O município se expandiu e o poder público não conseguiu acompanhar essa expansão, gerando um caos social desproporcional ao tamanho da máquina de governo. A sensação de impunidade a partir da própria política é que leva ao agravamento da crise social que anda de mãos dadas com a falida economia do governo petista. Em tempos de crise, ladrão rouba ladrão.

- Mas, será que estão mal financeiramente as “empresas” que alugam armas aos criminosos? 

Segurança Pública III

Em meio a esse cenário desigual entre o bem e o mal está a corrupção, que deve ser igualmente combatida em todos os setores do governo, inclusive na Segurança Pública que já faz isso, mas necessita de maior rigor. Quando começar a cortar na própria carne, o resto da população sentirá mais firmeza na Segurança Pública. E ainda há um dragão que sopra fogo contra os organismos de segurança, que vem a ser as audiências de custódia, um mecanismo capaz de livrar qualquer meliante do xilindró em menos de 24 horas. Ou seja, entra de manhã e sai à tarde.

- A complexidade do sistema contra a dinâmica da marginalidade... é como matar mil apenas com uma queixada de burro. Quase um milagre.

Sem Sucesso

“Dos 640 parlamentares que exerceram o mandato em 2015, apenas 46 (dez senadores e 36 deputados) conseguiram aprovar lei de autoria própria no ano passado. Ou seja, só 7% dos congressistas viram suas propostas vencerem o longo processo de tramitação no Congresso Nacional até virarem norma jurídica: de nome de rodovia, passando por instituição de data comemorativa, até mudanças legislativas de maior impacto social e econômico”. Como se vê, a representatividade anda mal, segundo informa o Congresso em Foco.

- Blá-blá e blá.

Restrito

penas cinco parlamentares venceram o estreito filtro legislativo mais de uma vez em 2015. Com quatro normas cada, os senadores Marcelo Crivella (PRB-RJ) e Paulo Paim (PT-RS) foram os congressistas que mais emplacaram leis no primeiro ano da atual legislatura. O ex-líder do PT e agora novo líder do governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE), foi autor de duas, mesmo número alcançado pelos deputados Leonardo Picciani (RJ), líder do PMDB na Câmara, e Vieira da Cunha (PDT-RS)”, diz o Congresso em Foco.

- Já os salários... óóóóóóó...

Ó... Grande Líder

“O ex-líder do PT na Câmara Sibá Machado (PT-AC) disse ao Congresso em Foco na tarde de segunda-feira (22) que a 23ª fase da Operação Lava Jato – batizada de Acarajé – não passa de mais um ato para criminalizar a legenda. O deputado diz que são infundadas as denúncias contra o marqueteiro da campanha eleitoral da presidente Dilma Rousseff, cuja prisão foi decretada hoje. João Santana é acusado pela Polícia Federal de receber US$ 7,5 milhões em transações realizadas no exterior – dinheiro que seria fruto de propina do esquema de corrupção na Petrobras”. 

- Como dizia o poeta solitário: “Quem não deve..., não há porque TEMER”. E no Acre, chovendo à cântaros. Vai pra casa, Sibá.

Lixo buy levitra online em Bom Jardim

Por várias vezes tem havido reclamações sobre lixo doméstico jogado em lugar indevido na Vila de Bom Jardim. Trata-se de um dos locais mais badalados pela mídia nacional com visão internacional e ainda hoje, o repórter Alessandro Torres, da TV Globo, com atuação em Fortaleza, foi ao ar com a reportagem realizada em Nobres, sobre as belezas naturais localizadas no PA Coqueiral/Quebó. Uma atração a mais para aumentar o fluxo de turismo em Nobres, mas, de outra parte, algumas pessoas parecem com o claro desejo de “sabotar” isso tudo ao despejar lixo em qualquer lugar.

- A questão é ambiental e de polícia. Cadê a câmera do celular? Quem será que está fazendo isso?

Lixo em Bom Jardim II

Se a comunidade não se unir contra isso, o risco é o de afugentamento de turistas. Algumas pessoas reclamam que o turismo não atinge a todos com os lucros e só alguns é que enriquecem. Muitas clamam por lazer e entretenimento, esporte e outras atividades. O poder público municipal terceirizou a coleta de lixo em Bom Jardim e Roda d’Água, mas há um dia específico para cada localidade. Se a demanda de lixo está sendo maior que a coleta, tirar de uma casa e depositar perto do vizinho de comunidade, a questão já é bem outra... de polícia.

- Por que não há unificação de pensamento quanto aos cuidados com o ambiente em que se vive?

Coisa Boa

Recentemente, umas turistas queriam tomar banho pelada em ambiente público. Isso sim, deveria ir para o Facebook, feito um colírio a alguns olhos. Mas, só o lixo é que está na moda e ninguém quer saber de meio ambiente sadio. O problema (ou seria solução?) é se livrar do lixo de perto de casa, transferindo-o para um lugar um pouco além de casa, para o comunitário de lá. Por que câmeras flagram peitos e bundas e não conseguem flagrar a sabotagem contra o meio ambiente?

- Guardadas as diferenças entre as partes (baixas e altas) e o lixo.

“Operação Petrópolis”

A Prefeitura de Nobres ingressou com liminar contra a concessionária de energia elétrica, esta que não queria ligar um padrão trifásico já instalado no imóvel. A justiça acatou o pedido de liminar e mandou que a empresa instalasse, em 48 horas, o padrão e aceitasse a troca de titularidade do imóvel. Consta nos autos que a concessionária não é titular, mas sim a que explora o serviço. Com se diz por aí, decisão judicial não se questiona, cumpre-se.

- Sendo assim, o blá-blá-blá se encerra e a vida volta a ser refrigerada.

Papo Cabeça

Dois ex-prefeitos se encontraram em Rosário Oeste, por acaso, e bateram animado papo. Mas, de repente surgiu uma reclamação de um deles, que dizia: “Como você está?”, questionou um deles. A resposta foi a seguinte: “Eu estou fu..., e o prefeito atual ainda pede para não me contratarem”, respondeu. E complementou: “Mas ele está mais fu... que eu, com 19 milhões de restos a pagar...”. Se a conversa foi com a intenção de ser levada adiante, o objetivo foi atingido. Contaram para o prefeito atual e este desmente veementemente.

- Como se vê...

Papo buy priligy Cabeça II

O pivô da conversa desmentiu as duas versões, ou seja, nem pediu (jamais!) para não contratarem o reclamante e nem tem restos a pagar. Já pagou quase todos os estragos deixados para trás em tempos idos. Então, o resumo da ópera: “Se você está fu..., agrada-lhe ver alguém supostamente mais fu...”. E Marcelo se foi, com a desagradável má impressão do colega.

- É como diria o samurai Kitaro: “Por vezes, uma língua ferina causa mais estragos que a lâmina de uma espada”. Sayonara.

Postos Avançados

Considerando que os postos de atendimento de determinados bancos sejam para facilitar a formação de filas extensas, é preciso lembrar que com o sistema fora do ar, a proposta torna-se nula. Você não vai ao banco e procura um posto de atendimento ou a extensão de um banco, e lá ouve que o sistema está fora do ar, a sensação é a de que aquele que quer pagar uma conta esteja feito passarinho em mãos de criança... para lá e para cá.

- O bom pagador é sempre um zero pela esquerda.

Panelaço

O programa eleitoral do PT, exibido na noite de terça-feira (23/2), teve o fechamento com o ex-presidente Lula, que depois da amnésia causada pelo “não sei”, agora passa a sofrer de mania de perseguição. A fala de Lula nos remete àquele índio, com cocar, que ilustra o rótulo de uma famosa marca de óleo de peroba. Nada contra o rótulo, mas o óleo de peroba é famoso e ‘lustra’ realmente a fachada. Foi brindado com um panelaço em vários estados brasileiros. Além da mania de perseguição, Lula enfrenta uma crise de confiança popular; e ainda tem gente que diz que seja só a elite que está insatisfeita.

- O poder realmente enfeitiça, tanto que tem gente que não o acha efêmero, mas vitalício. Evo Morales que o diga.

Confusão

O ator José de Abreu, ligado a corrente petista, anda alfinetando FHC e Aécio Neves, fazendo estabelecer uma confusão entre o ator e o personagem. Já tem gente pensando que o “dr. Gibson” pode acabar delatando os membros da facção, presos na Operação Lava Jato. Será que o dr. Gibson passou algum fim de semana em Atibaia? Afinal, os brasileiros são vítimas de quem? Da era FHC ou da era Lula? Entre o Plano Real e os dias atuais, a diferença é grande, gritante e está longe de ser apenas um cenário de novela. O ator tem que se manter no seu papel, sob risco de causar confusão entre a ficção e a realidade.

- Se aparecer um japonês no Morro da Macaca, corra que esse é real e não terá sido mera coincidência a sua aparição. É o da PF.

Joia Rara

“Suspeito de cometer vários assaltos na cidade de Campo Novo do Parecis (a 396 km de Cuiabá), Danilo Santos Ramos, 26 anos, teve o mandado de prisão cumprido na operação da Secretaria de Segurança Pública “Carga Máxima”, que visa combater a criminalidade em todo o estado. O suspeito foi identificado nas investigações da Delegacia de Campo Novo do Parecis como o autor do roubo de joias em uma residência, que causou um prejuízo de mais de R$ 50 mil para a vítima. Durante buscas na casa do suspeito, o adolescente D. A.S., 16 anos, cunhado de Danilo, foi apreendido em posse de uma arma de fogo e três munições”. A informação é da Assessoria da PJC.

- Bom sinal.

Joia Rara II

“As investigações que resultaram na prisão do suspeito iniciaram após o roubo, ocorrido no dia 27 de dezembro de 2015. Na ocasião, três homens atuaram no assalto, um deles entrou na casa e subtraiu um cofre com mais de R$ 50 mil em joias, enquanto que os outros dois deram cobertura do lado de fora da casa. Os assaltantes fugiram no veículo Chevrolet Onix da vítima, que foi recuperado por policiais civis abandonado em uma estrada próxima da cidade no dia seguinte ao roubo. Após diligências, Danilo foi identificado como um dos autores do crime e teve o mandado de prisão e de busca e apreensão domiciliar representado pelo delegado Adil Pinheiro de Paula. Na quarta-feira (17.02), antes da prisão ser decretada pela Justiça, Danilo foi detido suspeito de envolvimento em outro assalto no município. Na quinta-feira (18.02) o suspeito teve as ordens judiciais em seu desfavor decretadas e o mandado de prisão cumprido”, conforme Camila Molina, da assessoria de imprensa da PJC.

- Carga Máxima e direto no assunto, sem peixes miúdos.

Justiça Feita

Na quinta-feira (18/02/16), pela manhã, um paciente aguardava atendimento no hospital conveniado local, e observava as atividades naqueles instantes e ficou surpreso com o que viu. A eficiência da enfermeira que atuava naquele horário, inclusive chamando a atenção de outrem para que não se demorasse no atendimento em caso específico de pressão alta. Sem saber o nome da profissional, vai um parabéns especial pela atitude, extensivo aos demais que atuam ali.

 - Em saúde, o importante é fazer a diferença.

Em Busca da Perfeição

Feliz será a cidade onde... se chover, qualquer tipo de alagamento estará descartado; se a seca chegar, não há risco de queimadas; se uma tempestade ameaçar, pode ficar que o lugar é seguro; se ocorrer um incêndio, sempre haverá um caminhão-pipa e bombeiros à disposição, prontos a debelar o sinistro; se haver um crime, antes que ele ocorra, essa possibilidade será desfeita; se a dengue e suas variações chegar, ninguém será atingido pelo mosquito. Essa cidade existe, é Nobres e pode ser encontrada no facebook, de acordo com o pensamento e vontade de cada internauta.

- Como diria o grande pensador Rodan(do) a Baianá: “em cada cabeça uma sentença”.

“Zykado”

Falar é fácil, ainda mais nas redes sociais, mas vá viver ou passar pelo que passam os integrantes da equipe de endemias. Eles estão diante de um ou mais focos de mosquito da dengue, alertam, com toda calma possível, o morador e recebem como resposta algumas grosserias ou falas ríspidas. E lá de longe, a Dilma só fala em acabar com o mosquito. A ideia genial seria multa a cada foco de mosquito encontrado após o alerta educativo. Se não há colaboração, mesmo com o fino trato, o jeito é pegar no tranco.

- Multa aos criadores de mosquito, à semelhança do que ocorre com os animais silvestres.

Mau Sinal

Os economistas só falam em recessão e todo o mundo está de olho na Europa. Imagine o Brasil, o que não vem por aí? O PT não quer largar o osso e Lula se defende como pode. A presidente Dilma se mostra tranquila e só aumenta os impostos sobre os bens de consumo, mas o governo federal não faz nada para diminuir os próprios gastos. Em Mato Grosso, tem gente ganhando mais de 100 mil reais/mês, sob a alegação de que estudaram para isso. Tem metalúrgico com tríplex e sítio digno de jogador de futebol da China.

- Em terra de Cerveró, quem tem um olho é... o próprio Midas.

Visita

Daqui a pouco, o enigmático deputado federal Fábio Garcia estará em Nobres. Tem tanta gente que gostaria de vê-lo; dizem que o Jorge da Telemensagem seria um deles. Ele vem alinhavar a virtual candidatura do PSB em Nobres e sai na frente nesse quesito. Vamos ver o que vai ocorrer após a sua estada na terra dos nobres. Quem sabe se não diminui esses blá-blá-blás e se antecipa o fato, que é bem melhor que o boato. Vamos lá, torcer por boas novas. Será que tem gente que vai pedir uma guarnição do Corpo de Bombeiros para Nobres?

- Só se for para apagar cigarrinhos de sativa cannabis?

O Fato

O sinistro ocorrido na Padaria Flocos de Neve, na área central da cidade de Nobres, considerado fato inédito na pequena cidade, virou notícia, de boca em boca, pelas redes sociais e através dos sites e canais televisivos. A notícia, dada com isenção e responsabilidade, garante a credibilidade do veículo informativo. Em casos semelhantes, por não haver bombeiro militar na cidade, o primeiro setor a ser acionado é a Prefeitura Municipal de Nobres. E na manhã de hoje (11/02), quem recebeu telefonema foi o secretário Beto Valandro, quando se encontrava no gabinete do prefeito junto com outros secretários.

- propecia online Beto, de imediato, acionou os parceiros do setor público.

Informação Irresponsável

A solicitação do secretário de Infraestrutura, Beto Valandro, foi para aquele que pudesse socorrer o mais rápido possível o sinistro que se seguia. Algumas indústrias calcareiras foram acionadas e aqueles que puderam contribuir, o fizeram. Absurdamente, aproveitando-se do sinistro, disse um sujeito que não houve colaboração do setor público. Uma informação desse tipo, calcada em boato, se assemelha ao que ocorreu com Fabiane Maria de Jesus, em abril de 2014, na cidade de Morrinhos, com 20.000 habitantes, confundida com uma suposta sequestradora de crianças, ela foi atacada por uma turba e massacrada publicamente. E a Revista Veja desta semana reporta o fato, apontando que tudo não passara de boato disseminado através do Facebook.

- Não nenhuma correlação entre um fato e outro, mas o boato maldoso costuma alimentar a “oficina do diabo” que predomina na cabeça daqueles que são adoradores de boatos.

Candidatáveis

Ao menos sete virtuais candidatos a prefeitos são contabilizados em Nobres até agora, na ressaca de carnaval para quem brincou em algum lugar por aí. Outros nomes devem surgir com o passar dos dias, mas na “garimpagem” final, quando o mês de julho chegar, esse número deve cair. Chama a atenção, o interesse inegável deste ou daquele pleitear o cargo de vice de alguém, quando não se está à procura de um vice. É um direito que assiste a todos embora a viabilidade de uma candidatura não dependa apenas de prestígio popular e de sigla partidária.

- Sem pressa, aguardemos pelo que vem por aí.

 

Opinião Segura

 

O ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Nobres, Edison Luiz Pinto, o “Preá”, anda com a opinião em alta e manja realmente de política. Bastou dizer, em tom de brincadeira, sobre suposto favoritismo, e já foi abordado sobre a opinião colocada, sem gravar, é claro. É uma história de ao menos uns 30 anos na militância política e daí a bagagem nesse meandro. E olha que nem publicamos a sua opinião real sobre o que vem por aí.

 

- Tá no caderninho de anotações e veremos se se confirmará.

 

Sede ao Pote

 

Como diria o pensador político sem ser cientista: “com muita sede ao pote, o risco é o de encontrar água suja”. Tem gente já em clima de êxtase, anunciando um “já ganhou” não se sabe o quê. Até o final de julho ainda deve ter convenção e sem esta, nada acontece. A partir das alianças partidárias e do vice anunciado é que o jogo começa realmente. Qualquer coisa antes disso não passará de um mero engodo.

 

- Quando será que teremos uma outra pesquisa para catapultar um nome? Lugar de vender cadernos é na papelaria.  

 

Last Updated ( Friday, 08 April 2016 19:46 )  

TRINCHEIRA LIII

A Esperar Como diria Erasmo Carlos... nós, aqui... sentados à beira do caminho a esperar pela conclusão das obras de infraestrutura turística na cidade de Nobres. A esperar morreu um burro, dizia uma velha frase popular. Jó, o personagem bíblico, mesmo com toda a sua paciência, sucumbiu; o mon

Jogo de xadrez

O trade turístico vive uma situação ilusória, onde querer não é poder. Ou seja, o desejo de melhorar as instalações, de se adequar melhor cada receptivo sempre esbarra num velho problema, a falta de comprovação da propriedade para poder contrair financiamentos. Sem a titulação, vivem-se
Banner
Banner
Banner
Banner